Categorias
Resenha dos Jogos

Análise da R04 do Paulista

No primeiro tropeço do Verdão
neste campeonato – algo natural por se tratar de início de temporada –
tivemos dois lances que chamaram mais atenção e que poderiam ter feito
a diferença: o pênalti não marcado sobre William e o pênalti marcado
sobre Valdivia e convertido pelo Alex Mineiro.

Penso que ambos
foram pênaltis, mas só um foi assinalado pelo árbitro Antonio Rogerio
Batista do Prado, que dessa maneira atrapalhou o Palmeiras na conquista
de sua terceira vitória no campeonato.

De qualquer modo,
surpreende que justamente a infração em cima do chileno tenha sido
assinalada, posto que o pênalti no William foi “mais pênalti”. Talvez a
cobrança do treinador Vanderlei Luxemburgo no comando da arbitragem
comece a surtir algum efeito.

Vale ressaltar que Valdivia
praticamente não falou, reclamou ou gesticulou com o árbitro durante o
jogo, certamente seguindo orientações da comissão técnica visando
amenizar a perseguição que este vem sofrendo por adversários, câmeras
de TV e juízes durante os últimos jogos.

Tá certo que o nosso
tema no blog é o Palmeiras, mas a análise da arbitragem da 4ª rodada do
Paulistão 2008 não poderia deixar passar batido o polêmico jogo de
ontem entre nosso rival e o nosso inimigo.

Os equívocos da
arbitragem foram se somando ao longo da partida e o gran finale foi a
anulação do gol do Adriano – e na minha opinião, anulado corretamente.

Pra
começar, o Joílson deveria ter tomado cartão no início do jogo por
colocar a mão na bola e o Rycharlison pelo pontapé desferido no jogador
Dentinho. Também tivemos lances ríspidos do outro lado, mas os árbitros
preferem amarelar o Valdívia por agredir com o nariz o pé do jogador
adversário, afinal de contas o chileno agora é “El Vilon” do futebol
brasileiro.

O pessoal do Jardim Leonor também reclama pênalti
sobre Dagoberto, mas sinceramente, pelo número de vezes que ele se joga
em campo – e aí imprensa, ninguém vai taxá-lo de “cai-cai”? – é
compreensível que o árbitro deixe de assinalar falta. O que mais me
irrita é não ouvir ninguém criticando as tentativas de cavar faltas e
pênaltis do Dagoberto ou a maneira como ele reclama e gesticula em
campo quando o árbitro o contraria!

No final do jogo, o gol
anulado do Adriano. Na rapidez do lance pela TV eu teria o teria
validado, mas pelas câmeras que mostram exatamente a posição do árbitro
em campo é totalmente compreensível que este tenha optado por anulá-lo.
Por este ângulo vemos os braços do Adriano deslocando o zagueiro, no
que parece ser uma mania do jogador. E exatamente por isso o árbitro
provavelmente já estava de olho nele, pegando o empurrão em cima do
lance!

A imprensa de um modo geral teria validado o gol e dado o
pênalti sobre Dagoberto. Novidade. Somente o Neto achou que foi falta
no lance (por que será?).

Por Danilo Cersosimo

E nessas horas, o SPFW esperneia
contra o fraco árbitro, fala em veto, lista os erros do mesmo juiz
contra eles no passado e toda imprensa endossa. Quando o Palmeiras foi
MUITO prejudicado contra o mesmo SPFW no 2º turno do Brasileirão 2007
no Palestra Itália tivemos que aceitar os erros da arbitragem, pois
errar é humano…

Por que falar tanto sobre esse assunto num
blog que fala do Palmeiras? Oras, temos que acompanhar esses
acontecimentos com carinho, pois será importante observar como a FPF e
a Comissão de Arbitragem vai lidar com a tentativa de veto do SPFW
contra o árbitro.

Alguns torcedores falam em complô
pró-Corinthians, outros dizem que os erros do árbitro são anti-SPFW. E
você caro leitor, o que acha? O juiz acertou em anular o gol do
Adriano? E o pênalti no William contra o Mirassol, foi ou não foi?
Deixe sua opinião!