Categorias
Notícias

Pracidelli no Chelsea

Agora é oficial. Pracidelli está saindo do Palmeiras.

Foi convidado por Felipão para trabalhar com ele no Chelsea.

Eu
fico triste pelo Palmeiras perder um profissional desse gabarito. Mas
fico feliz porque o “Carlão” (muito) provavelmente terá um crescimento
pessoal, profissional e financeiro muito importante.

E gente como ele merece!

Saudações… leia abaixo o texto completo da Assessoria de Imprensa do Palmeiras.

———————————–

Da Assessoria de Imprensa

Carlos Pracidelli deixará de ser preparador de goleiros do Palmeiras a
partir de segunda-feira (30). No final da tarde desta quarta-feira (25), ele
acertou sua ida para o Chelsea, da Inglaterra, a convite do novo treinador
da equipe londrina, Luiz Felipe Scolari.

Pracidelli comandará o Verdão como preparador de goleiros pela última vez
neste domingo (29), no jogo contra o Náutico, que acontece às 18h20, no
estádio Palestra Itália.

“Trata-se de uma proposta irrecusável, principalmente no sentido
profissional. Não tinha como rejeitar, até por se tratar de um convite que
partiu diretamente do Scolari”, disse Pracidelli, que deixou claro a vontade
de retornar no futuro.

“Fico feliz por um lado, mas triste pelo fato de deixar um clube que eu
estou aqui há quase duas décadas e que só me deu alegrias, respeito e
dignidade. O Palmeiras é tudo para mim e pode ter certeza que estarei de
volta quando retornar ao Brasil. Quero deixar um abraço especial para o
elenco, aos dirigentes e aos torcedores, que sempre demonstraram carinho
pelos lugares por onde passei”, completou.

A história de Pracidelli se confunde com a do Palmeiras, afinal, ele começou
sua trajetória profissional no clube em 1992. Foi ele o principal
responsável por revelar o atual ídolo Marcos e por construir no Verdão a
maravilhosa “fábrica de goleiros”, reconhecida nacional e mundialmente.

Pracidelli trabalhou no Palmeiras entre 1992 e 2002, em 2003 e 2004, e
depois retornou em 2006. Só saiu duas vezes, para trabalhar alguns meses no
Santos [2002] e no São Caetano [2005].

O profissionalismo, a ética e o comportamento exemplar foram recompensados
ainda mais em 2002, quando foi chamado por Luiz Felipe Scolari para compor a
comissão técnica da seleção brasileira na conquista do pentacampeonato na
Copa do Mundo daquele ano.

Pracidelli tem 51 anos e é natural de São Paulo-SP. Foi goleiro durante a
década de 80, quando defendeu o Nacional-SP, XV de Jaú, Atlético-PR e
Juventus-SP. Como preparador de goleiros do Palmeiras, a sua coleção de
títulos é vasta: Libertadores (1999), Campeonato Brasileiro (1993/94), Copa
do Brasil (1998), Copa Mercosul (1998), Copa dos Campeões (2000), Rio-São
Paulo (1993 e 2000), Campeonato Paulista (1993/94, 1996 e 2008) e Campeonato
Brasileiro Série B (2003).

Fábio Finelli – Assessoria de Imprensa S.E.PALMEIRAS