Categorias
Notícias

Piquet ataca

OFF TOPIC: nada a ver com o Palmeiras… mas quem é da minha geração conhece bem a acidez do ex-piloto de Fórmula 1 e atual empresário Nelson Piquet.


Nesse fim de semana Piquet esteve em Barcelona para assistir ao GP de Fórmula 1 e seu filho Nelsinho Piquet. E aí Nelson pai foi aquele Nelson dos bons tempos: assinalei três frases dele, que, como diz o Giba, só pude comentar depois de parar de rir:


Sobre o recorde de Rubens Barrichello em participações em GPs (256 GPs nesse domingo, igualando o recorde de Riccardo Patrese):


“Para arranjar um recorde para ele só podia ser esse! O mérito é ter a paciência de ficar aqui por 15 anos. Eu quis voltar prá casa.” (Lance de 26/04)


Sobre o flagrante que o Presidente da FIA Max Mosley teve com prostitutas em uma orgia com temática nazista (vai gostar de brincar assim lá longe!):


“Fiquei muito insatisfeito… Por que ele não nos convidou para a festa?” (Lance de 26/04)


Elogiando o piloto Fernando Alonso, por ser uma boa referência ao seu filho Nelsinho:


“No ano passado ele só não foi campeão porque fizeram sacanagem com ele na McLaren. Equipe inglesa, sabe como é…” (Folha de São Paulo de 26/04)


Piquet tem fãs e desafetos. Minha geração era daquela que brigava sobre quem era melhor: ele ou Senna. Eu sempre fiquei em cima do muro. Torcia e vibrava com Senna, mas gostava da agressividade, da técnica e principalmente da espontaneidade de seus comentários. Esse tipo de comentário faz falta no esporte….


Saudações!