Categorias
Drops

DROPS 28/10/08: recolhendo os cacos; e Marcos sabe das coisas

E AGORA?

A derrota política de Affonso Della Monica obriga a uma nova estratégia entre as forças.

Mustafá, entre todos o mais hábil politicamente, deve ter percebido (há tempos) que pode contar com 90 votos.

Os
que apóiam Della Monica descobriram que têm menos que os 133 votos de
ontem (ligeiramente inflados com votos de conselheiros da chapa UVB).

Representantes da chapa UVB (ou Muda Palmeiras) fazem as contas e sabem que têm entre 40 e 50 votos.

QUEM SERIA CANDIDATO?

Paulo Nobre diz que não é candidato! Eu acho que poderia ser.

Entretanto alguns – da tropa de choque de Della Mônica – atribuem a ele a derrota da proposta de mudança estatutária de ontem.

Perguntei
a ele sobre isso. Paulo Nobre me disse: “dei total liberdade às pessoas
que me apóiam para votarem. Só pedi a eles que não
balizassem sua decisão em ‘votar contra ou a favor a Mustafá ou Della
Mônica’. Sugeri que esquecessem os dois e pensassem se a proposta era
benéfica para o Palmeiras”.

Ele disse ainda: “é obrigação do conselheiro pensar não nas pessoas mas no Palmeiras”.

Opinião deste humilde blogueiro: concordo com ele!

QUAL O PROGNÓSTICO?

Por enquanto nenhum. Hoje à noite haverá reunião dos representantes da chapa União Verde e Branca.

De fato não há um nome de consenso entre os dois lados. Mas continuo com meu discurso: Mustafá só elege alguém à Presidência se acontecer uma combinação de tragédias e incompetências políticas muito grande. O que eu duvido muito.

E QUAL O RISCO PARA ARENA, TRAFFIC, …

Para a Arena nenhum. Contrato já assinado e atividades em andamento.

Para Traffic, uma saída de Cipullo seria um problema. Não é o caso no cenário projetado.

MARCOS, SEMPRE MARCOS

Mudando
de assunto, caiu como uma bomba dentro do grupo a frase de Marcos de 2a
feira. “São Marcos” disse mais ou menos o seguinte: “o elenco do
Palmeiras não é o melhor do Brasileiro e portanto não se surpreende com
a colocação do time”.

Diego Souza reclamou. Disse que a cobrança de Marcos poderia ter sido feita a portas fechadas.


entre nós: “boleiro” pode ficar com cara de emocionado quando lê
mensagem de torcedor; pode beijar símbolo na camisa; pode vir com
discurso politicamente correto. Mas só tem um remédio eficaz prá fazer “boleiro” correr 90 minutos. Desafiá-lo abertamente se ele é bom mesmo quanto gostaria que os outros pensassem que ele é. E Marcos sabe disso!

A
portas fechadas essa declaração do Marcos ia entrar por um ouvido e
sair por outro. Escancarado do jeito que Marcos é, o goleiro faz o
papel que o treinador e outros deveriam fazer: desafia o grupo a provar
dentro de campo se eles são bons mesmo.

Resposta do elenco alviverde tem data e local para ser dada: 4a feira, 20:30 hs., Palestra Itália. Eu vou estar lá para ver.

Saudações Alviverdes!