Categorias
Notícias

Pré Jogo Palmeiras x Botafogo: desejo uma bela vitória

Informações
Footstats e Terceira Via Verdão; reprodução somente autorizada mediante
expressa informação do blog e seu link; crédito para a foto: Fabio
Menotti

A última estação da viagem de ida do primeiro
turno do Brasileiro é contra o Botafogo. Antes de começar o segundo
turno, terminar bem o primeiro, próximo do líder, é o papel de quem
quer ser campeão.

E depois desse jogo começa a contagem regressiva para o final.

Então
mãos à obra Verdão. Dá de presente aos pais palestrinos – e também aos
filhos palestrinos – uma importante vitória neste domingo.

O JOGO

O
Botafogo é 8o colocado no Brasileiro, tem 28 pontos e 8 vitórias. O
saldo de gols é de 9 (28 pró, 19 contra) e da mesma forma que
Palmeiras, Cruzeiro e Grêmio vem de uma sequência de 3 vitórias.

Jogando
em casa o Botafogo tem desempenho muito bom, com 6 vitórias, 1 empate
(no clássico contra o Vasco) e uma derrota (contra a Portuguesa, 1×0).
Está a 5 jogos sem perder. Sua última derrota foi contra o São Paulo,
no Morumbi, sofrendo um gol no final do jogo. Tivesse segurado o empate
estaria invicto a 8 jogos.

O técnico Nei Franco não quer dar a
escalação antes da hora. Mas já se sabe que neste domingo não terá
Carlos Alberto, expulso no meio da semana contra o Figueirense. Tem
ainda outras dúvidas: o goleiro Castillo está recuperado de uma lesão
muscular, mas ainda é dúvida; o lateral direito Alessandro permanece no
departamento médico por causa de um problema no ombro. E o atacante
Wellington Paulista, com dores na coxa esquerda, tem poucas chances de
jogar [ fonte globoesporte.com ].

Finaliza em média 16 vezes ao
gol e acerta em 39% dos casos (mesmo nível do Palmeiras). Passa pouco e
erra muitos passes (cerca de 15% de erro). E tem como destaque um meio
campo menos combativo e mais criativo.

Bom prá Valdívia?

O PALMEIRAS

Gladstone tomou cartão amarelo e não joga. Entra Gustavo que jogará pela primeira vez com Jéci.

No
meio-campo Sandro Silva e Jumar serão mantidos. Martinez, Léo Lima e
Pierre ficarão no banco. E quem volta ao banco é Evandro. Kléber
retorna ao ataque e Valdívia vai novamente para a meia.

E Alex
Mineiro (foto) artilheiro do campeonato junto com Kléber Pereira com 11
gols é o 21o colocado em número de finalizações entre todos os
jogadores que ele disputou no Brasileiro (37 finalizações em 17 jogos).
E o oitavo em número de finalizações certas (total de 22 em 17 jogos,
aproveitamento de 60%).

Vai fazer gols neste domingo?

HISTÓRICO DOS CONFRONTOS

Dados
do 3VV – divergem com o da assessoria de imprensa do Palmeiras em 1
jogo – mostram 96 confrontos entre Palmeiras e Botafogo e um
retrospecto favorável.

37 vitórias do Palmeiras (39%)
32 empates (33%)
27 derrotas (28%)
150 gols pró
125 gols contra

Jogando no Rio de Janeiro o retrospecto é desfavorável:

7 vitórias do Palmeiras
17 empates
16 derrotas

Mas vamos estrear no Engenhão. E vamos nos dar bem… o que você acha?

O ÁRBITRO

Árbitro do jogo é o atualmente badalado LEANDRO PEDRO VUADEN/RS (ASP.FIFA).

No Brasileiro o árbitro que se notabilizou por deixar o jogo correr fez sete jogos:

Sport 2 x 1 Fluminense
Flamengo 5 x 0 Figueirense
São Paulo 1 x 1 Ipatinga
Palmeiras 3 x 1 Fluminense
São Paulo 2 x 1 Botafogo
São Paulo 3 x 1 Portuguesa
Vasco da Gama 0 x 2 Coritiba

Cinco vitórias dos mandantes, um empate e uma vitória dos visitantes.

É
o árbitro que menos faltas apitou no Brasileiro (média de 27,8 por
partida) na frente de Djalma José Beltrame, com 28,9. E por apitar
poucas faltas também distribui poucos amarelos: apenas 3,7 por partida
(3o menor no Brasileiro, atrás apenas de Wilson Souza de Mendonça e
Antonio Hora Filho).

Deu 16 amarelos para os times da casa e 11
para os visitantes (curioso, amarelou mais os times mandantes). E deu
um vermelho apenas, também par ao time da casa (na primeira partida
dele no Brasileiro apitou Sport Recife e Fluminense e deu 6 cartões pro
Sport e 3 pro Flu).

Dá prá confiar?

ANO PASSADO

Palmeiras
e Botafogo jogaram pelo Brasileiro do ano passado nas rodadas 5 e 24.
1×1 nos dois jogos. A segunda partida, no Rio de Janeiro, deu sono!

EU ME LEMBRO

Alguns não gostam de lembrar, mas fazer o quê?

Novembro
de 2003, Palmeiras 4×1 Botafogo, gols de Vagner Love (2), Magrão e
Pedrinho.E o Palmeiras carimbava sua volta ao lugar que nunca devia ter
sido tirado.

Fiquei nas numeradas cobertas, sentado nas escadas,
Palestra lotado.Atrás de mim o jornalista PVC e seu filho, de colo,
todo uniformizado nas cores do Palmeiras.

Aí o cara [ aparentemente ] resolveu falar mal do Palmeiras e ganhou a antipatia do torcedor palmeirense. Pena…

VAMOS LÁ!

Não gosto de falar muito antes de jogo com essa importância. Mas como um bom [ ?! ] pai que sou desejo como presente a mim e aos meus amigos palestrinos que também já geraram seus herdeiros uma bela vitória neste domingo.

Novelini, diz aí, quanto vai ser o jogo?

Vamos conversar mais neste fim de semana… saudações!