Brasileiro 2008 – Análise de Arbitragem R2

Por Danilo Cersosimo

Começou o Brasileirão 2008 e já neste início podemos observar algumas mudanças nos critérios da arbitragem, especialmente no que tange aos carrinhos e entradas duras, mesmo que estas “visem” a bola. Tais orientações foram passadas pelo comando da arbitragem da CBF no início do campeonato, mas aparentemente os dirigentes do Internacional não compareceram à reunião ou não leram as normativas, já que após a justa derrota de ontem já iniciaram a construção de um perigoso discurso que só tumultua o campeonato. Vejam abaixo matéria extraída do Globoesporte.com [aqui a gente dá os créditos para todas as fontes…]:

19/05/08 – 11h19 – Atualizado em 19/05/08 – 11h19


Inter lança suspeitas sobre a arbitragem
Vice-presidente de futebol do clube gaúcho reclama do árbitro e cita ‘poderio da Traffic’, parceira do Palmeiras


Globoesporte.com Em Porto Alegre


A insatisfação do Inter com a arbitragem do jogo contra o Palmeiras, vencido pelos paulistas por 2 a 1 neste domingo, vai além de questões técnicas ou interpretativas. A bronca também tem teor político. O clube gaúcho lançou uma suspeita de favorecimento ao clube do Palestra Itália. A desconfiança fica evidente na declaração do vice-presidente de futebol, Giovanni Luigi, para a Rádio Bandeirantes. – Se não houvesse prejuízo, como houve hoje (ontem)… Aí ficamos falando do poderio da Traffic (parceira do Palmeiras) e uma série de influências políticas. Se isso não prejudicasse uma equipe do Sul, poderíamos sair com um empate, no mínimo – afirma o dirigente. A diretoria colorada e o técnico Abel Braga reclamaram do critério do árbitro Marcelo de Lima Henrique. A insatisfação reside nas expulsões de Edinho e Guiñazu e no pênalti de Orozco sobre Valdivia. A argumentação é de que faltas semelhantes do Palmeiras não foram punidas da mesma forma. Os dirigentes do Inter já estavam atentos à suposta influência política do Palmeiras na Copa do Brasil, quando se desenhava um duelo entre as duas equipes nas quartas-de-final. Acabou não acontecendo. O Sport eliminou ambos.

Especificamente na vitória de ontem o árbitro expulsou corretamente os jogadores do Inter – Guiñazu deu QUATRO carrinhos criminosos antes de ser expulso e o pênalti aconteceu. Se for pra criticar alguém que seja o zagueiro tosco que cometeu uma penalidade infantil…

****

Impressiona a inconseqüência verbal da maioria dos dirigentes do futebol brasileiro e a omissão dos que comandam a CBF. Aqui em São Paulo dirigentes do SPFW – do presidente ao assecla-genro [ou ex-genro-assecla?] – desdenharam o campeonato, acusaram e chiaram à vontade e sequer foram chamados para responder pelos seus atos. Espero que a CBF não cometa o mesmo erro.

****

Gostaria de deixar registrado aqui minhas condolências à família do companheiro Ronaldo Rocha Paiva, membro da ONG Pró-Palmeiras e Conselheiro da S.E.Palmeiras. Ronaldo vai fazer falta. Nesse momento de tristeza pela perda repentina do amigo fica a lembrança de um Palmeirense engajado e comprometido com o bem do Palmeiras. Que sua família reúna forças para superar esse momento de dor.

Posts antigos, Por Onde Anda, e Links Patrocinados