Categorias
Drops

DROPS 01/09/08: Verdadeiros palmeirenses*

POR QUE VERDADEIROS PALMEIRENSES?

A frase parece bobinha mas serve para alguns.

O
problema não é a oposição, sempre sadia. O problema é a hipocrisia de
alguns, que posam HOJE de paladinos da justiça, que vão fiscalizar a
arena e fazem discurso citando pensadores. Mas se aliaram a pessoas que
passaram longe do respeito às instituições e acordos firmados. E suas
atitudes nunca demonstraram espírito democrático.

Por isso precisamos separar o joio do trigo. E muitos precisam entender como chegamos até aqui.

Eu
poderia citar várias histórias de anônimos protagonistas que estiveram
(ou não) nesse último sábado no clube. Infelizmente não teria tempo nem
espaço! Peço desculpas aos ausentes da lista…

VERDADEIRO PALMEIRENSE 1

Conheço o Danilo Cersosimo há pouco tempo. Hoje em dia ele escreve nossa coluna DE OLHO NO APITO, às quartas feiras, sempre muito sereno e ponderado.

Sábado
Danilo chegou ao clube para votar. Por ter se afastado um tempo de São
Paulo deixou de pagar o clube. Quando foi acertar poderia fazer uso do
benefício da anistia parcial e pagar 50% da dívida (que não era
pequena). Entretanto se fizesse isso não poderia votar naquele dia. Se
pagasse a multa integral, sem desconto, votaria.

Pagou 100%, perdeu o desconto, e foi prá fila de votação.

VERDADEIRO PALMEIRENSE 2

Renato Recchi, advogado, em 2003 fazia parte do Muda Palmeiras.

Eu fui a vários jogos da Série B em 2003. O Renato foi em todos no Palestra. Só que ele não assistia aos jogos. Ficava caminhando com a faixa FORA MUSTAFÁ pela arquibancada. E fugindo de seguranças que proibiam manifestações desse tipo dentro do estádio e do clube.

VERDADEIRO PALMEIRENSE 3

Encontrei a Eva nesse sábado no clube. Prá quem não conhece ela foi a primeira mulher a ser eleita no Conselho da SE Palmeiras.

Em
2003 tomou um ano de suspensão. Num momento de fúria, exagerou nos
adjetivos ao então Presidente da SE Palmeiras na época. E falou isso
dentro do clube. Pelo estatuto, falta grave. Ficou um ano suspensa e
não pôde votar nem ser votada.

VERDADEIRO PALMEIRENSE 4

Jorge Wallace,
sócio remido, ex-conselheiro, que voltou ao clube depois de alguns anos
de desilusão e disse sábado ao Jota Christianini emocionado:

“voltei porque voltamos a ser Palmeiras”.

VERDADEIROS PALMEIRENSES 5

Sábado
eu tinha compromisso no final do dia e precisei sair do clube à tarde.
O Jota Christianini e muitos palestrinos lá ficaram. O próprio Jota
contou essa:

“Encerraram
a votação e permitiram que os associados entrassem naquela arquibancada
do G2. Os mesários estavam ainda conferindo os resultados nos
computadores, quando de repente,como se tivessem ensaiado meses a fio,
uma voz vindo do nada, bateu:
1, 2, 3 e a multidão:

“quando surge o alviverde imponente……”.

Sou
velho nisso, participei de lutas, comícios e convenções políticas de
todo jeito. Mas aquela hora, meu amigo, subiu a alma palestrina. Foi
emocionante!

Os fotógrafos do Estadão, Folha, Lance, e outros se
atropelavam para fotografar o grupo cantando. Funcionou como um aviso,
não sabiam o resultado, mas o recado era

“o Palmeiras voltando a ser dos palmeirenses”.

VERDADEIROS PALMEIRENSES 6

Depois desse depoimento do Jota, eu não tinha como superá-lo. Então fui para outra linha. Veja o que disse o Painel FC deste fim de semana:

“Jogos
de guerra. Grupo de jovens sócios e conselheiros do Palmeiras se
autodenomina Mossad, como o serviço de inteligência israelense. O
objetivo é banir Mustafá Contursi, de origem árabe.”

“Hay che endurecer, pero sin perder la ternura jamás”
Che Guevara

Saudações Alviverdes!

—————————–

*Dizem que não existem coincidências. Sei lá…
Coincidentemente esse é o post de número 1500 do 3VV.
Prá quem gosta de “jogos de sorte”…