Categorias
Resenha dos Jogos

2009: Aqui é Palestra!

Por Danilo Cersosimo

No post de hoje vamos dar uma folga para a arbitragem e falar um pouco de Palmeiras – semana que vem teremos um post especial sobre a arbitragem no Campeonato Paulista 2009.

***

Já há algum tempo venho querendo falar um pouco da auto-estima do Palmeirense, especialmente porque naquele fase final do Brasileirão 2008 a “deprê” parece ter tomado conta de todo mundo – e aí, quando o Palmeirense é tomado por essa sensação sai de baixo!

Frequento fóruns, listas de torcedores, de sócios do clube, leio os sites da Mídia Palestrina, etc e em inúmeros momentos me deparei com frases e sentimentos no mínimo infelizes… vamos então falar um pouco disso.

“Tem que coisas que só acontecem com o Palmeiras”: desculpem amigos, mas tem coisas que só acontecem com o Botafogo.

Por favor, não vamos nos auto-impingir uma imagem ultra-hardyana de que nada dá certo pra nós. Sabemos que algumas coisas infelizes ocorridas com nosso clube são fruto do descaso que imperou no clube por quase 30 anos – com exceção do período Parmalat – e não uma incapacidade crônica encravada em nosso DNA…

“Eles foram campeões mundiais e nós temos um fax da FIFA”: aos que realmente acreditam que o Palmeiras só tem um fax, lamento. Somos Campeões Mundiais e quer a FIFA queira ou não sempre fui e sempre serei campeão mundial de futebol do ano de 1951. Há anos tenho um poster na minha casa com os dizeres – “Palmeiras, Campeão Mundial – Copa Rio 1951”.

Se a mídia e o próprio clube não valorizam a conquista, lamento! Eu valorizo o suor daqueles que ganharam um dos mais importantes e dificeis campeonatos mundiais interclubes! Ou ganhar do Raja Casablanca com bola que não entrou e do Vasco nos penaltis é mais importante? Ou vencer o Al-Nasser do Egito no sufoco e bater o time misto do Liverpool é mais importante?

Sem dúvida são mais recentes e o brasileiro tende a valorizar o que é mais recente, por essa infeliz mania de não valorizar o passado, mas acreditem: fossem os nossos rivais os vencedores da Copa Rio em 1951 e o tratamento – inclusive por parte de alguns palmeirenses – seria diferente…

Somos Octa!: há algumas semanas debateu-se no 3VV a questão do reconhecimento dos títulos brasileiros conquistados pelo Palmeiras nos anos 60 – muitos palmeirenses se puseram contrários, per inúmeras razões.

Eu sou totalmente a favor, e, diga-se de passagem, há anos bato nessa tecla!

E mais uma vez acho que não precisamos da CBF para reconhecer o título, como não precisamos da FIFA na questão do Mundial – o Palmeiras foi Campeão Brasileiro 8 vezes e ponto final! 1960, 1967 (Taça Brasil e Robertão), 1969, 1972, 1973, 1993 e 1994.

Desculpem, mas esse carnaval todo pelo hexa dos rivais pra nós não deveria incomodar: já o fomos há quase 40 anos! Eles estão chegando agora!

Entretanto, querer reconhecer as glórias do passado não significa abrir mão da ambição de novas conquistas no presente e no futuro! Temos que cobrar uma gestão competitiva, que nos traga mais e novos títulos, mas olhar para as glórias do passado com ar blasé é injusto com a nossa própria história.

Novamente faço uso da comparação aos rivais: será que é porque o Corinthians estava numa fila danada e não ganhava nada e porque o SPFW mal existia e também não vencia que os campeonatos disputados entre 1959 e 1970 nada valem?

Do jeito que a imprensa lap-top moderninha-que-sabe-tudo-do-Arsenal-mas-nunca-foi-ao-Pacaembu é adestrada, daqui a pouco vamos acreditar que o futebol brasileiro começou em 1971…

O “Paulistinha” não vale nada… os Nacionais dos anos 60 não valem nada… é justo com o Santos de Pelé, Zito, Coutinho e cia? É justo com o Cruzeiro de Tostão? Com o Palmeiras de Dudu, Ademir e da Eterna Academia?

***

Eu sou 24 vezes Campeão Paulista, 8 vezes Campeão Brasileiro, 1 vez Campeão da Libertadores e 1 vez Campeão Mundial, porque Aqui é Palestra!!

***

Acredito que os caminhos para novas glórias poderão se abrir novamente com a eleição do Professor Belluzzo – estou muito feliz com sua indicação e espero que os conselheiros votem com consciência naquele que nunca teve seus interesses acima dos interesses do Palmeiras.

Forza Palestra! Boa Sorte Belluzzo!

20 respostas em “2009: Aqui é Palestra!”

Amigos,é isso aí, não precisamos de chancela!

O que precisamos é que clube e torcida encarnem esse verdadeiro espírito vencedor de um clube que já foi 10 vezes campeão nacional!

Tem que começar pelo próprio clube!

FILARDI e demais: eu considero 8 Brasileiros + 1 Copa do Brasil + 1 Copa dos Campeoes. No total sao 10 títulos, mas só a 8 deles eu daria o peso de campeonato Brasileiro… mas enfim, é uma questão a ser debatida.

Dossiê 1951: Eu tenho o dossiê comigo, acho que o Jota também tem – trata-se de material muito bem elaborado. Infelizmente creio que não podemos reproduzi-lo, mas sem dúvida o clube poderia fazê-lo!

Obrigado pelos comentários! Sempre que nosso espaço de arbitragem der uma brecha podemos voltar a esses temas!

Abraço
Danilo Cersosimo

Concordo com os colegas que afirmaram que o que importa, muito mais do que o “nome” do título, é contra quem e qual a disposição desse adversário na disputa.
Excelente, também, a idéia de serem feitos e vendidos livros ou revistas contando a história de nossas lutas e conquistas. Ao contrário de outros times, que só tem “passado” no hino, NÓS TEMOS UM PASSADO E NÃO PODEMOS ESQUECÊ-LO.

Aliás, muito me surpreendi com o apoio maciço nessa postagem com relação ao reconhecimento dos títulos nacionais. Afinal, quase fui linchado no outro 3VV pela maioria que comentou só porque eu disse que não me importava com as nomeclaturas da CBF e da Fifa.

Abraços!

Danilo, você deve ter se identificado comigo então no antigo 3VV quando ocorreu o debate sobre os Brasileiros. Afinal, eu defendia que não precisamos da CBF reconhecendo esse ou aquele título. Temos a história e os troféus a nosso favor, quer queiram, quer não. E estou com o Caio FIlardi: somos DECA-CAMPEÕES NACIONAIS e não preciso que ninguém me diga isso, porque EU SEI e todos nós deveríamos saber, com ou sem “reconhecimento”!

Ademais, excelente seu texto. Ainda estou um pouco desconfiado com esse time, mas acredito na diretoria e, principalmente, na força do PALMEIRAS. Veremos!

Pessoal, a história do Palmeiras está aí.Não precisamos de aprovação ou chancela de ninguém para confirmá-la.O verdão é o campeão do século e ponto.Ninguém tira isso.

Acho que devemos todos os problemas que temos hoje sim,ao período que o Mustafá esteve no poder.Se ele tivesse aproveitado o período glorioso da Parmalat para estruturar e profissionalizar o futebol,hoje, sem dúvida alguma,seríamos o maior clube da América.E a nossa categoria de base,como estaria ,se tivesse seguido os projetos que o Brunoro tinha na época?

Não esqueçamos que o nosso atual presidente era da ala daquela figura nefasta.Portanto,ajudou a afundar o Palmeiras.E muito do que temos de problema nesta gestão é por culpa da omissão dele.
Mas passado é passado.Não volta mais.
Se o prof.Beluzzo vencer a eleição próxima,desde que tenha total força e liberdade para agir e colocar seus planos em prática,o Palmeiras voltará a olhar para o futuro novamente.

Acho que precisamos de um novo técnico ,o denorex q está aí é muito fraco.

Pessoal, em dois dias o 3VV tirou 11 pontos percentuais do blig do Flávio Gomes.Temos mais alguns dias apenas para tirar a pequena diferença que resta e colocar o 3VV em primeiro.Vamos fazer campanha e mostrar qual é realmente a torcida mais ativa e vibrante do Brasil.
Não esqueçam que o Palmeiras é órfão de imprensa isenta e séria.O 3VV, junto com outros blogs sérios sobre o Palmeiras,é a única fonte de notícia com credibilidade que temos.
Colocar o 3VV em primeiro ,é mais uma forma de mostrarmos nossa força e nosso protesto contra a mídia parcial que está aí.

Abs

Maravilhoso texto! Parabébs Daniel. Permitam-me discordar somente sobre uma coisa. Não somos Octa, somos DECA-CAMPEÕES NACIONAIS. Temos 10 títulos nacionais. São eles: Taça Brasil 1960 e 1967; Roberto G.Pedrosa 1967 e 1969; C.Brasileiro 1972, 1973, 1993 e 1994; Copa do Brasil 1998; e Copa dos Campeões 2000. Repito, somos DECA CAMPEÕES NACIONAIS. Abs à todos.

Belo texto!
E pessoal, vamos votar no 3vv la no best blogs, faltam só 100 votos pra passar o Flavio Gomes, vamos deixar o cara que falou que o Palmeiras é a Portuguesa da Zona Oeste ganhar a votaçao?!
Aqui é Palestra!

Concordo com 99% do que foi dito, mas acrescentaria o seguinte:

(1) Não dá pra “debitar” integralmente algumas bolas foras lamentáveis dos últimos 4 anos ao período Mustafiano. Obviamente poderíamos estar em outro patamar caso essa época negra tivesse sido diferente, mas ainda assim, a atual diretoria fez muitas trapalhadas – o que foi inclusive suficiente pra ressuscitar essa corja que chegamos a considerar morta e enterrada logo após a aprovação da Arena…

(2) Eu particularmente fui tomado por esse sentimento “deprê” que o Danilo citou, e de maneira bem intensa. E não foi a perda do campeonato em si que causou isso – eu cresci durante a fila dos 17 anos e aprendi muito bem a superar derrotas DENTRO DE CAMPO sem esmorecer. Alguns dos fatos que contribuíram para esse sentimento:

– a constatação de que o time do Jd Leonor reina absoluto e sem adversários nos bastidores. O Palmeiras e outras partes interessadas deram exemplo de omissão e fraqueza. Obviamente eles tiveram algum mérito dentro de campo, mas a influência nos bastidores foi patente e mais uma vez decisiva. Desde que descobri a mídia palestrina, imploro nos fóruns de discussão para que nossa diretoria jogue o mesmo jogo de bastidores que eles, fazendo pressão PREVENTIVA. O Belluzzo descreveu brilhantemente naquela entrevista à Rádio Bandeirantes os mecanismos de pressão que eles usam (entrevista esta que foi imbecilmente desqualificada pelo Luxa no dia seguinte). Ao conseguirmos jogar a semi-final do Paulista na nossa casa, achei que as coisas estavam mudando, mas vi que estava errado. A maneira como o escândalo GRAVÍSSIMO dos ingressos NÃO foi exposto e apurado à exaustão foi outra grande demonstração de fraqueza de todos os adversários do Jd Leonor.

– as trapalhadas políticas do Della Monica e a conseqüente possibilidade da volta de Mustafá e companhia.

– a morosidade no projeto da Arena. Aparentemente as dificuldades burocráticas não foram corretamente levadas em consideração e um cronograma muito agressivo e otimista foi divulgado, colocando a expectativa da torcida lá em cima e dando munição para a imprensa questionar ainda mais a credibilidade do projeto. Eu ainda acredito, mas acho que o processo de comunicação sobre o projeto foi e está sendo mal conduzido.

Isso dito, a candidatura do Belluzzo foi um Prozac pra ajudar nessa depressão!!!

(3) Assim como o Danilo, eu me considero muito mais campeão mundial que a gambazada, com ou sem a chancela da FIFA. Não tenho esse pôster na minha casa, mas desde que meu pai me contou e principalmente que li sobre a Copa Rio numa Placar Especial nos anos 80, me orgulho demais de nossos feitos de 1951! Além disso, também não ignoro nossos feitos anteriores a 1971! Isso dito, acho que o “timing” de brigar pelo reconhecimento dessas glórias é um pouco infeliz. Sinceramente, eu preferiria exaltar nossas glórias passadas quando estivermos por cima, e não quando nossos adversários estão ganhando – parece oportunismo e fica mais difícil de convencer a opinião pública da validade dos argumentos. Se formos campeões brasileiros ou da Libertadores esse ano, aí sim acho que poderíamos vender melhor a nossa história (coisa que aliás deveria ter sido feita a muito tempo).

Um bom ano pra todos nós, e que…
– O Belluzzo vença a eleição
– Nossa diretoria resolva acordar e passar a fazer frente aos bambis nos bastidores
– O Luxemburgo seja enquadrado e passe a treinar o time com foco e dedicação
– Quaisquer conflitos de interesse do Luxa (jogadores do Iraty e similares) sejam filtrados por seus superiores
– A turma dos ingressos (Ebem e companhia) seja neutralizada na administração Belluzzo
– Consigamos formar uma base vencedora e que possa ser mantida por um bom tempo
– Dediquemos mais recursos as categorias de bases e revelemos mais jogadores novos nos próximos anos
– O projeto da Arena ande
– Nossas torcidas uniformizadas parem de ter agendas alheias aos interesses do time

Perfeito o seu texto. Muito bom mesmo. Eu não aguento tanta cornetagem por ai. Criticar as vezes é necessário mas tem palmeirenses que parecem que gostam quando o time perde para falarem: eu não disse , esse time é uma porcaria.
Abraço
Ps: por favor va até o goloboesporte.com e ensine aquele Roberto (blog do palmeiras) a fazer umblog de verdade

Ricardo uma ressalva, se não validarem os Robertões (trata-se na verdade de unificar, ja que este braisleirão ja teve 5 outros nomes, e por que não Robertão) seria cometida justiça ao Pelé, Djalma santos, Julinho, Tostão e outros ,não ao Ademir da Guia que , alem daqueles titulos, tb.~foi bi campeão brasileiro em 72/73

JOTA

Vicente, parabéns pelo texto. Excelente! É o que eu sempre disse sobre os Robertões e Taças Brasil: não seria injusto com todos aqueles grandes jogadores do passado, dentre eles Pelé e Ademir da Guia. Abs

Olha o palmeiras só perde para alguns adversários no marketing. Deveríamos oferecer livros com as conquistas, camisetas comemorativas, posters dos times campeões, etc… Recentemente fui visitar à Bombonera e deu vontade de chorar de raiva quando comparada a nossa “lojinha” do palestra itália. Lá se bobear, os caras vendem até as cuecas que o maradona usou em treino no Boca. Como publicitário e palmeirense fico com vergonha disso e do fato de nossos maiores rivais terem lojas vistosas em shoppings da capital e nós não. Tenho vergonha do marketing palmeirense!

Oxalá todos os palmeirenses pensassem assim, reconhecendo, valorizando e defendendo as conquistas do Palmeiras em todos os momentos e em todas as circunstâncias. Nossos títulos do passado serão sempre lembrados e embora a imprensa de hoje em dia não dê o valor merecido, está marcado na história tudo aquilo que o Palmeiras conquistou e representou e ainda representa no futebol brasileiro e mundial.

Saudações Alviverdes

Pô assino em baixo o que você muito bem escreveu !!

PQ AQUI É PALESTRA !!!

Danilo, o post foi excelente, e a expressão ‘imprensinha-que-sabe-tudo-do-arsenal’ simplesmente mostra o viés que há na imprensa hoje, que não quer esporte e tecnica, quer é glamour e numeros apenas. Enfim, com relação à nossa história, é necessário a valorizarmos, e isso não se faz pedindo reconhecimento às autoridades (embora isso faça parte do todo), mas sim mostrando aos publico que fomos campeoes, e qual o valor dessas conquistas. O Palmeiras deveria ter os materiais dessas conquistas em suas mãos, criar livros e DVDs que mostrassem isso à torcida para que as novas gerações conhecessem e as antigas matassem a saudade. Vale lembrar que aqui no site somos uns fanaticos que sabemos muito sobre o Verdão, mas o torcedor comum está distante de meandros e detalhes. Enfim, entendo que devemos massificar nossas campanhas passadas ao publico, mostrar como foram as conquistas, com que enfase nossos adversarios jogaram, qual tristes ficaram com as derrotas (não dá para apenas mostrar a capa da bairrista Gazeta Esportiva dizendo ‘Palmeiras Campeao; tem que mostrar como a imprensa pernambucana e o Nautico ficaram após a derrota na Taça brasil). Enfim, mostrar a todos que temos historia. Aliás, uma coisa que tentei mas nao consegui foi ver o tal dossiê enviado a FIFA. Esse, na minha opinião, deveria ser o primeiro ‘livro’ de nossa biblioteca. Deveriamos ter uma loja no estadio para vender essas coisas. Abraços a todos. Marcos

Sensacional esse seu post! Tirou as palavras da minha boca! Falou tudo o que a imprenssinha e os torcedores dos outros timinhos devem escutar!

Eu também sou 24 vezes Campeão Paulista, 8 vezes Campeão Brasileiro, 1 vez Campeão da Libertadores e 1 vez Campeão Mundial, porque Aqui é Palestra!!!

esse mundial de 51 a propria FIFA faz confusao primeiro reconheceu depois voltou atraz… ai anulou todos os mundias, colocando o mundial de verao(ganho pelos gambas) como primeiro mundial da FIFA…
POLITICAGEM PURA…. so pra dizer q na gestao dele iniciou o mundial de clubes…

mesma coisa com o brasileirao so politica…

o reconhecimento dos titulos nacionais eu acho mais facil de conseguir e so pressionar devidamente e consegue

Concordo plenamente.
Precisamos ter mais gente lutando por isso, pois é a nossa historia.
Parabens.

Bom dia. É isso avi Vincenzo, é por isso que somos o CAMPEÃO DO SÉCULO. Esse é o título que vale por todos.

Os comentários estão desativados.