Categorias
Notícias

Isso não vai dar certo (atualizado às14:19 hs de 23-abr)

O
link abaixo mostra a entrada nos vestiários dos jogadores sãopaulinos
no intervalo. Provavelmente foi gravado pela assessoria de imprensa do
São Paulo.

Veja logo no início, com pouco menos de um minuto,
alguém de óculos dando um pacote na mão do Leco. Ele pega o pacote,
passa as mãos nos olhos, e imediatamente entrega para outro dirigente.
A 1m12s alguém fala no fundo: “isso não vai dar certo, tá errado“. A partir daí eles saíram do vestiário e “estourou a bomba”.

http://br.youtube.com/watch?v=95xldx8u6QY&eurl=http://www.estacaotricolor.com.br/integra.asp?conta=34039&cat=vi

http://br.youtube.com/watch?v=WRMH19aIC4Y (esse
link foi incluído no dia 23-abr, a partir da sugestão dada pelo Mario
Sergio, de Brasília; o link apresenta o vídeo da enganação com legendas
explicativas. Parabéns ao palmeirense anônimo que editou o vídeo e
obrigado ao M. Sergio que enviou o link).

A máscara vai cair, e esse negócio tem que dar cadeia aos responsáveis.

POST ATUALIZADO ÀS 23:16 HS DE 22/04/2008:

O Palmeiras Online – http://www.palmeirasonline.com/
– afirmou que teve acesso a uma conversa num Fórum de uma comunidade
sãopaulina restrita do Orkut. Nessa comunidade eles afirmavam que o
spray ou o tubo de gás estaria na mala do Hernanes. Será?


Emerson Prebianchi, que esfreve sobre direito esportivo no 3VV pondera:

Tudo
indica que a farsa partiu da diretoria do SPFW ou de alguém que estava
junto dela no momento em que a equipe entrava no vestiário para o
intervalo onde perdiam por 1 x 0. Aí vale isentar os jogadores e
comissão técnica que muito provavelmente não sabiam da trama já que uma
mentira dessas dificilmente seria sustentada por tanta gente, exceto
por aqueles que ainda que jogadores ou membros da comissão pretendam
seguir carreira política no clube.

Resta agora, como muito bem
tem feito a diretoria Alvi-Verde, exigir uma investigação policial e
pericial para que se apure definitivamente o fato.De qualquer forma uma
perícia dificilmente terá um laudo conclusivo antes da realização da
última partida de modo que o jogo tende a ser no Palestra como
confirmado pela FPF, a não ser que o nosso grande conhecido Edison Zago
resolva novamente prejudicar a S.E. Palmeiras como tem feito
ultimamente, requerendo uma
interdição prévia do Estádio (o que seria um absurdo; mas absurdo por absurdos…).

Minha opinião: essa discussão nada tem a ver com o título do Campeonato Paulista. Caiu a ficha no lado de lá da Marginal Pinheiros que eles estão perdendo o monopólio do palco de eventos esportivos na cidade de São Paulo; não é nada, não é nada é simplesmente uma das maiores cidades da América Latina.

E
já perderam o monopólio… veja a tranquilidade que foi o jogo. Estádio
lotado. Camarotes sendo preenchidos (o L. Fernando, do 3VV, esteve no
camarote da Samsung, muito bem avaliado por ele.


Então
avisa lá no Jd. Leonor. Esquece! Já foi… esquece timinho, vocês já
eram. E querem apostar quanto que nessa quarta-feira não colocam mais
de 20 mil no Morumbi?


Ah,
e vejam abaixo a imagem do médico (é isso?) dentro do estádio,
“sofrendo” com o efeito do spray. Depois revejam como ele entra em
campo olhando a gravação do Youtube. Esse é o sujeito que grita
chamando a imprensa! Quanta ética, quanta honestidade…

POST ATUALIZADO ÀS 14:19 HS DE 23/04/2008:

Trecho de matéria da Folha de hoje e reproduzida no UOL (colocado nos comentários pelo Bruno)

23/04/2008 – 09h01
Perícia reforça suspeita de dirigentes palmeirenses
Da Folhapress
Em São Paulo
Peritos
da polícia científica que vistoriaram o Parque Antarctica segunda e
terça concluíram que, provavelmente, o gás tóxico que empesteou o
vestiário são-paulino não foi lançado pelo lado de fora, segundo a
reportagem apurou.

Pela análise, para ter sido jogado por um dos
dutos de ventilação, o spray teria de ter longo alcance, o que, segundo
os peritos, é pouco provável.

As conclusões aumentaram a desconfiança dos palmeirenses de que os são-paulinos podem ter armado essa situação.

Saudações…