Categorias
Arenas

Palmeiras na CBF e a Arena Palestra

Alguns veículos noticiaram que uma comitiva do Palmeiras esteve na CBF esta semana. Fato!

Alguns veículos noticiaram ainda que o assunto era a Arena Palestra e a disponibilidade desta para sediar jogos na Copa do Mundo de 2014.

Fato também!

O que (ainda) não se divulgou é que a CBF gostou do que viu. Elogiou a solidez do projeto financeiro, a qualidade do projeto técnico e o profissionalismo das pessoas.

É pro palmeirense sorrir de satisfação!! É um projeto começando a ficar em pé…

LIVRE PENSAR É SÓ PENSAR

Agora saímos da sala da CBF. E estamos apenas especulando, como se fosse um happy hour antecipado nessa sexta-feira. Onde serão as sedes? quais as seleções? Para ajudar revi como era na Alemanha em 2006: 12 cidades, 8 grupos e seus cabeças-de-chave.

Vou incorporar Vicente Zifio de Ogum e fazer uma projeção…

Rio de Janeiro é uma sede: não precisa ser pai de santo para perceber. E o Brasil jogará lá! Maracanã, só se for ao chão e subir de novo. Engenhão – acho que – não está adequado à FIFA (questão de tráfego e vias de entrada e saída);

Porto Alegre é outra sede. Até agora será no Beira-Rio. E só pode ser a Argentina que vai mandar seus jogos lá.

A Alemanha, que sempre se classifica, jogaria em Curitiba (Kyocera Arena) e Florianópolis.

Holanda, se classificar, poderia ser cabeça de chave em Recife. E jogaria uma vez em Salvador. Solta dois estádios novinhos aí da cozinha!

Brasília tem pinta prá pegar uma Inglaterra. Que poderia jogar também em Goiânia (Serra Dourada reestilizado). E em Brasília tenho outro palpite, mas falarei no final do POST.

França jogaria em Belo Horizonte. Onde? Sou capaz de apostar que não será o Mineirão…

Outro cabeça-de-chave (México, Espanha, …) jogaria em alguma cidade do nordeste (ou ainda no norte?). Maceió, Natal, Belém, podem ser candidatas. Ou ficaria no Serra Dourada, na quente Goiânia.

E faltou uma: a atual Campeã Mundial. A Itália, jogando na Arena Palestra, na nossa cidade. Afinal onde ficaria a Itália senão na cidade com maior número de italianos e descendentes fora da Itália?

E a Arena Palestra, com capacidade para 52 mil pessoas, seria o palco ideal para sediar um jogo ainda de uma seleção japonesa ou mesmo portuguesa. Quem sabe Felipão ainda não treinará sua seleção na Arena?

Ah, e sobre Brasília, vocês não acham que ela tem cara de abertura de Mundial? Vicente Zifio de Ogum não é vidente mas ia ficar feliz de ver Brasília fazendo o jogo de abertura, Rio de Janeiro a final, e a Arena Palestra triunfando com Itália e quem sabe outros experimentando a hospitalidade palestrina.

Livre pensar é só pensar… Axé!
_________________________

CORREÇÃO: Retirei o texto da Copa América que não foi confirmada pela CBF. Segue abaixo o release oficial do Palmeiras.


Arena impressiona

Por Fábio Finelli – Assessoria de Imprensa SEP

Representantes da Sociedade Esportiva Palmeiras estiveram nesta quarta-feira (20) na sede da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), no Rio de Janeiro, onde foram recebidos pelo presidente da entidade, Ricardo Teixeira, e pelo assessor de imprensa, Rodrigo Paiva. O motivo do encontro, realizado a convite da CBF, foi a apresentação de todo o projeto, prazos e detalhes de construção da Arena Palestra Itália.

Em nome do Palmeiras, participaram da reunião, que durou cerca de 90 minutos, Seraphim Del Grande (presidente do Conselho Deliberativo do Palmeiras), José Cyrillo Jr. (diretor Administrativo do Palmeiras e membro da Comissão do Palmeiras para a Arena), e Marcelo Tessler (consultor contratado para a adequação do projeto ao Caderno de Encargos da FIFA).

Os representantes do Palmeiras destacaram para o presidente da CBF que algumas obras, com recursos próprios do clube, já foram efetuadas e que no segundo semestre deste ano, a partir de julho, inicia-se o período de reformas já a cargo do parceiro do projeto, a construtora WTorre. A Arena Palestra Itália estará totalmente concluída até o final de 2010.

O projeto de Arena será desenvolvido segundo padrões internacionais, com amplo espaço de lazer, conforto e convivência, tanto para a prática de futebol como para shows, congressos e demais utilizações. Haverá, no interior do complexo, restaurantes, bares e salas para eventos empresariais.

A concepção da arena irá atender todas as exigências da FIFA, justamente para se adequar a grandes jogos internacionais. Para partidas de futebol, a capacidade do estádio será de 42 mil torcedores, com 260 camarotes, podendo chegar a até 60 mil pessoas para shows de grande porte.

O complexo irá contar com 3.000 vagas em estacionamento próprio e com 15.000 vagas no entorno máximo de 500 metros. O projeto prevê cobertura retrátil, tratamento acústico, iluminação e todo conforto para o público.

A Sociedade Esportiva Palmeiras destacou para o presidente da CBF que o projeto da Arena já está aprovado perante os órgãos competentes do governo do Estado de São Paulo e da Prefeitura do município de São Paulo.

O Palmeiras mostrou que o padrão de comparação para a Arena Palestra Itália é o Madison Square Garden, em Nova York, nos EUA, reconhecido como uma referência e um dos principais locais de práticas esportivas, shows e eventos no mundo.

Na prática, o desejo da Sociedade Esportiva Palmeiras é concretizar a melhor praça de eventos, shows, espetáculos, esportes em geral e futebol na principal cidade da América Latina, junto a importantes vias de acesso, tais como Marginal Tietê, avenida Francisco Matarazzo, avenida Marques de São Vicente, avenida Pompéia, avenida Sumaré e com o apoio de duas estações de metrô (Barra Funda e Sumaré) e uma estação de trens metropolitanos (CPTM Barra Funda), além de toda a conexão ferroviária e rodoviária para os aeroportos de Cumbica, Congonhas e Viracopos.

O presidente da CBF ficou impressionado com a seriedade e magnitude do projeto e também com a forma transparente na qual o Palmeiras cuida do assunto. Teixeira lembrou ainda que foi a seleção brasileira que inaugurou a Arena Amsterdam, na Holanda –que serve de modelo para o projeto do Palmeiras–, segundo ele um dos mais modernos estádios do mundo. A empresa de consultoria Amsterdam Arena Advisory (AAA) é também parceira na concepção da Arena Palestra Itália.