Cecílio fala

Toninho
Cecílio deu uma entrevista coletiva ontem e despejou sua revolta (como
a de todos nós) contra a arbitragem. Leia alguns trechos:

“Estou
preocupadíssimo com a arbitragem da segunda partida. Não temos mais
tranqüilidade aqui no Palmeiras. Fomos éticos, respeitamos os
indicados, enquanto o São Paulo ficou fazendo pressão. Não tem mais paz
aqui, não queremos mais saber de nada. Vamos trabalhar para passar por
cima de tudo e todos”,
disse o cartola, de forma muito exaltada.

Segundo Cecílio, o São Paulo tem condições de vencer o Palmeiras sem erros, mas criticou a posição da diretoria adversária. “Depois
que vencemos por 4 a 1 (na primeira fase), o Marco Aurélio (Cunha,
superintendente de futebol do Tricolor) falou um monte de bobagem
contra a arbitragem e a Federação Paulista de Futebol e foi apenas
chamado para um café. Por muito menos, o Luxemburgo levou multa.”

Toninho Cecílio ainda criticou a arbitragem no geral, falando que quando ele jogava, não havia tantos erros. “Não
acho justo avaliar um arbitro antes de ele apitar. Mas agora, não tem
mais respeito, não confiamos em mais ninguém e vamos apenas torcer para
que não tenham erros, mas está complicado conviver com isso.”

Em outra entrevista, Cecílio já tinha atacado:

“Foi uma arbitragem inadmissível. O Palmeiras não vai aceitar o que
aconteceu neste domingo. Foi uma vergonha. É todo um trabalho sério,
de planejamento, que é jogado no lixo”.

Leia a entrevista no UOL: http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas/2008/04/15/ult59u153426.jhtm ;

Assista ao vídeo: http://mais.uol.com.br/view/64083 ;

Saudações Alviverdes!

Posts antigos, Por Onde Anda, e Links Patrocinados