Categorias
Notícias

SEMANA DE DECISÃO: atacantes e defensores


Análises 3VV; Reprodução autorizada mediante expressa publicação da fonte

Os desfalques do Palmeiras nesse domingo – Kléber e Alex Mineiro – preocupam bastante pela carência de substitutos à altura.

Mas
enquanto esses jogadores estiveram em campo durante as 24 rodadas
anteriores, o Palmeiras mais ganhou ou perdeu? Vejam os números.

O Palmeiras tem até a R24 o total de 43 pontos. Isso representa 60% dos pontos conquistados.

Alex Mineiro, o artilheiro do campeonato, disputou 23 partidas. Participou de 12 vitórias em 23 jogos. E o Palmeiras conquistou 40 pontos nessas 23 partidas do Alex. 58% de aproveitamento. Abaixo da média do time.

Por outro lado Kléber disputou 18 partidas. Venceu 10 dessas 18. E o Palmeiras somou 32 pontos nessas partidas. Tem um aproveitamento pouca coisa melhor que o Alex: 59%.

Mas os destaques aqui ficam por conta dos alas. Elder Granja participou de 14 jogos, teve 9 vitórias e o Palmeiras conquistou 28 pontos nos jogos que em que Granja participou. Teve 67% de aproveitamento. E Leandro participou de 21 jogos, foram 12 vitórias e 38 pontos (60%).

Conclusão: enquanto os alas titulares jogaram eles tiveram mais resultados positivos que os atacantes titulares.

Agora quer ver algo mais curioso: quais zagueiros participaram dos piores resultados?

O Palmeiras perdeu 7 vezes nesse campeonato. Jéci participou de 12 jogos, e perdeu 4 vezes (33%).

Gustavo participou de 10 jogos e teve também 40% de derrotas.

Gladstone, o tão criticado zagueiro, teve mais sorte. Jogou 14 partidas. E perdeu apenas 3 (21%).

O problema da avaliação de Gladstone está no número de gols sofridos: nas suas 14 partidas o Palmeiras tomou 18 gols (58% do total de gols sofridos até a R24; 1,3 gol por partida). Jéci tem uma marca semelhante: nos jogos em que participou o Palmeiras levou 55% dos gols sofridos até a R24. E sofreu 1,4 gol por partida.

Gustavo tem o indicador de gols sofridos um pouco melhor: participou de 10 jogos e de 42% dos gols sofridos pelo Palmeiras. Enquanto jogou o Palmeiras sofreu 1,3 gol por partida.


Números são números… em todo caso, de acordo com as notícias dessa sexta-feira, Maurício vem aí.

Saudações Alviverdes!