Categorias
Resenha dos Jogos

Análise da Arbitragem: Pau que bate em Chico…

Por Danilo Cersosimo


 


Na R18 do Paulistão poucas foram as polêmicas de arbitragem [ainda bem!]. Obviamente acompanhei mais de perto o jogo do Palestra e achei um excesso a marcação do pênalti para o Azulão, mas enfim.


 


O que me chamou a atenção foram os erros da partida Santos vs Corinthians na semana passada, bem como sua repercussão, que proporcionou uma das matérias mais bisonhas e tendenciosas que já vi na televisão brasileira, veiculada pela TV Bandeirantes na última sexta-feira, 29/03.


 


Por partes: o Corinthians foi prejudicado no jogo contra o Santos. Eu não teria anulado o gol do Fabinho e penso que o Kleber Pereira faz falta no lance do gol santista. Por outro lado o Herrera deveria ter sido expulso pela “montada” que deu em Betão. Vale lembrar que o árbitro do referido jogo era Sálvio Spinola, o mesmo que anulou gol polêmico de Adriano no inicio do campeonato, favorecendo o Corinthians.


 


Chama a atenção também parte da imprensa gritar contra os 5 minutos de acréscimo e reclamar um gol anulado no jogo contra a Lusa, sendo que o lance já estava parado. Assim como chama a atenção também ler na seção de comentários de alguns blogs famosos – tão rígidos no filtro de alguns comentários que tentei postar ultimamente – que “a Traffic comprou o campeonato”, “que o campeonato é cartas marcadas”, entre outras baboseiras que visam diminuir eventual conquista do Palmeiras.


 


Agora vamos à matéria da TV Bandeirantes que vocês vão entender aonde eu quero chegar…


 


Sexta-feira, 29 de Março de 2008. Programa de esportes da Band na hora do almoço, o ex-jogador Neto está na sede do Corinthians entrevistando o presidente Andres Sanchez para divulgar a campanha de marketing da camisa roxa [na minha opinião essa campanha foi um equívoco atrás do outro, mas fica prá outro post]. Chiadeira vai, chiadeira vem e a certa altura a apresentadora Renata Fan anuncia matéria relatando todos os erros de arbitragem contra o Corinthians no campeonato paulista, argumentando que estes erros poderiam custar caro ao clube e perguntava: “quem vai pagar por isso?”.


 


Roda a matéria e o que vemos? Distorção atrás de distorção, entre elas mostram a falta de Diego Souza em Bóvio e questionam o cartão amarelo dado ao jogador palmeirense, alegando ter sido uma pena branda. Oras, os maiores erros da arbitragem nesse jogo foram o pênalti não marcado sobre o Valdívia e o impedimento mal assinalado pelo bandeira quando o chileno sairia na cara do gol! E a reportagem omitiu isso!


 


Em seguida, na mesma matéria, mostram o jogador do Guaratinguetá tomando dois amarelos no mesmo jogo, mas não falam do gol legítimo escandalosamente anulado pela arbitragem!!


 


Isso me chamou muito a atenção, um meio de comunicação não pode ser tendencioso! Desculpem falar tanto do jogo do rival, mas a questão aqui é maior: até quando parte da imprensa vai continuar dando essas escorregadas na parcialidade?


 


Pra fechar com chave de ouro – já que está na moda abordar conflito de interesses – o centro de recuperação fisioterápico do SCCP foi batizado com o nome do médico, comentarista esportivo e corintiano da Rede Bandeirantes, Osmar de Oliveira.


 


E até agora não vi quase ninguém da imprensa falando seriamente sobre o conflito de interesses no jogo Corinthians vs Noroeste, dado que os dirigentes do time de Bauru são conselheiros vitalícios do alvi-roxo da capital.


 


Pau que bate em Chico deveria bater em Francisco.


 


*Danilo Cersosimo escreve às 4as  feiras sobre arbitragem