Categorias
Italiano

LEGA CALCIO: 16^ Giornata: Juve é a candidata a barrar maré Interista

Por Carmine Pacielo*
Crédito para as imagens: Corriere della Sera
   
>> O desafio entre Juventus e Milan, dois times que juntos somam nove Copas dos Campeões e 44 títulos nacionais, devia definir o time anti-Inter. E a 16^ rodada de campeonato evidenciou que a alternativa à couraçada interista se chama Juventus! Provavelmente o neo adquirido Thiago Silva (que ficará parado por 6 meses para estudar o idioma e o futebol italiano enquanto seria mais útil na zaga rosso-nera visto a deficiência do reparto) se assustou no ver em direita como o Milan foi destruído pela Juve que, como profetizei na última coluna, ganhou na base da força física, da correria, da força, da espessura, em fim da “fome” de vencer.

>> O Milan tentou com o seu refinado controle da bola ganhar o match mas a ausência de Kaká, o seu jogador indispensável, e de Gattuso que, operado só volta em 6 meses, foi determinante. Sim, o Milan tem qualidade mas limitada à autonomia de jogadores inapresentáveis como o ex-puma (melhor seria dizer gato pelado) Emerson, atropelado pela intrepidez de Sissoko e Marchisio. Ronaldinho procurou enfrentar a maré bianco-nera mas apagou-se durante o jogo. Mas a Juve também é Juve sem Buffon e Poulsen, sem Zanetti e Trezeguet, sem Camoranesi e Tiago. Entao gabando-se de uma organização coletiva quase perfeita não se intimidou mesmo com a ausência de jogadores importantes. O que acontecerá quando estiver à disposição de Ranieri esses jogadores? Quanto mais forte será essa Juventus?

>> Um gol de Vucinic ao 90° permitiu à Roma conseguir a 7^ vitoria consecutiva contra um Cagliari que, até o minuto 70 vencia por 2×1. Evidentemente a Roma, que teve várias ausências como Aquilani, Doni, Pizzarro, Brighi, Tonetto e Taddei ressentiu-se do cansaço da rodada da Champions League. Porém é preciso dar os justos merecimentos ao Cagliari que demonstrou ser uma boa equipe e de estar com um preparo físico ótimo, como testemunham as 3 vitórias e o empate obtidos nos últimos 4 jogos.

>> Assim depois da rede n° 170 na serie A de Totti o time insular empatou com uma cobrança de falta de Daniele Conti, filho de Bruno, o ala direita da Itália 1982, atual diretor da Roma e depois passou em vantagem com o brasileiro Jeda que fuzilou o também brasileiro Artur, ex-goleiro do Cruzeiro (também o 3° goleiro da Roma é brazuca: trate-se de Julio Sergio Bertagnoli, ex Santos e Juventude). No final o grande temperamento dos giallo-rossi produziu o empate com Perrotta e por fim a suspirada rede da vitória do avante montenegrino, que por sinal até aquele momento havia errado todo e por isso havia tomado as vaias dos torcedores, e que manifestou a sua satisfação com um streap-tease à la Cassano indo a exultar em cuecas debaixo da curva sul dos ultras.

>>Dito do Napoli que atropelando (3×0) o Lecce e consolida o 3° lugar empatado com o Milan. Vale lembrar que a troca de técnico no Torino não deu o resultado esperado: a estréia de Novellino foi péssima, 5×2 a favor do Bolonha que ganhou pela primeira vez os 3 pontos sob a guia de Mihajlovic. O velho Toro (time que está no coração de todos os italianos por seu glorioso passado e pelo trágico fim devido a queda do avião em 1949) está arruinado e deve fortalecer o elenco que é muito fraco. Entre os atletas cogitados parece que foi procurado também Elder Granja.

>>Os antigos latinos diziam: ”Audax fortuna iuvat” ou seja a boa sorte premia os ousados: Mourinho arriscou e conseguiu o 7° sucesso consecutivo (4×2) contra o lanterna Chievo que chegou a empatar depois do 2×0 inicial a favor dos “interisti”. Faltando 25 minutes Mourinho colocou Balotelli e Figo como alas e trocou o cansado Obinna por Crespo para fazer dupla com Ibra como centrais de ataque: um 4/2/4 desinibido e garibaldino que os espectadores apreciaram muito.
PS.: nota pro Dunga, ótima escolha aquela de Maicon, mas não seria também apreciável ter sob observação o outro lateral da Inter? Acho que Maxwell merece ter uma oportunidade na Seleção.

>>Mas também num oásis feliz existem os aborrecimentos, ou melhor, parafraseando Saddam, a mãe de todos os sarilhos: Adriano! Minha sensação é que estamos próximos ao adeus da Inter. Oficialmente o jogador, infortunado, partiu pelo Brasil por tratar-se e com data de volta fixada para o 2 de janeiro. Mas os sinais de uma provável separação são vários: dos SOS lançados por Drogba que, em baixa com Scolari, entende alcançar o Maestro em Milão; às declarações do mesmo Mourinho que considerando a situação delicada não vai se opor se o jogador manifestar a intenção de ir embora. Leio que Adriano é pretendido pelo Flamengo mas a solução européia é a mais praticável: uma troca com Drogba com a bençao de Scolari; ou, porque não, uma hipótese com Manchester City para fazer dupla com Robinho.

Uma resposta em “LEGA CALCIO: 16^ Giornata: Juve é a candidata a barrar maré Interista”

Depois da vitoria em Bergamo a Juve continua nos calcanhares da Inter.
Forza Juve !
Me desculpe querido Felipão.. mas dessa vez torço p. vc ficar pelas oitavas da Champions

Os comentários estão desativados.