Bagatelas 22/12/2008: de cá

Bagatelas de cá…
Por Oberdan Fiume

Quando tudo parecia que caminhava para o retorno trágico das forças que
dominaram o Palmeiras durante doze anos e deixaram o clube como terra arrasada, parece que há algo novo no ar e não são os avioes da Azul.

Com 8 anos de atraso fala-se no clube, finalmente, em Beluzzo Presidente, num chapão modernizador.

-x-x-x-

Ainda que ele tenha errado na estratégia política adotada nas últimas votações é impossível renovar e melhorar a direção alviverde sem a presença de Paulo Nobre.

-x-x-x-

Fala-se que não foi por acaso a limpa geral no elenco do time. Pelo jeito foi tudo planejado. Implodiram a igrejinha, ainda que dê trabalho começar tudo de novo.

-x-x-x-

Palavra de quem sabe; no começo de janeiro começa, com força total, a obra da arena.

-x-x-x-

Parece brincadeira, mas ordens taxativas da Federação Bochofila (percebam que não foi a FIFA):
“Se o Palmeiras começar o campeonato de bochas em sua canchas – embaixo da arquibancada – terá que jogar nelas até o fim, em outubro, ainda que com isso atrase as obras da arena”.

Para evitar mais uma dor de cabeça o Palmeiras vai mandar os jogos nas canchas do C.R.Tietê.


*Bagatelas é uma nova coluna do 3VV. Do italiano “bagatella” (ninharia)
nessas férias a seção irá ao ar toda segunda-feira para falar sobre as mesquinharias, as baixezas, as coisas sem valor
do
mundo do futebol. Sempre com uma pitada de veneno e com a corneta
embaixo do braço, pronto prá berrar.  Os personagens centrais são Oberdan Fiume, e Cáspite Rossi
Cairo
. Este, diretamente de Napoles.