Categorias
Italiano

Lega Calcio GIORNATA 8, 9, 10: in nuovo giorno

Ciao amicci miei do 3VV. A Lega Calcio passará para as 4as feiras, sempre com Carmine Paciello.

E às sextas-feiras teremos uma nova coluna… a seção BAGATELAS! aguarde…

Saudações, Vicente Criscio

—-

Por Carmine Paciello

Com
a disputa do turno intra-semanal o campeonato italiano viu em 7 dias a
disputa de três rodadas, da 8^ à 10^, que provocaram uma pequena
revolução na frente da classificação.

Até a 9^ temos – justamente – que comemorar a Udinese e o Napoli, que com performances de absoluto valor chegaram ao comando do campionato.

A
Udinese, ex-time de Zico e Edinho, da região Friuli, terra de verdes
paisagens e lindas montanhas, de elevado grau de civilização e de
homens e mulheres valentes e fortes, se propõe há anos como modelo pela
correta gestão do clube. É um laboratório em perenne atividade que já formou bons jogadores e bons técnicos como o atual, Marino e como Spalletti num passado recente.

A
Udinese despachou a Roma (3×1) e o Catania (2×0); na 10^ empatou (2×2)
com o ótimo time do Genoa e domingo pega a Inter em um jogo que se
anuncia interessantíssimo.

E o que dizer da “estrela do Sul” do vulcânico Napoli, expressão de uma cidade única e milenaria, uma cidade já capital que te marca no corpo e na alma. Napoli que também foi pátria de adopçao de tantos brasileiros; de fato como esquecer Careca e Alemao na
áurea era de Maradona; e ainda Altafini, ou seja o Mazola do Palmeiras;
e o falecido Dirceu; e [ Sergio ] Clerice que também treinou por um
breve período o Verdão. E os cariocas Canè, uma obscura ponta do Bangu
e Vinicio, um centravante que veio do Botafogo, técnico e também
lutador (uma espécie do nosso Kléber) que por isso foi nomeado “o
leão”. Gente desconhecidas em Brasil mas ídolos em Napoli onde se
casaram e ficaram ao fim da carreira.

O Napoli ganhou da Lazio (1×0 em Roma) e afundou a Reggina (3×0) antes da derrota contra o Milan.

Sim,
Milan 1×0 Napoli. Assim terminou o desafio entre brasileiros e
argentinos; um gol contra a 3 minutos do fim deu a vitória ao Milan e
também, depois de mais de 4 anos, o primato em solitario.

Mas
sem o presente de Denis o Milan teria conseguido a vitoria? ( apesar de
um 2° tempo constantemente no ataque e das boas defesas do goleiro
azul? )

É correto lembrar que o Napoli jogava com 10; que o recém convocado da nazionale italiana, o jovem zagueiro Santacroce (de mãe brasileira) foi embora depois de sofrer uma entrada violenta (e não sancionada) de Ronaldinho; que Lavezzi assustou 3 vezes os rosso-neri
com rápidos ataques mas não teve sorte; e, enfim, que o juiz, talvez
preocupado pelo empate deu, de graça, um pênalti ao Milan, pênalti não
convertido por Kaká.

Por isso [ mais: um pênalti “estilo bambi”
na rodada anterior com o placar Milan 1×1 Siena; ainda os 3 pontos
conseguidos no jogo com a Atalanta onde o Milan em 90 minutos fez 1
tiro (re-pi-to: 1 único e miserável tiro) ] acho que sustentar que o Milan merece o 1° lugar é tarefa delicada.

Cornetadas!

O patrao Vicente
confia muito na perda de pontos dos bambis nos próximos jogos. Muito
bem, pode ser que Fluminense e Goias vão tirar pontos delas; espero que
isso acontece, claro.

Mas é outro tanto seguro que
um time [ Palmeiras ] que entre a 27^ e a 31^ rodada conseguiu fazer 6
mesquinhos pontos sobre 15 disponíveis tenha condição de ganhar as
últimas partidas?

Saudações alviverdes.