Análise da Arbitragem R15: muito rigor para um lado só!

Por Claudio Baptista Jr.

Muito rigor… para um lado só!

Vamos
novamente analisar a arbitragem nos concentrando somente nas suas
tomadas de decisões, sem preocupação alguma se a bola bateu na trave e
saiu ou qualquer outro acontecimento que não diga respeito à arbitragem.

De forma rápida já partimos para o nosso jogo.

Fomos
mais uma vez agraciados pela arbitragem do Sr. Wagner Tardelli Azevedo
(Fifa-SC), sim, o mesmo que teve uma tarde “infeliz” ano passado no
jogo entre Internacional e Palmeiras no Beira Rio quando tivemos um gol
mal anulado do Palmeiras mais o gol do mandante da partida realizado
após falta clara em nosso jogador. Junto a ele, seus assistentes Dibert
Pedrosa Moises e Cláudio Jose de Oliveira Soares (ambos do RJ)

Digo que no último domingo sua atuação não foi “infeliz” e sim “triste”, ou seja, a mesma porcaria.

Logo
aos 2 minutos o Kleber sobe com os braços altos para disputar uma bola
alta. Se já é fácil aplicar cartões ao Kleber, amarelá-lo ainda é mais
simples quando o mesmo faz uma jogada estabanada.

Depois desta jogada tivemos outras de igual teor, mas ignoradas pelos critérios de Wagner Tardelli.

Já a fácil punição ao Kleber contradiz com a dificuldade para assinalarem faltas sobre ele.

Ah, mas o pênalti para o Palmeiras foi nele e o árbitro marcou.

Amigos, aquele pênalti até o Pelaipe apitaria.


que não paramos por aí. Tivemos no 1° tempo um impedimento mal
assinalado do Palmeiras quando o Elder Granja recebeu bola na lateral
mais outro não assinalado do ataque do Grêmio que resultou em escanteio
e posterior bola alçada em nossa área. Foram duas situações de
impedimento, ambas arbitradas de forma incorreta contra o Palmeiras
sendo que na eventualidade de serem utilizados os critérios para
favorecer o ataque em caso de dúvida, ao menos o impedimento do nosso
ataque não deveria ter sido assinalado.

Abordando agora o lance do pênalti a favor do Palmeiras.

Como
já mencionado, foi claro, indiscutível, ficando apenas o questionamento
do rigor na aplicação do cartão amarelo ao Alex Mineiro após a
comemoração do gol e a falta do mesmo rigor ao não expulsar o jogador
do Grêmio como último homem.

Até concordo com o cartão ao Alex
Mineiro porque é orientação da comissão da arbitragem a punição ao
jogador que faz gestos para a torcida adversária. Perfeito, o árbitro
seguiu as orientações à risca.

Só não seguiu orientações
oficiais ao deixar de expulsar o jogador do Grêmio. Vocês sabem, jogar
pressionando o adversário com um jogador a menos é um trabalho mais
árduo. Ainda mais com o desconforto de estar atrás do marcador.

Gostaria muito que alguém na mídia buscasse uma declaração do árbitro a respeito desse lance.

Não acabamos por aqui. Ainda tem o gol de empate do Grêmio.

Simples, o jogador do Grêmio dominou a bola com o braço e fez o gol.

Um resumo de tudo isso: cartões
amarelos aplicados com rigor contra o Palmeiras, ausência de cartão
vermelho ao adversário, impedimentos assinalados ou não, mas
favorecendo o time da casa, mais assistente e árbitro desapercebidos
para um domínio de bola com o braço que resultou em gol.

Ainda que déssemos credito a arbitragem na interpretação de lances que pudessem gerar dúvidas, observamos que boa parte delas e algumas em momentos importantíssimos do jogo foram feitas para um lado só, o da casa.

Tivemos
41 faltas no jogo. 24 cometidas pelo Palmeiras e 17 pelo Grêmio.
Continuamos com um número muito alto de faltas, mesmo considerando que
as condições do campo favoreciam o contato físico. Não observei
deslealdade em nenhuma das equipes.

Acrescento que gostaria de
ver nossos jogadores mais atentos aos lances que nos prejudicam. Só no
jogo de ontem a reivindicação do cartão vermelho ao jogador do Grêmio
simplesmente não existiu e a reclamação contra o gol do Grêmio feito
após domínio com o braço foi muito tímida.

Nossos diretores
também perderam a oportunidade de deixar bem claro que o Palmeiras foi
prejudicado. Em meu último texto falei que é necessária contundência em
eventos prejudiciais ao Palmeiras. Não podemos esperar a boa vontade da
imprensa em analisar os erros contra nós, sabendo que o silêncio não
condiz com os anseios da torcida e gera comodismo na arbitragem, pois
esta sabe que errar contra o Palmeiras não lhes trará problemas.

Nas
últimas duas rodadas deixamos 3 pontos em Goiânia e 2 em Porto Alegre
devido a interferências diretas da arbitragem. Estes 5 pontos nos
custam atualmente a liderança da competição, mais tranquilidade para
trabalhar, mais confiança no jogo e mais moral na competição.

Um pouco de outros jogos:

Flamengo x Botafogo.

Houve
um pênalti para o Botafogo no lance de um lançamento em profundidade na
área do Flamengo. O zagueiro deste time retarda com um puxão o avanço
do atacante botafoguense.

Os comentaristas do Sportv “Ta na
Área”, os mesmos que acharam o jogo entre Portuguesa e Flamengo cheio
de lances difíceis para a arbitragem, disseram que não houve o pênalti.
Estes aí são adeptos daquelas pobres análises de que se seu time jogou
mal, não tem que falar nada da arbitragem.

São Paulo x Portuguesa.

O
jogo estava 1 x 0 para a Portuguesa quando o jogador do São Paulo,
Dagoberto, em um lance próximo à linha de fundo e de frente para o
auxiliar aplica uma joelhada nas costas do defensor da Portuguesa que
cai, recebendo na seqüência um pisão claramente intencional deste mesmo
jogador. Lance ignorado pela arbitragem.

Logo depois esse jogador do SPFC fez o passe para o empate e depois marcou o gol da virada.

A
imagem está aí, aguardamos um posicionamento do STJD. Ano passado um
jogador do Botafogo foi punido por várias partidas após chute no
jogador do SPFC.

Ainda sobre o que falei acima da necessidade dos nossos jogadores serem mais atentos, vale uma pequena sugestão já para o jogo de 4° contra o Flamengo.

O zagueiro Fábio Luciano joga com as mãos, puxa e segura sistematicamente
os adversários dentro da área. Que tal alertar o árbitro antes do jogo
e fazer questão que a imprensa capte a conversa e a imagem do diálogo?

***

Esta
coluna voltará às mãos do seu titular, Danilo Cersosimo, na próxima 4a
feira. Eu vou estruturar junto com a equipe do 3VV uma nova coluna,
para colaborar sobre o tema Arenas.

Aguarde, também será tão boa quanto as outras seções do 3VV.

Saudações e obrigado pelo apoio nesse período.

Posts antigos, Por Onde Anda, e Links Patrocinados