Categorias
Drops

DROPS 17/11/08: Soberba, Carta Capital, quanto vale a Libertadores e já vendeu

POR QUÊ?

Ainda bate na nossa cabeça: por que não estamos mais disputando o título brasileiro?

Alguns dados:

O
Palmeiras assumiu a liderança na R27, contra o Náutico (0x0) em Recife.
Depois jogou contra o Atlético MG em casa na R28 venceu e assumiu a
ponta. Foi o último jogo onde o Verdão conseguiu um excelente
desempenho em chutes a gol (11). Na R29 o Palmeiras teve um desempenho
horrível contra o quase rebaixado Figueirense em Florianópolis (e
chutou apenas 5 vezes a gol).

Depois jogou contra o São Paulo,
aquele jogo do Spínola. O Palmeira fez uma excelente partida e poderia
ter ganho o jogo no primeiro tempo, não fosse os erros de finalização e
Léo Lima. A partir daí, ladeira abaixo. Reagimos apenas nesse domingo,
contra o Flamengo. Mas aí a defesa não ajudou.

O São Paulo, que no clássico contra o Palmeiras finalizou certo apenas 4 vezes, a partir daí cresceu nesse indicador.

Da
mesma forma o Grêmio, Na R30, quando perdeu para a Portuguesa por 2×0,
o Grêmio conseguiu a proeza de acertar ZERO chute a gol. Mas a partir
daí, também só cresceu.

Resumindo: nosso time não cresceu quando tinha que crescer. E os outros – com e sem ajuda da arbitragem – fizeram a sua parte.

Será que cometemos o pecado da “soberba“? Será que nossos jogadores se influenciaram pelo discurso de “já ganhou” do nosso treinador?

Segue abaixo o quadro de finalizações certas no 2o turno do Brasileirão, comparando Palmeiras, São Paulo e Grêmio.

SAIU NA CARTA CAPITAL: AS ENTRELINHAS EXPLICAM?

O assunto já é passado mas recebi do leitor do 3VV Carlos Roberto Rodrigues o link de matéria que saiu no site da Carta Capital, assinada por Phydia de Athayde, sobre o imbroglio envolvendo Marcos e Vanderlei Luxemburgo.

A
matéria está muito boa e sugiro uma leitura atenta. Talvez nas
entrelinhas a gente possa entender a impressionante queda de rendimento
da equipe.

Mas aqui destaco apenas a frase de uma psicóloga entrevistada pela revista:

A
inconfessável disputa pela liderança também é apontada pela psicóloga
Kátia Rubio, especializada em esporte. Ela discorda das explicações do
goleiro. “Não vejo uma reação ridícula, vejo uma reação emocional de um
sujeito que tem clareza de que é o líder desse grupo. Marcos se
entregou ao papel que lhe competia como líder, embora isso seja
inadmissível para muitos técnicos, caso do próprio Luxemburgo.”

O FATO É QUE?

O título agora já não dá mais. Mas a Libertadores é importante.

Em 2008, a Libertadores pagou o seguinte:
– US$ 450 mil pela primeira fase;
– US$ 450 mil pelas partidas das oitavas de final;
– US$ 550 mil pelas partidas das quartas de final;
– US$ 650 mil pelas partidas das semi-finais;
– US$ 800 mil para chegar às finais.

E
ainda um polpudo prêmio ao campeão. Estimativas esse ano eram de R$ 11
milhões ao campeão. Soma ainda receitas de bilheteria, exposição
internacional, venda de camisas, valorização de jogadores e
principalmente, valorização da marca.

Vale a pena torcer ou não?

COTAS DO BRASILEIRÃO VENDIDAS

A
revista Meio & Mensagem dessa semana informou que já estão
negociadas as cotas de publicidade para o Futebol 2009 com AMBEV, Casas
Bahia, Itaú, Vivo e Volkswagen. Cada cota custou R$ 121 milhões.

Também
foram negociadas todas as cotas da Fórmula 1 ’09. Banco Real,
Mastercard, Nova Schin, Petrobras e Renault pagaram R$ 53 milhões cada.

A crise dos mercados passou longe daqui…

Saudações Alviverdes!