Categorias
Notícias

JK não lê sítios de torcedor

Não gosto de parecer amargurado ou rancoroso. Isso dá doença séria e não recomendo a ninguém. Mas tenho que escrever algo sobre o tema.

Agradeço os comentários de apoio e solidariedade que recebi pelo POST aparentemente copiado no blog do Juca Kfouri, assinado por um suposto Bruno Moraes Bonsanti.

O Jota Christianini mandou inclusive um email ao dono do blog.

Em vermelho, publicado no blog do Juca Kfouri hoje pela manhã:

O futuro é verde
Por BRUNO MORAES BONSANTI

Anteontem à noite foi realizada, em um prédio residencial no Morumbi, uma reunião entre os investidores da Traffic, Vanderlei Luxemburgo e os diretores do Palmeiras. Nela os representantes da empresa esportiva que apóia o Palmeiras disseram ter participação em mais de 200 jogadores, entre eles Hernanes, volante do São Paulo e Elias, ex-meia da Ponte Preta, hoje no Corinthians [ nota do blogueiro: aqui tem uma curiosidade, Julio Maris não citou o Elias. Eu citei! ] . Entretanto eles não cogitam o mesmo tipo de parceria que têm com o Verdão com nenhum outro clube paulista. Deixaram bem claro que seu principal objetivo no clube alviverde é a compra de jogadores jovens visando lucros posteriores, que serão divididos em 20% para o Palmeiras, 20% para a Traffic e o restante entre seus cotistas. A empresa de marketing esportivo disse também que já tem três camisas 10 engatilhados para reforçar o Palmeiras que chegarão, muito provavelmente, após Valdivia ser negociado com a Europa [ nb: outra curiosidade, Julio Maris citou Giuliano do Paraná; eu não citei o nome do jogador por excesso de sono; será que o autor também esqueceu? ]. A partir daí, foi a vez de Luxemburgo falar. Disse que em dois anos conseguiu reduzir a folha de pagamento do Santos pela metade e que, mesmo assim, foi rejeitado ao pedir R$ 6 milhões para contratações. Isso, somado à relação que tem com Cipullo e sua identificação com o Palmeiras, o fez voltar ao Parque Antártica. Luxemburgo ratificou que o projeto no Verdão é a longo prazo e que duas partes dele, a reformulação do CT e a nova Arena, têm urgência em serem realizados. O time, tecnicamente, acompanhará esse desenvolvimento [ essa frase é minha, não é do Luxemburgo; ele usou outra expressão, nada a ver com isso ] . O treinador do Palmeiras prevê que, com a manutenção de Cipullo, Beluzzo e companhia na direção do alviverde, em torno de cinco anos o Palestra será o maior clube da América do Sul.

Em verde, postado no 3VV na madrugada de 3a para 4a feira, logo após o evento:
Encontro com Traffic e Luxemburgo
Postado por VICENTE CRISCIO
Nesta 3a feira reuniram-se num elegante prédio residencial na região do Morumbi alguns sócios do Eternos Palestrinos com representantes da Traffic e nada mais nada menos que o técnico Vanderlei Luxemburgo.
Eu estive lá e tive o prazer de ouvir a ambos. Algumas informações e/ou constatações:
Julio Maris, Presidente da Traffic falou:
– A Traffic trabalha com mais de 200 jogadores. Tem participação do Hernanes (Sã0 Paulo) ao Elias (ex-Ponte). Mas o único que tem contrato “guarda-chuva” (ou seja, com regras de investimento e participação) é o Palmeiras;

– Nenhum outro clube da cidade de São Paulo terá o mesmo modelo. Outros clubes, em outras capitais podem ter algo replicado, mas depende do modelo de gestão;
– O interesse do Palmeiras não é só porque J. Hawilla é Palmeirense. A primeira reunião entre Cipullo e Belluzzo foram fundamentais para eles (Traffic) verem que a gestão era séria e competente;
– O modelo de parceria Traffic-Palmeiras envolve trazer o jogador e depois comercializá-lo com lucro. Isso todos sabem. Parte desse resultado é do Palmeiras (20%). Parte da Traffic (também 20%) que ainda ganha um % na administração do fundo (padrão de mercado). E o resto do lucro é distribuído como dividendos do Fundo aos seus cotistas;
– E mandou o seguinte recado ao Palmeirense: “calma, estamos trabalhando para deixar o Palmeiras muito forte. Nesse exato momento temos 3 jovens ‘camisa 10’ guardados para o Palmeiras”.
Aí foi a vez do Luxemburgo falar. Algumas constatações:
– No Santos Luxemburgo reduziu em dois anos a Folha de Pagamento pela metade. No final de 2007 pediu investimentos na ordem de R$ 6 milhões para trazer jogadores que tornassem o Santos forte. Não foi atendido;

– Quando soube do interesse do Palmeiras, quis voltar pela relação desenvolvida com Gilberto Cipullo no passado e pela identificação que tem com o Palmeiras (palavras dele, sem negar que no Rio de Janeiro torce pro Flamego);
– Luxemburgo elogiou a Gilberto Cipullo. E não só está muito feliz no Palmeiras mas disse claramente: veio porque viu um projeto vitorioso e de longo prazo; e um técnico como ele tem que ser campeão da Libertadores. E quer ser campeão no Palmeiras;
– O projeto é de longo prazo. O Paulista é apenas parte do processo;
– Luxemburgo vê dois projetos críticos para 2010: a reformulação do CT para as categorias de base e a Arena. E disse que tecnicamente o time vai acompanhar esse desenvolvimento;
– E para finalizar em grande estilo, palavras dele: “com essas pessoas [ leiam Cipullo, Belluzzo e equipe ] em 3 a 5 anos o Palmeiras será o maior clube da América do Sul!”.

Deixei um comentário lá perguntando ao autor do texto (e não ao JK) se ele tinha lido meu texto ou se ele era um Eterno Palestrino (uma vez que apenas convidados que têm esse título de sócio e Diretores, compareceram ao evento; nenhum jornalista estava lá). E Juca Kfouri respondeu:

RESPOSTA:Meu caro Vicente: se há uma coisa que faço sempre é dar crédito às fontes. Como neste caso. Recebi o texto como está assinado ontem à noite, de um colaborador do blog, o mesmo que já havia escrito sobre o espaço Vip do Palestra Itália e sobre o almoço do Felipão com o pessoal do Chelsea. O texto dele é também muito parecido com um que li hoje, no Lance!, porque a mesma reunião não pode mesmo ter textos tão diferentes. De minha parte, no entanto, saiba que não tenho por hábito ler nenhum sítio de torcedor porque não tenho tempo, com o que fica afastada a hipótese de eu ter lido o artigo em seu blog. Não conheco pessoalmente o autor do texto que publiquei, mas, sim, de fato, suponho que ele seja um palmeirense eterno. E me lembro de você ter prometido fazer um texto sobre gestão para o este blog, promessa não cumprida. Um abraço.

Mas é interessante uma certa contradição: primeiro diz que não lê blog de torcedor mas depois cobra um artigo sobre gestão que – verdade – prometi. Depois, me parece que o blog do Paulinho, no qual ele é patrono, não é de torcedor. É de jornalista sério… tá legal!

Sobre a promessa, enviei para ele um artigo, que foi publicado 100% lá, inclusive com direito a citar a fonte 3VV, sobre a transformação no Barcelona. Mas provavelmente ele me cobra um artigo prometido sobre o Corinthians. Esse não cumpri pela enorme decepção que tive com o jornalista pela crítica desproporcional feita à WTorre, Traffic e outras parcerias.

Pronto, chega desse assunto. Vamos falar do que interessa!

Saudações e obrigado,