Categorias
Italiano

LEGA CALCIO: 6^ giornata di campionato

Por Carmine Paciello*
as imagens são do site http://www.gazzetta.it/Calcio/
veja lá também a classificação e as notícias do campeonato italiano 08-09

A surpresa major da 6^ rodada do campeonato italiano foi representada pela derrota em casa da Juventus, depois de 3 empates consecutivos entre Italiano e Champions League, frente a um Palermo que evidenciou os limites do do time de Ranieri (Juve 1×2 Palermo).

Ranieri
que por sinal vem sendo muito criticado e parece não ter a confiança
dos “senatori” da Juve como Camoranesi, Nedved e, sobretudo Del Piero.
Tanto é verdade que circula com uma certa insistência o boato sobre a
chegada de Ferrara, ex zagueiro do Napoli, da própria Juve e da Seleção
Italiana, muito simpático aos ex camaradas da velha guarda.

Naturalmente
a diretoria nega qualquer troca, defende Ranieri e pretende uma reação
imediata do time. Sinceramente creio que essa polêmica seja exagerada:
é verdade que o time não joga bem, que o meio-campo é exageratamende
forte fisicamente em detrimento da arte, tanto é que o “craque” do time
é o ala Camoranesi. Por isso avalia-se que o ataque não é bem servido.

Mas também é verdade que a Juve estava invicta, que disputa o Europeu e que, afinal, está há apenas 4 pontos do topo da tabela.

Para mim seria suficiente ter Giovinco atrás dos dois atacantes e tudo ficaria resolvido!

E,
outra arma de Ranieri poderia ser também o lusitano Tiago, que
atualmente está emarginado mas que poderia ser muito útil ao time.
Então vamos ver.

“Se Atene piange, Sparta non ride”

Spalletti na verdade não está certamente em uma situação melhor que Ranieri: basta ver a situação atual da Roma (Siena 1×0 Roma).

Agora ao amigo Dudek,
adepto da ex “mágica”, não posso fazer outra coisa senão apresentar com
dados estatísticos a amarga realidade romana: 6 jogos, 3 derrotas, 1
empate – com o Napoli que também merecia ganhar no jogo da 1^ rodada no
Olímpico, 8 gols pró e 8 gols contra, saldo 0.

Calculando a
“média inglesa”, a Roma tem -5 (a média inglesa se calcula assim:
vitória em casa = 0; empate em casa= -2; derrota em casa = -3; vitória
como visitante = +2; empate como visitante = 0; derrota como visitante
= -1) [ nb: gostei da idéia da média inglesa; vamos calcular nesse brasileiro ].

Ou seja, se consideramos que na edição passada a Roma só perdeu 4 vezes: UMA LASTIMA!

O Milan parou.
Empatou contra o lanterna Cagliari (0x0). Ancellotti propôs novamente
Seedorf (na posição central para fazer o papel de Pirlo) com Gattuso e
Ambrosini ao lados e no ataque o trio brasileiro Ka-Pa-Ro na esperança
de repetir o bom desempenho oferecido no derby.

Mas agora os “rosso-neri”
se defrontaram com um time que corre, corre e, ainda, corre. Ou seja,
exatamente o oposto que fez a Inter (minha análise no comentário
anterior foi exata; parece que realmente foi um erro do treinador
Mourinho não ajustar o jogo e ter permitido ao Milan vencer o derby;
impedindo a manobra de Seedorf e atacando o lado de Ronaldinho a Inter
ganharia o jogo). O Cagliari foi generoso e inteligente, com o meia
Cossu que marcou a Seedorf e impediu o jogador de dar ritmo ao jogo.
Dessa forma merecia vencer.

[ Ronal ] Dinho voltou a ser
peripatético (mais patético que peri), Pato parece que nem esteve em
campo! E isolado, só Kaká tentava jogar.

No estádio mais inglês (como estrutura) d’Italia, Genoa e Napoli disputaram um jogo belíssimo!

Pela
primeira vez depois de 17 anos (desde a época Maradona) e por 43
minutos, o Napoli se encontrou ao 1° posto na classificação: 30
segundos e Lavezzi marcou para os azuis. O Napoli continuou a atacar
tanto que Rubinho fez um milagre interceptando uma cabeçada de Denis e
o juiz não assinalou um pênalti claro para o Napoli. No final do 1°
tempo o Gênova empata e logo no início do 2° tempo marca o gol da
virada. Milito ao 28° marca o 3° gol mas 2 minutos depois Denis reduz a
distância. No final Rubinho impede o Napoli de marcar o que seria o gol
de um merecido empate (sempre Denis e sempre de cabeça) fazendo o 2°
milagre da partida. Final Genoa 3×2 Napoli.

O campeonato terá um
período de interrupção para permitir à Seleção Italiana jogar a partida
válida pelas eliminatórias ao Mundial de 2010 na África do Sul contra a
Bulgária e Montenegro e retorna em 18 & 19 de outubro, com desafios
interessantíssimos como Napoli x Juventus, o derby siciliano Catania x
Palermo e, sobretudo, Roma x Inter.

Saluto,

Carmine Paciello*

—-
*Carmine
Paciello é italiano e palmeirense (ou seria palmeirense e italiano?) e
publica sempre, pontualmente, às quintas ou sextas-feiras sua coluna
sobre o Campeonato Italiano, diretamente da velha e querida “bota”