Categorias
Drops

DROPS 01/12/08: Palmeiras, Marcão e olhando o Jardim do Vizinho

Por Vicente Criscio; colaborou Luciano Pasqualini

PALMEIRAS NO LANCENET

O site Lancenet, do jornal Lance! publicou matéria hoje com o título Verdão perto da melhor campanha neste século.

O jornal afirma que “Mesmo sem o título do Campeonato Brasileiro, Verdão pode ter ótimo ano”.

Trechos da matéria:


Quando o ano começou, o objetivo era um título e ficar entre os
melhores no Brasileiro. Conquistamos um título e estamos próximos da
Libertadores. Está dentro do planejado – afirmou o diretor de futebol
do Alviverde, Genaro Marino.

Mesmo contentes com a situação, os dirigentes sabem que o Palmeiras poderia ter evoluído ainda mais.


Temos um sentimento amargo por não ter feito um papel tão bom no
Brasileiro. Foi um ano de transição. Ano que vem, podemos fazer melhor.
Vai ser uma temporada de crescimento – analisou Genaro.

MARCOS 3o NO MUNDO

Luis Filipe Fabiani enviou essa. O goleiro Marcos está em terceiro na votação de jogador mais popular do mundo.

Veja no link http://esportes.terra.com.br/futebol/brasileiro/2008/interna/0,,OI3365187-EI11421,00-Marcos+bate+Ceni+e+e+o+mais+popular+do+mundo.html.

OLHANDO O JARDIM DO VIZINHO

Estamos
no final do Campeonato e temos sempre alguém da imprensa falando mal da
nossa grama. Hora ela é curta, hora ela é longa, e tem hora que dizem
que a gente não paga o jardineiro.

Nada como dar uma olhada então no jardim dos vizinhos. Por exemplo, o vizinho da nossa Academia.

O atual Presidente do clube era o Presidente em 1990 quando levou o São Paulo para a segunda divisão do Paulista.

Político
que gosta de jogar na “fronteira” (o termo melhor vem do inglês “border
line”), seus desafetos afirmam que quando estava na “oposição” teria
ligado algumas vezes para redações dos jornais usando codinomes para
não ser identificado, e passava documentos que comprometiam quem estava
no poder [ essa afirmação saiu na Folha de São Paulo deste domingo ].

Voltou
ao poder pelas mãos do falecido Marcelo Portugal Gouveia e aproveitou
um bom momento para fazer a virada de mesa ampliando o próprio mandato
para 3 anos.

OLHANDO O JARDIM DO VIZINHO ii

Ainda
sobre o vizinho de CT, há informações de que o clube fechará 2008 com
déficit. Isso teria aberto um espaço para a imprensa ouvir a oposição
[sim, ela existe].

O clube sempre usou o artifício da venda de 1
ou 2 jogadores para fechar positivo [ alguém já leu os posts do Luis
Fernando Tredinnick? ] mas o que aconteceu em 2008 ? Além da retração
do mercado, dificultando as vendas, o clube também arrecadou muito
pouco nas últimas transações. E mais: os conselheiros teriam percebido
que os empresários estão com a a maior parte dos direitos federativos
dos jogadores mais importantes (Sondas, Figger e até a Traffic).

Estes conselheiros agora estariam se perguntando como esses empresários ganharam tamanho espaço na atual gestão.

A Folha de São Paulo de ontem levanta a tese de “suspeita de comissões generosas a um ou outro empresário “.

Um
outro conselheiro, próximo a Aurélio Miguel, disse ao blog do Paulinho
que há suspeitas de equívocos [também] nos balanços anteriores. Segundo
ele transações com atletas estariam mal explicadas.

OLHANDO O JARDIM DO VIZINHO iii

Quer
outra? Aí vai: a oposição do referido vizinho se preocupa com o fato do
seu principal cartola adotar um estilo semelhante a Eurico Miranda,
interferindo em escalações diretamente nos vestiários, e distribuir
dinheiro vivo como premiação, sem política definida, sem valor
estipulado.

Por exemplo, já há quem possa perguntar se há qualquer controle fiscal a respeito disso.

O
prêmio de 1 milhão pago ao jogadores do Vitória para vencerem o Grêmio
também é motivo de questionamento. De que forma estes valores teriam
sido registrados no caixa do clube?

Em qualquer empresa sabemos que a informalidade é uma porta perigosa para desvios.

Amanhã tem mais…

Saudações Alviverdes!