Categorias
Futebol com Números

Explicando (mais uma vez) as dívidas dos clubes

Por Luis Fernando Tredinnick
Divulgação autorizada mediante explícita citação do autor
e do blog Terceira Via Verdão

Às
vezes fico pensando em dar aulas de finanças para jornalistas
esportivos do país. Considerando o que temos lido por aí, acho que
posso ter uma renda extra com essas aulas…

Dois jornalistas da Folha de São Paulo publicaram uma reportagem dizendo que o Palmeiras estaria “quebrado”…

Precisamos
explicar algumas coisas de finanças para os jornalistas. Para isso vou
utilizar alguns dados dos balanços dos clubes, lembrando que esses
balanços não são considerados muito confiáveis por muitos auditores.

DÍVIDAS: UMA PEQUENA INTRODUÇÃO

Dívidas em si não são boas nem ruins! O que se deve pensar sobre dívidas é sobre qual o custo dessa dívida para a empresa e qual o uso que se faz com o dinheiro dessa dívida.
Entre pagar uma dívida com um banco e comprar os direitos econômicos de
um jogador promissor, provavelmente o clube fará um melhor negócio
adquirindo os direitos do jogador.

Dívidas são as molas
propulsoras do capitalismo. Todas as grandes empresas do mundo têm
dívida. Qualquer livro minimamente avançado sobre finanças possui um
capítulo sobre “a estrutura ótima de capital”, ou seja, sobre quanto de capital próprio E de dívidas cada empresa deve ter. Sim leitores, no mundo de finanças não se discute se a empresa deve ter ou não ter dívidas, mas sim qual o seu tamanho.

As
empresas variam com o tempo o tamanho de suas dívidas. As dívidas podem
aumentar ou diminuir mas todas as grandes empresas do mundo têm dívidas
e essas dívidas continuarão existindo enquanto essas empresas existirem.

TIMEMANIA: QUEM É MAIS DEVEDOR?

O
jornalista afirma que o Palmeiras tem R$ 30 milhões de dívidas
referentes à Timemania (engloba alguns tributos nacionais como o INSS,
FGTS, entre outros). O número que consta no balanço de 2007 do
Palmeiras é de R$ 31,4MM.

Bom, o caro jornalista deveria ao menos pesquisar sobre temas que não conhece. A Timemania foi criada como uma forma de ajudar os clubes a arrecadar dinheiro para que eles pudessem pagar suas dívidas.
Como o Palmeiras tem uma das menores dívidas do país, então é natural
que ele fosse um dos maiores beneficiados com a Timemania, certo?

Observem na tabela abaixo os valores divulgados na matéria de 14/2/2008 no Globoesporte.com:

Ainda
que os valores sejam um pouco discrepantes dos que aparecem nos
balanços dos clubes, essa tabela permite que se coloque em perspectiva
o grau de endividamento do Palmeiras versus os demais times, naquilo
que se refere à Timemania.

Em resumo? O nosso endividamento é o menor dentre os grandes clubes brasileiros. Será tão difícil enxergar o óbvio?

Bom, o que é óbvio para a maioria das pessoas parece ter escapado do alcance do referido jornal. Para vocês terem uma idéia o São Paulo Futebol Clube, aquele que os jornalistas dizem que é o clube melhor administrado do país (mais um erro, pois quem entende de administração apontaria o Internacional como o clube do país com melhor gestão) colocou de forma OFICIAL no balanço de 2007 uma previsão de arrecadação de R$110 milhões para o Timemania para os próximos 20 anos!

Quer
dizer que se o Palmeiras tiver uma arrecadação parecida com a do rival
a dívida de R$ 59MM se transformaria em um crédito de R$ 51MM
(110-59=51), certo?

Ah, logicamente os jornalistas correriam
para dizer que nada garante que o Palmeiras tenha uma arrecadação
parecida com a do SPFC. Pois bem, a informação disponível no site da
Caixa Econômica Federal diz que nos primeiros 31 concursos o Palmeiras teve um número de apostas 8,5% maior que o referido clube!

Mas vamos fazer as contas com o que existe hoje. O Palmeiras teve nos primeiros 31 concursos 2.298.211 apostas. Se o volume de apostas se mantiver constante, ainda que a Caixa Econômica tenha dito oficialmente que o número é considerado baixo e que tenderia a crescer, teríamos uma arrecadação anual de R$ 1,7MM. E somando os próximos 20 anos chegaríamos a R$ 33,9MM.

Ah, quer dizer que a Timemania não é uma dívida para o Palmeiras? Exatamente, a Timemania é para o Palmeiras UMA FONTE DE RECEITAS! E receitas de R$ 2,5MM em 20 anos.

Deixe-me
explicar de modo que até quem escreve a respeito e não entende
(qualquer semelhança com jornalistas esportivos terá sido mera
coincidência): com um concurso por semana, chegaríamos a 3.855.064
apostas por ano (2.298.211/31*52). Como cada aposta vale R$ 2,00 e 22%
são destinados ao clube, teríamos o valor de R$ 1.696.228 arrecadado
por ano (3.855.064 x 2,00 x 22%). Logicamente estou imaginando que os
juros das dívidas a serem pagos pelos clubes sejam iguais ao aumento de
arrecadação da Timemania.

E para o São Paulo? Bom, considerando-se que a arrecadação prevista é de R$ 31,3MM (aliás, de onde eles tiraram R$ 110MM?) e o clube deve R$ 31,7MM
(números do balanço, menores do que os divulgados pela Globo.com), quer
dizer que apesar da Timemania ele ainda deveria R$ 400 mil. Como o
nosso clube é melhor administrado e tem uma torcida maior, nós temos
receitas enquanto os outros tem dívidas!

Mais um exemplo: o Flamengo tem a maior dívida, que totaliza R$ 169,1MM
(números do balanço, menores do que os divulgados pela Globo.com).
Minha previsão de receitas do Timemania nos próximos 20 anos é de R$ 56,1MM para o Flamengo que, portanto, continuaria com uma dívida de quase de R$ 113 MM apenas dos tributos federais, sem contar outras dívidas.

Então,
voltando ao tema da reportagem da Folha de São Paulo, a dívida do
Palmeiras de R$ 59MM agora se resuma a uma dívida de R$ 21,1MM. Todos
de acordo?

O GERENCIAMENTO DA DÍVIDA LÍQUIDA

Para não me estender muito mais sobre esse tema das dívidas, não vou discutir se adiantamento de cotas de TV são dívidas. Não são, já que obrigações e dívidas são coisas distintas! Mas, por hipótese vamos admitir que o Palmeiras tem essa “dívida líquida” de R$ 21,1MM, ok?

Olhando
os balanços do Palmeiras, as dívidas atuais têm um custo aproximado de
20% ao ano. Ou seja, se nós formos manter as dívidas e pagar somente
juros, teríamos que pagar todos os anos cerca de R$ 4,2MM em juros.

Pelas minhas projeções, as receitas do Palmeiras de 2008 devem chegar a R$ 110 MM.
Qualquer aluno de administração sabe que uma entidade que deve pagar
“míseros” 3,8% da sua receita em juros de dívidas está LONGE de ser uma
entidade “quebrada”.

Como para 2009 a projeção é que as receitas
do Palmeiras continuem crescendo, com um aumento de 60% nos valores das
cotas de TV (seriam algo em torno de R$ 6MM/ano adicionais), nos
valores de material esportivo (talvez R$ 5MM pelo que se pode deduzir
da reportagem), com a cota de TV e bilheteria da Libertadores (talvez
uns R$ 3MM) e o aumento dos valores do patrocínio das mangas da camisa,
podemos estimar que o Palmeiras deve ter receitas superiores a R$ 125 MM em 2009.

Alguém aí acha que pagar 3,4% da receita em juros em um ano quebra uma empresa? Então será que alguém poderia avisar ao distinto jornalista que a matemática básica vai contra a sua reportagem?

COMPARAÇÃO COM OS DEMAIS CLUBES

Só para termos uma comparação, resolvi fazer a conta do gerenciamento da dívida líquida dos tributos federais para os outros clubes, considerando-se que essa dívida teria um custo de 20% ao ano e que seriam pagos apenas os juros.

Além
disso, comparei o quanto esses juros comprometeriam a receita de 2007
para sabermos quais clubes teriam dificuldades de pagar essa dívida
específica.

Olhando
a tabela acima, é fácil observar que apenas dois clubes terão
efetivamente receitas adicionais vindas da Timemania: Palmeiras e
Corinthians. Apenas outros três times não devem enfrentar muitos
problemas para gerenciar essa dívida específica: São Paulo, Figueirense
e Cruzeiro.

Mas devemos lembrar que todos os outros times têm OUTRAS dívidas além dessas mencionadas acima. O São Paulo, por exemplo, declara ter R$ 30 milhões de dívidas com bancos. O Cruzeiro tem outros R$ 10,7 milhões declarados como dívidas de empréstimos e financiamentos, entre outros.

Então, quer dizer que a dívida líquida TOTAL do Palmeiras (aqueles R$ 21,1MM que sobraram), É MENOR do que APENAS A DÍVIDA LÍQUIDA REFERENTE À TIMEMANIA da maioria dos clubes!

Façamos a pergunta em voz alta: que time está quebrado mesmo? Será que algum jornalista conseguiria responder?

CONSIDERAÇÕES

Eu fiquei imaginando o que leva um jornalista a escrever algo tão obviamente errado. Alguém saberia dizer?

Ah,
tem tempo: as aulas de finanças para jornalistas estão com inscrições
abertas. Descontos especiais para jornalistas da Folha.

Saudações AlviVerdes