Categorias
Notícias

Passando a régua no STJD

Por Emerson Prebianchi.
 
Encerrado o Campeonato Brasileiro passamos a analisar o desempenho do STJD em relação aos julgamentos que envolveram partidas da SE Palmeiras, e com a “data máxima vênia” do Luis, vamos falar um pouco dos números do “tribunal”.

 
A SE Palmeiras teve durante as trinta e oito rodadas do Campeonato Brasileiro 26 (VINTE E SEIS!) partidas analisadas pelo STJD que acabaram em processo. Ou seja, pouco mais de 68% dos jogos do Verdão foram analisados pelos imparciais procuradores do STJD, dentre os quais encontram-se denúncias contra a SE Palmeiras e seus atletas, bem como contra os adversários.
 
Estão divididos da seguinte forma:

  • Sete partidas que geraram processos analisados pela Primeira Comissão Disciplinar de onde tivemos sete jogadores julgados com o seguinte resultado:
    • 3 absolvições;
    • 4 condenações.
    • A SE Palmeiras também foi julgada e condenada pelos auditores da Primeira Comissão.
  • Cinco partidas que geraram processos analisados pela Segunda Comissão Disciplinar de onde tivemos quatro atletas julgados. Resultado:
    • 3 absolvições;
    • 1 condenação;
    • Vanderlei Luxemburgo também foi julgado nessa comissão e absolvido.
  • Quatro partidas que geraram processos analisados pela Terceira Comissão Disciplinar de onde tivemos apenas um atleta julgado e absolvido. A SE Palmeiras também foi julgada e absolvida pelos auditores dessa comissão.
  • Seis partidas que geraram processos analisados pela Quarta Comissão Disciplinar de onde tivemos dois atletas julgados. Resultado:
    • 1 absolvição;
    • 1 condenação.
  • Já o Pleno do STJD analisou quatro recursos que envolveram a SE Palmeiras sendo que por três vezes a imparcial procuradoria recorreu de decisões favoráveis aos nossos atletas. Nesse caso tivemos:
    • Diego Souza teve sua pena revista, transformando uma absolvição em suspensão de uma partida;
    • Duas manutenções de decisão de primeiro grau;
    • Dois recursos interpostos pela SE Palmeiras de onde tivemos um indeferimento e uma diminuição de pena que representa vitória parcial do recurso.
  • Em números durante o Campeonato Brasileiro tivemos:
    • 7 atletas suspensos pelo STJD;
    • 8 absolvições.

Nas próximas semanas analisaremos cada comissão disciplinar de forma individual e citaremos caso a caso os julgamentos, seus resultados e implicações para o time, além de apontarmos os resultados do STJD em relação aos outro quatro melhores colocados do Campeonato Brasileiro.

***

Em tempo: a mudança repentina do árbitro Wagner Tardelli da partida de Brasília precisa ter a profunda e exaustiva apuração. Há declaração explícita do árbitro sobre uma gravação onde o jogo estaria sendo
negociado. E se há negociação, há duas partes envolvidas. Vamos acompanhar e cobrar respostas.

Saudações Alviverdes!

10 respostas em “Passando a régua no STJD”

Há muito tempo esse timinho sem-vergonha vem sendo embalado pelo oba-oba da mídia, graças principalmente ao nojento, mas eficiente, trabalho de marketing que desenvolvem. E, convenhamos, nesse particular, nem engatinhamos ainda.

A melhor maneira de superá-los, e calá-los, é derrotando-os dentro de campo. Este ano estivemos muito perto de conseguir, com o Paulistão e fazendo-os jogar no Palestra Itália.

Infelizmente, no episódio do gás, nossa diretoria foi muito frouxa, covarde. Saímos chamuscados e ainda tiram sarro da nossa cara.

No Brasileirão, nas duas vezes que jogamos contra elas, fomos incompetentes e as ressuscitamos no campeonato. Tivéssemos vencido o campeonato e elas estariam ladeira abaixo e as perspectivas para elas seriam sombrias em 2009. Dois anos sem títulos e fora da Libertadores, desaparecem da mídia. Agora, trabalhando nas “sombras”, talvez até se reforcem com bons jogadores a custo zero, como já anunciam.

Resta-nos torcer para que nossos dirigentes esqueçam as vaidades pessoais e sejam mais ágeis, eficientes, livre o time de um monte de sangue-de-barata e contrate jogadores com personalidade. E exija que o Luxemburgo faça jus ao salário.

Abraço palmeirense.. Que 2009 seja bem melhor para todos nós.

Marcos, a gente tem que ter paciência. Vai levar algum tempo para mudar esse comportamento da mídia. Mas a Diretoria e a nossa Assessoria de IMprensa precisam de impor um pouco mais.

Abs

Já estou de saco cheio de ouvir baboseiras dos Bambi e ficar quieto. Hj na Transamérica Esportes ouvi um dos comentaristas dizendo: ” Os diregentes do Saõ Paulo não fariam isso, não fariam aquilo, etc.”, ou seja, se fosse o Palmeiras iriam falar: “Tem que abrir processo e descobrir o culpado, etc e tal”. Não existe mecanismos para entrarmos com algum tipo de ação para averiguação das arbitragens em relação ao São Paulo?
Procuro ser sempre honesto comigo e com os outros e fico muito mal quando “vejo” falcatruas e não consigo fazer nada para o bem da verdade…
Abraços,

Yuri, a foto ficou enorme… e convenhamos que o Emerson não é nada fotogênico (rsrsrs)… já retirei e pedi para o desenvolvedor diminuir.

Abraços,

Eduardo, também pensei nisso. Mas é complicado, a mobilização teria que ser muito grande. Talvez com os patrocinadores da camisa…

Uma dúvida off topic: você é parente do Paulo Henrique Franceschini?

Abraços,

Pelo andar da carruagem, plagiando o Alberto, vão encontrar sim o culpado, algum torcedor fantasma de alguma organizada e abafar o caso.
Hoje ouvi pelo rádio o Mauro Beting dizer,mais ou menos assim, que outros clubes precisam aprender a fazer parcerias como o sp faz.
No momento não tinha como entrar em contato , mas gostaria de saber a quais parcerias ele se referiu, parceiras com stjd ? com procuradors ? com arbitragem ? com federações ? com envelopes ?
Parcerias boas muitos times têm, ou não sei mais o que é parceria.
Abraços
Mi

Enquanto os cães ladram, a carruagem cor-de-rosa Leonor passa… Se não investigaram direito aquela palhaçada de 2005, imagine agora, quando a acusação parte do nosso grande e inteligentíssimo conselheiro Marco Polo del Nero, um verdadeiro 007 em termos de investigações criminais. Quem vai arrumar prova de quê? Vamos parar de nos iludir. Nada vai dar em nada, como sempre. E enquanto isso… a carruagem…

Fala Vicente,
Estive pensando qual melhor forma que teríamos para protestar sobre a forma como o campeonato brasileiro deste ano foi decidido fora das quatro linhas. Acho que devemos, por amor ao futebol, tomar alguma atitude. Não tive alguma brilhante idéia, mas pensei em algo: o que acha de fazer uma campanha de cancelamento dos pacotes de pay-per-view. Afinal de contas, de que adianta pagarmos algo, cujo final já está decicido. Pense nisso. Como disse, não é uma brilhante idéia, mas fica a sugestão.
Saudações,
Eduardo

Correr atrás do caso do suborno/show da madonna.

E também seria interessante saber o número (pelo menos total) dos outros times no campeonato.

E diminuir a foto é uma boa idéia.

Os comentários estão desativados.