Bagatelas 21/11/2008: de lá e de cá

Bagatelas de lá… 
Por Cáspite Rossi Cairo 
  

Quiz! Qual a diferença entre um carro flex e o Imperador Adriano?
Nenhuma! Pois ambos funcionam a alcool!

***

O projeto “Empate já” do Napoli vai indo muito bem.
Depois de ter tomado 5 gols no campeonato passado da Atalanta e 3 nesta temporada, o Napoli está seguro que no campeonato 2009/2010 o jogo vai terminar 2×2!

***

A campanha do Milan “adote um juiz” continua firme:

pênalti inexistente contro o Siena = 3 pontos;
idem contra o Napoli mas o goleiro azzurro defendeu;
idem com o Chievo, placar final 1 x 0;
e outros 3 pontos de graça.

O contrato de adoção é claro e exaustivo: o time rosso-nero deve ser beneficiado de um pênalti a cada jogo, possivelmente no final do match e possivelmente depois de uma jogada  na qual o jogador de play station [ mais conhecido como Ronaldinho ] simula ter sofrido uma falta.

Será que é o mesmo contrato em vigor no Brasileiro 08 pró-bambi?

***

Mensagem ao São Marcos: você se julga xarope? Bom! Então eu também sou xarope!
Todos nós … pelo Palmeiras!
Sempre Avanti Palestra!

E bagatelas de cá…
Por Oberdan Fiúme

O palmeirense Zé Nello Marques perdeu o emprego na Rádio Bandeirantes. Apequenou-se a rádio.

***

A quem interessa, exatamente, essa profusão de boatos sobre a saída de vários jogadores do Palmeiras, aliás todas desmentidas?

***

Fica claro e definitivo: mesmo sem contar a crise mundial – o que piora a coisa – nenhum time brasileiro pagaria ao Luxa metade do que ele ganha no Palmeiras. Portanto que fique calminho por lá, e que no ano próximo esqueça um pouco os seus outros inúmeros afazeres e concentre-se em treinar o time de futebol.

***

Li ante-ontem numa lista de discussão de palmeirenses;
nada a ver dele ter sido do Flamengo e ídolo do Galvão.

Com sensível imparcialidade a Rede Globo, através do Mauro Naves, superou-se no amistoso Brasil x Portugal. O time ganha de 6, depois de mais de ano sem marcar um misero golzinho em solo pátrio, e o solerte repórter entrevista, em primeiro lugar, o nosso goleiro, Julio Cesar.

Depois disso vai entrevistar o atacante Adriano e quando esperava-se que falasse do gol , feito no último minuto – depois da péssima fase que o atacante atravessa na Itália – o solerte repórter manda ver perguntando se ele vem para o Flamengo.

O jogador desconversa mas o repórter insiste, “então se você vier para o Brasil será para o Flamengo hein?”.

***

Falaram e estão falando tanto do Bezerrão , mas ninguém percebeu que não conseguiram organizar a presença de 5 mil pessoas no treino que a seleção realizou um dia antes da inauguração.

E que apesar de pequeno (servirá no máximo para treino de seleções na copa) e da imensa distribuição de convites, o estádio não estava lotado. E mesmo assim muita gente assistiu o jogo em pé.

Saudações Alviverdes!