Categorias
Resenha dos Jogos

Palmeiras vence Ancash e avança prás quartas: 1×0

http://esporte.uol.com.br/album/081001palmsulamericana_album.jhtm

O Palestra estava vazio, o gramado encharcado, e o time desentrosado.

O
jogo mais parecia um jogo-treino. Imagino que Luxemburgo também pensou
em entrosar alguns jogadores. A dupla de zaga – Roque Junior e Gustavo.
O meio campo Sandro Silva e Pierre já jogou em outras oportunidades,
mas Maicosuel e Martinez mostrou que precisamos muito de Diego Souza em
campo. E no ataque, Denilson e Thiago Cunha foram inoperantes,
principalmente no primeiro tempo.

No final do primeiro tempo o
jogo esquentou um pouco. Um lance curioso foi ver Roque Jr (como nos
velhos tempo) subindo ao ataque e cruzando na cabeça de Maicosuel. Que
cabeceou meio esquisito e o goleiro rebateu, e Jumar chutou na entrada
da pequena área. A bola caiu na piscina!

No segundo tempo
entraram Kléber e Diego Souza. E o Palmeiras começou mais forte – dando
razão prá quem defende que os jogadores Maicosuel e Thiago Cunha sejam
reservas razoáveis – mas Sandro Silva mostrou que se joga muita bola, a
cabeça não funciona muito bem: precisava dar com a sola no peito do
jogador peruano?

Vermelho direto. Isso aos 5 minutos do 2o tempo. Mania de complicar as coisas…

Aos 13 Denilson foi substituído.

Aí eu pergunto: onde estão os chutadores de fora da área do Palmeiras? campo encharcado, bola molhada, quantos chutes a gol?

Parece que leram meu pensamento. Evandro, Martinez e Pierre, em seguida, tentaram chutes a gol. Todos eles horrorosos.

Mas
eu achava uma coisa interessante: o Palmeiras estava melhor, mesmo
jogando com 10. É que na verdade ele estava com 9. Quando entrou
Evandro, o Palmeiras passou a jogar com 10.

Muito bem, corneta
guardada, a CBN mostrava o som ambiente do jogo. E Luxemburgo estava
desesperado, pedindo para Kléber segurar a bola em frente “ao 6 deles”
para cavar uma expulsão do peruano.

E Kléber colocou a mão num cruzamento que eu acho que, se ele não faz a falta, Roque Junior faria o gol.

Toma
uma taça de vinho daqui, dá uma olhada na planilha ali, e aos 36 quase
tudo vai pro vinagre num chute de fora da área do Ancash.

Aos 37 Evandro de bicicleta… não falo nada.

Aos 38 Kléber, Evandro, Leandro… escanteio.

No escanteio Gustavo cabeceia na trave!

Aos
40 Gustavo cabeceia de novo e o goleiro defende. E o juiz é um banana!
Em seguida falta em Diego Souza e o árbitro “não viu”.

Pensei
aqui olhando pruma taça vazia… esse jogo ainda vai pros pênaltis. E
pensei ainda nos 4 mil e 200 palmeirenses no estádio… heróis…

Aos 43 um camisa 13 tomou outro amarelo. E vermelho.

Será?

Aos 44 um toque de bola na área, Diego Souza para Jumar. Chute cruzado.

Gooooooooooooooooooooooooooooooooool.

Ainda
deu tempo, aos 47, de ter uma pequena parada cardíaca ao ver os
peruanos cabecearem uma bola numa saída muito ruim de Bruno.

Fim de jogo! E Roque Junior foi uma grata surpresa!

Vou
dormir… o que importa é a vitória. Agora é partir para o Argentino
Juniors que venceu o San Luis (México). Sabe de uma coisa? Fiquei com vontade de dar uma passeadinha na terra de nossos hermanos…

Vamos sintonizar o Campeonato Brasileiro! Sábado tem mais…

Saudações Alviverdes!