Categorias
Drops

DROPS 11/09/08: Hospícios, presidentes e minha bola de cristal

SAIU DO HOSPÍCIO

Para
encerrar a conversa sobre a nota no blog do Vitor Birner de que o
Palmeiras estaria unido ao São Paulo para trazer a abertura da Copa
para nossa cidade, um alto dirigente da SE Palmeiras, que sabe das
coisas, me deu uma resposta curta, grossa e esclarecedora sobre as
intenções do Palmeiras em se aliar ao time do Jardim Leonor nesse tipo
de empreendimento.

“Essa notícia deve ter saído do hospício”.

SAIU DO HOSPÍCIO ii

Claro que o jornalista Birner passou a informação que lhe passaram. Então a culpa não é dele.

Mas
eu talvez estaja vendo coisas, mas eu não me surpreenderia se a fonte
da informação viesse não precisamente de um hospício, mas de alguns
dirigentes um tanto desesperados em ver a Copa do Mundo cada vez mais
longe.

Porque bem notou um comentarista do 3VV – perdão, me
fugiu o nome – : se não fizerem a abertura no Morumbi, não há porque
escolherem o carinhosamente conhecido “Panetone” para a Copa.

SAIU DO HOSPÍCIO iii

Essa
eu comentei no Congresso Internacional de Patrocínio. Cinco anos atrás,
num fórum sobre Marketing Esportivo no Rio de Janeiro, o Presidente
Ricardo Teixeira fez a abertura (através de um vídeo gravado).

Falou
que o Brasil deveria ter de 10 a 12 arenas preparadas para uma
candidatura à Copa do Mundo de 2014. E que por ele, o Maracanã estava
ultrapassado e deveria ser implodido.

Causou comoção! Não implodiram o Maracanã, fizeram um revamp com dinheiro público (o estádio é Municipal) e a vida seguiu em frente. Mas dá prá se perceber a visão do dirigente.

Elefante branco tem que ir pro chão e começar de novo.

Esse não saiu do hospício!

AGORA, TEM OUTRO QUE PARECE QUE QUER ME LEVAR PRO HOSPÍCIO

A coluna do Benjamin Bach de hoje, no Lance, está muito boa.

Nela
o colunista fala sobre os “pequenos ditadores” (essa frase é minha) que
reinaram nos clubes nos últimos anos (Mustafá, Dualib, M. Teixeira). E alerta que o mundo mudou, não cabe mais no clube comportamento dessa natureza por parte de um presidente.

E dá um recado a Affonso Della Monica: quer entrar para a história? Não faça o mesmo que os senhores acima fizeram!

Sensacional! Quem tiver o texto e puder passar, a turma que gosta de democracia agradece…

FALANDO NA DECISÃO: SAIU A ESCALA

O trio de arbitragem para o jogo Palmeiras e Cruzeiro será HEBER ROBERTO LOPES/PR(FIFA),
ROBERTO BRAATZ/PR(FIFA ) e GILSON BENTO COUTINHO/PR. O árbitro MARCELO
DE LIMA HENRIQUE/RJ (FIFA), era a oura “bolinha” possível.

Heber
Roberto Lopes foi o mesmo árbitro do jogo Palmeiras 5×2 Cruzeiro (deu
pênalti de Henrique, lembram), e Palmeiras 1×1 Figueirense.

Não adiantou a torcida do Danilo Cersosimo. Algo me diz que ele vai ter mais trabalho prá analisar a R25 do Brasileiro.

DECISÃO ii: VÁRIAS FORMAÇÕES

O
Pinho cantou a bola nos comentários do drops de ontem. No treino desta
quarta-feira Vanderlei Luxemburgo treinou várias formações para domingo.

Na primeira parte, o treinador sacou Denilson e promoveu a entrada de Evandro, deixando Diego Souza com mais liberdade para encostar no ataque. Depois, promoveu as saídas de Gladstone e Jumar para as entradas de Maurício e Léo Lima, um dos destaques nos dois coletivos disputados essa semana.

Sem
sacanagem, nem entusiasmo exagerado, apenas “feeling”: pode dar
qualquer resultado nesse domingo, pois o Palmeiras vai jogar contra uma
equipe muito bem armada, vice-líder do campeonato, e na casa dela.

Mas escreve aí: vai ser uma das melhores, se não for a melhor, apresentação da SE Palmeiras nesse campeonato.

Saudações…