Categorias
Notícias

Pré Jogo Palmeiras x Ipatinga: É agora?

Informações
Footstats e Terceira Via Verdão; reprodução somente autorizada mediante
expressa informação do blog e seu link; crédito para a foto: Fabio
Menotti;

Tá na hora né gente? temos que fazer uma sequência de vitórias. A hora é agora!

O ADVERSÁRIO

O
Ipatinga faz sua primeira temporada na Séria A do Brasileiro. E faz
isso muito mal! Está em último lugar com 13 pontos ganhos
(aproveitamento de 27%).

Até aqui são 3 vitórias (todas em
casa), 4 empates e 9 derrotas. Fez 17 gols pró e 29 gols contra (saldo
de 12 gols negativos). Mas em casa apresenta saldo zero. Oito gols pró,
8 gols contra.

O Ipatinga vem pro jogo sem jogadores suspensos
ou machucados. Além disso conta com a volta do volante Leandro Salino,
que estava suspenso na derrota por 1×3 pro Sport. E esse jogador, junto
com Augusto Recife, estão estre os 10 maiores desarmes do Brasileiro
(Leandro Salino é o nono, com 71 desarmes em 12 jogos e Augusto R. é o
sétimo com 73 desarmes em 14 jogos).

Bem diferente do ano
passado, quando Pierre foi o maior desarme do Brasileiro-2007, este ano
não temos nem um jogador entre os 50 maiores desarmes.

O
Ipatinga pode ter no desarme um fundamento razoável – faz 32 por
partida, o mesmo do Palmeiras e Grêmio. Mas não apresenta bons
indicadores em finalizações e passes.

Mas é um time imprevisível
jogando em casa. Analisei seus jogos nesse Brasileiro. Não cheguei a
grandes conclusões. Veja abaixo e me ajude a entender qual é a desse
time.

Ipatinga 0x1 Atlético-PR
Santos 4×0 Ipatinga
Goiás 1×1 Ipatinga
Ipatinga 2×0 Vitória
Ipatinga 0x0 Náutico
Atlético-MG 4×2 Ipatinga
Ipatinga 1×3 Flamengo
Vasco 4×2 Ipatinga
São Paulo 1×1 Ipatinga
Ipatinga 2×2 Cruzeiro
Ipatinga 0x1 Figueirense
Botafogo 4×0 Ipatinga
Ipatinga 4×1 Portuguesa
Coritiba 1×0 Ipatinga
Ipatinga 1×0 Internacional
Sport 2×1 Ipatinga

Vamos ver neste domingo…

O PALMEIRAS

O
elenco palmeirense realizou atividades leves nesta sexta-feira. E na
coletiva os jogadores deixaram claro que a equipe viaja para Ipatinga
com o objetivo de conquistar os três pontos.

“Independente
do adversário, a meta aqui é vencer sempre. Todo jogo é uma decisão e a
necessidade de conquistar os três aumentou porque o Grêmio abriu uma
vantagem de quatro pontos”, afirmou o meia Diego Souza, que pregou respeito ao adversário deste domingo.

Aos
poucos o time recompõe aquele elenco que vinha jogando como titular
(14-15 jogadores). Gustavo está à disposição de Luxemburgo, junto com
Martinez e Evandro. Pierre continua de fora.

Veja abaixo os jogadores relacionados para a partida:

Marcos e Bruno [goleiros]
Elder Granja, Fabinho Capixaba, Leandro e Jefferson [laterais]
Jéci, Gladstone, Gustavo e Maurício [zagueiros]
Sandro Silva, Jumar e Martinez [volantes]
Valdivia, Diego Souza, Evandro e Maicosuel [meias]
Kléber, Alex Mineiro, Denilson e Lenny [atacantes]

Com esse elenco, dou uma lustrada na bola de cristal e penso no seguinte time:
Marcos; E. Granja, Gladstone (ou Gustavo), Jéci e Leandro; Sandro Silva, Jumar, Valdívia e Diego Souza; Kléber e Alex Mineiro.

O que você acha?

O ÁRBITRO

O trio de arbitragem:

GUTEMBERG DE PAULA FONSECA /RJ
ERICH BANDEIRA/PE(FIFA )
RICARDO MAURICIO FERREIRA DE ALMEIDA/RJ

Foram
apenas 3 partidas nesse Brasileiro. É o 14o que mais apita faltas
(média de 41,7 por partida); é o 18o em dar amarelos mas tem uma
curiosidade: é o juiz que na média mais cartão vermelho aplicou. Foram
4 expulsões em 3 jogos (média de 1,3 por partida).

Os jogos que apitou foram:

Ipatinga 2×0 Vitória;
São Paulo 1×0 Sport;
Santos 1×1 Grêmio.

As 4 expulsões foram no jogo Ipatinga e Vitória: duas de cada lado.

Espero que não seja caseiro!

HISTÓRICO DE CONFRONTOS

Dois jogos na história: uma vitória do Palmeiras (2×0) e uma do Ipatinga (2×0).

EU ME LEMBRO

Dezembro
de 1989: decisão do Campeonato Brasileiro daquele ano. Como sempre,
apesar do melhor retrospecto no campeonato ser do Vasco da Gama, um
certo time posava de vencedor antecipado. A imprensa paulista achava
que o título estava no papo… bastava um empate e uma vitória em dois
jogos. Só não podia perder a primeira, no Morumbi. Se perdesse, o Vasco
seria o Campeão com apenas um jogo.

O Vasco tinha um time com
Mazinho (que depois veio pro Palmeiras sem campeão várias vezes) e
Bebeto. Mas foi de Sorato (que também passou pelo Palmeiras um tempo) o
gol do título.

Que neste domingo o Vasco repita esse placar.

[ nb ] não fiquei maluco. O EU ME LEMBRO
sempre é sobre algo que eu lembro do jogo do Palmeiras com o adversário
em questão. Mas apaguei da memória o que aconteceu em 2007 naqueles
dois jogos. Portanto fiz uma homenagem a um momento muito feliz na
minha memória, quando eu tinha 17 anos. Se quiser ler sobre essa
partida clique em http://www.crvascodagama.com/?display=FUTEBOL-8&jogo_inesquecivel=19891216.

DE PONTO EM PONTO

Para
quem joga tênis (esporte que eu gosto muito mas que não sou
correspondido) que diz o seguinte: pensa apenas naquele ponto que vai
ser jogado. Não pense no ponto anterior – ganhando ou perdendo – e nem
no próximo que virá.

De ponto em ponto, fecha-se o game, o set, a partida.

Esta
é a humilde opinião desse blogueiro a esse time. De três em três
pontos… esquecendo o anterior, sem pensar no próximo. E entrando com
muito foco, como se fosse um prato de comida.

Saudações… queria muito um 4×0!!