Categorias
Direto da Fonte

Jeci analisa as críticas

Da Redação do 3VV; Crédito para a imagem: Fabio Menotti
 
Se não acontecer nenhuma mudança, o zagueiro Jéci será o titular do
Palmeiras na partida deste domingo, contra o Botafogo. Nesta sexta-
feira, ele treinou novamente na equipe principal e poderá ser a
principal novidade no duelo que vale a vaga para a Copa Libertadores.
 

“Estou me sentindo muito bem, confiante e preparado. É um jogo que
vale o futuro do Palmeiras na próxima temporada e todos nós temos
consciência de quanto é importante essa classificação”, disse, em
entrevista coletiva.

O defensor falou sobre as críticas que recebeu durante o ano e
divergiu quando perguntado se a culpa foi somente na defesa no
período em que o time passou por dificuldades na competição.
 

“Em alguns momentos eu achei que as críticas foram válidas, mas em
outros achei que não foram justas. Quando acontecia alguma coisa ou o
time perdia, a culpa era sempre da defesa. Não pode ver o futebol
somente dessa forma. Eu entrei num período em que a equipe passa por
uns transformação.”

Com contrato até dezembro de 2009, Jéci acha que tem perfil para ser
um dos líderes da equipe na próxima temporada.

“Eu tive uma história muito bonita no Coritiba. Fui muito bem lá,
era o capitão do time. Aqui, tive algumas dificuldades e depois veio
uma grave lesão. Mas, na minha consciência, sei que tenho condições
para permanecer e melhorar.”

O jogador considera a partida deste domingo como um diferencial para
a sua continuidade no Verdão. “Particularmente é um jogo especial,
pois a última impressão é a que fica. É uma decisão para o Palmeiras
e estou totalmente concentrado para fazer uma grande partida.”

Jéci também concordou com os outros companheiros ao dizer que o grupo
atual do Palmeiras merecia um algo a mais na temporada.

“O clube foi campeão e pode encerrar o ano com a dignidade de
conseguir a vaga para a Libertadores. Mas, pelos atletas que estão
aqui, merecíamos mais. Esse grupo merecia ficar marcado com o título
do Brasileirão, pois existe muita união. Vai deixar saudade”,
destacou.