Categorias
Notícias

O Ombudsman da FSP respondeu: e recebeu a tréplica. Leia a seguir…

Abaixo segue a troca de emails com o Ombudsman da Folha. A resposta chegou hoje, como pode ser vista na mensagem bem abaixo.

Logo em seguida enviei a resposta.

——————————————–

from Vicente Criscio
to ombudsma@uol.com.br
date Wed, Oct 8, 2008 at 3:08 PM
subject Re: OMBUDSMAN FOLHA SP
mailed-by gmail.com

Desculpe, a necessidade de sua editoria em explicar o que aconteceu só piorou minha percepção sobre ela. Por partes.


Primeiro: Sua Editoria demonstra que não sabe ler esse tipo de
informação ou tem outros interesses que não consigo identificar quais
são. A minha questão sobre o uso da palavra QUEBRADO continua. O clube
não está insolvente ou sem capacidade de cumprir compromissos
comerciais ou ainda falido;
– Segundo: O clube terá ainda a receber
receitas da competição Sul-Americana (que paga por fases, conforme o
progresso do time na competição) e terá ainda receitas de bilheterias.
Então os jornalistas ERRARAM quando afirmaram e reafirmaram que o clube
não tem mais receitas esse ano;

– Terceiro: Pelo que me consta, um clube ou uma instituição
insolvente é aquela que não consegue pagar suas obrigações. Os R$ 56
milhões não precisarão ser pagos até o final do ano;

– Quarto: Sobre a TIMEMANIA sugiro aos jornalistas lerem mais a
respeito e se informarem. O clube pode estar preocupado com a
arrecadação; a Petrobras pode estar preocupada com a “pequena” receita
das suas vendas internacionais. Isso não quer dizer que a Timemania
seja um problema para o Palmeiras. Ele parece ser um problema para
outros clubes. Se seus jornalistas quiserem aprender um pouco mais
sobre Timemania sugiro ler o artigo desse link:: http://terceiraviaverdao.blogspot.com/2008/10/explicando-mais-uma-vez-as-dvidas-dos.html ;

– Quinto: seus jornalistas esportivos afirmam que sem a Traffic o
Palmeiras não montaria um time competitivo. Do time que até a R28 é
líder do nacional e que estará em campo hoje (o time titular) OITO
JOGADORES não pertencem à parceira. Ou seja, QUATRO TITULARES HOJE À
NOITE pertencem ao dito “SEQUESTRADOR” (quem tem alguém como refém é
sequestrador, correto)? Desafio os jornalistas a apresentarem quantos
jogadores são integralmente dos 5 primeiros colocados do Campeonato
Brasileiro e quantos percentem a empresários; além disso, parceria não
é sequestro. Parceria, quando feita por gente honesta e competente, não
é como outras que vimos, onde a marca foi penhorada por 30 anos e o
contrato teve que ser rasgado e até caso de polícia gerou (estou
falando da infeliz parceria entre MSI e SC Corinthians Paulista).
Portanto seus jornalistas e editores precisam medir palavras se
quiserem que a FSP mantenha o padrão de leitores que teve até hoje;
sugiro seguir o Manual de Redação e Estilo da própria Folha para
escolherem as palavras QUEBRADO e REFÉM;

– Sexto: seus jornalistas não conseguem nem mesmo assumir erros tão
básicos quanto esses que foram apresentados. Lamento ver que
jornalistas e editores despreparados estão acabando com uma marca da
relevância da FSP.

Sem mais conversa!

Vicente Criscio

2008/10/8

Caro Senhor,

agradecemos sua manifestação. A editoria esclarece:

“O
Palmeiras tem R$ 56 milhões em dívidas, segundo o último balancete do
clube. Está “quebrado” porque não tem mais receitas neste ano, tem uma
folha salarial só no futebol de R$ 4 milhões mensais, tem recorrido a
empréstimos bancários, com juros altos. O clube tem usado a política do
‘cobertor curto’ para se manter. Pega um empréstimo em banco geralmente
para acertar outra dívida que está por vencer. Em relação à Timemania,
o Palmeiras está preocupado com a baixa arrecadação da loteria.

Sobre
a Traffic, o clube depende dela para ter um time competitivo. Se não
houvesse o aporte da empresa para contratar jogadores, as dificuldades
seriam enormes, segundo a própria diretoria palmeirense.

Todas essas informações foram tiradas do balancete e discutidas com dirigentes do próprio Palmeiras.”

Atenciosamente,

Departamento de Ombudsman – Folha de S.Paulo
Al. Barão de Limeira, 425 – 8o. andar
01202-900 – São Paulo – SP
Telefone: 0800 159000
Fax: (11) 3224-3895
ombudsma@uol.com.br
http://www.folha.com.br/ombudsman/

Manifestação:

para análise e resposta ao leitor.

Uma resposta em “O Ombudsman da FSP respondeu: e recebeu a tréplica. Leia a seguir…”

Parabéns!
Matou à pau!

E mais um parabéns pelo novo 3VV.com.br
Tá muito melhor que o “anterior”

Abraços

Os comentários estão desativados.