Categorias
Notícias

Bola Dentro da Diretoria!

Iniciamos o ano com um alerta para os atletas, procuradores e empresários mal intencionados que há tempos tiram proveito da falta de profissionalismo dos clubes que quase sempre acabavam em desvantagem quando o atleta ou seu representante legal resolvia romper o contrato antes da data prevista para o encerramento sem que lhe fosse imposto qualquer ônus.

Pois bem, nesse inicio de ano a diretoria da SE Palmeiras já deixou claro que o profissionalismo chegou para ficar e que não há mais espaço para aproveitadores dentro de nossas dependências.

O zagueiro Deivid que despontou em 2007 como grande revelação e promissor atleta profissional depois de passear pelas seleções de base como atleta do verdão, acreditou, ou foi levado a acreditar por terceiros, que teria vida fácil ao tentar romper o contrato assinado com a SE Palmeiras para transferir-se para a Grécia sem a negociação com o clube com o qual tem contrato.

O imbróglio surgiu quando o atleta não compareceu na reapresentação, tendo a diretoria do clube tomado conhecimento de que ele estaria na Grécia acertando de forma individual sua transferência sem qualquer pagamento ao detentor de seus direitos federativos que é a SE Palmeiras.

Contudo, de forma acertada a SE Palmeiras já havia providenciado o registro de seu contrato de trabalho junto aos órgãos competentes da esfera desportiva brasileira e qualquer tentativa de transferência necessita da liberação do clube de modo que para que a tentativa de transferência tenha êxito, será necessária a liberação da SE Palmeiras e para isso deverá haver acerto de valores ou o pagamento da multa prevista pela quebra de contrato.

A absurda alegação de que o atleta houvera sido obrigado a assinar um contrato de gaveta caiu por terra quando o próprio procurador do atleta em entrevista ao jornal lance afirmou que assinou o contrato em conjunto com o atleta que acertou os valores de salário e concordou com as condições contratuais.

Deste modo ficou claro que os trabalhos tem sido feitos corretamente e não mais haverá espaço para mal intencionados no ambiente de trabalho palestrino, devendo o zagueiro assumir sua malfadada tentativa de transferência como fracassada com o retorno ao clube ou arcar com a multa pela quebra contratual e se ver livre para negociar com quem queira.

                                                         ******

As eleições estão chegando e independente de quem vença é a hora de se iniciar as tratativas entre situação e  oposição para a alteração do Estatuto do clube com as mudanças propostas, no nosso meio de ver, em momento inadequado no final do ano que passou.

A hora é agora, pois as duas correntes dentro do clube concordam que são necessárias mudanças em relação ao tempo de mandado presidencial e ao modo como são eleitos os conselheiros, de modo que é muito mais fácil que se acerte isso para que não tenhamos uma enxurrada de liminares depois de estabelecia a situação e a oposição.

Basta para isso que todos se mostrem dispostos a trabalhar em favor do clube, o que convenhamos naod everia ser tão dificil!

Saudações alviverdes, e um grande 2009 a todos os palestrinos!

4 respostas em “Bola Dentro da Diretoria!”

Não sei, não, se o Palmeiras vai se sair bem nessa. O jogador já conseguiu uma liminar na justiça do trabalho para se desvincular do clube. Espero que seja caçada antes dele assinar com outro clube.

Vicente gostaria de fazer um pedido
sera que poderia aumentar a fonte
sou muito ceguinho kkk
valeu

Vicente gostaria de fazer um pedido
sera que poderia aumentar a fonte
sou muito ceguinho kkk
valeu

O Cipullo foi ao Mesa Redonda mostrar tudo isso que vc escreveu, Vicente. Mostrou entrevistas do jogador ao LANCE! quando ele renovou o contrato (até 2010). E o Cipullo avisou que está sendo providenciado as medidas necessárias na Justiça Desportiva e Comum contra o jogador e o seu empresário. Agora sobre o resto, ele deu as devidas respostas às inverdades e “equívocos” da imprensa. Fora o Dalmo Pessoa que apareceu com um Balancete Financeiro do clube – onde o Cipullo alertou que aquilo não deveria estar nas mãos do jornalista – questionando sobre os investimentos e despesas do Palmeiras. E pergunto: até quando pessoas de dentro do clube repassam tais informações importantes e que só dizem respeito ao clube? Até porque, todo ano o Palmeiras e qualquer clube divulga o seu Balanço Patrimonial para que todos discutam eventualmente. Abs

Os comentários estão desativados.