Categorias
Direto da Fonte

Marcos iguala recorde

Da Redação do 3VV; crédito para a imagem: Fabio Menotti

O goleiro Marcos igualou neste domingo (30), contra o Vitória, o seu
recorde pessoal de jogos numa mesma temporada: ele chegou a 59
partidas no ano, mesmo número atingido em 1999. Se atuar contra o
Botafogo, vai atingir 60 jogos na temporada, maior número nos seus 16
anos de Palmeiras.
  

Há praticamente 10 anos, Marcos iniciou uma trajetória de sucesso no
gol do Verdão. Ele já havia sido titular por 14 jogos em 1996, mas
foi em 1999 que o então camisa 12 virou ‘Santo’ e se consagrou como
ídolo da torcida.
  

“Naquele ano, tudo aconteceu muito rápido. Comecei os primeiros jogos
da temporada como titular, voltei para o banco e assumi a posição de
vez com a lesão do Velloso. Não queria que tivesse sido daquela
maneira, mas eu agarrei a oportunidade para não sair mais do time”,
recorda o atual capitão palmeirense.

Marcos assumiu de vez o posto exatamente no primeiro jogo das Quartas-
de-Final da Copa Libertadores, contra o Corinthians. O Verdão venceu
por 2×0.

“Eu sabia que não podia falhar. O Palmeiras tinha muitos goleiros de
nível. Uns mais experientes, casos do Velloso e do Sérgio, e outros
também surgindo. Era a minha verdadeira oportunidade e o Carlão
[Pracidelli, preparador de goleiros] me deu muita confiança. Senti um
frio na barriga, mas entrei em campo bastante tranqüilo.”

O fato de ter atingindo o maior número de jogos numa mesma temporada,
quase dez anos depois, faz com que Marcos acredite na continuidade.

“Poucos acreditavam no meu retorno. Eu mesmo achava difícil pelas
inúmeras lesões que tive nos últimos anos. Mas consegui dar a volta
por cima, fiz uma pré-temporada bastante eficiente e hoje estou aí.
Espero que continue assim, pois estou me sentindo muito bem.”

Feliz com o momento, Marcos acha que o Palmeiras pode manter o bom
momento se conseguir uma vaga na Copa Libertadores.

“É um objetivo e vai ser muito legal se o clube voltar a disputar a
Copa Libertadores. É uma competição diferente, o centro das atenções.
Se a gente conseguir a vaga, vamos entrar para brigar pelo título,
não tenho dúvida disso.”

O ídolo do Verdão, no entanto, faz uma ressalva. “Temos que manter os
pés-no-chão, trabalhar bastante durante a semana e entrar totalmente
concentrado contra o Botafogo. Não podemos entrar em campo achando
que já estamos garantidos. Precisamos fazer o nosso dever e buscar a
vitória.”