Categorias
Direto da Fonte

Diego Souza e Lenny dão entrevista coletiva e falam em reviravolta

Da Assessoria de Imprensa

O meia Diego Souza e o atacante Lenny concederam entrevista coletiva
na manhã desta quinta-feira (08), em Atibaia, e afirmaram que a
temporada de 2009 tem tudo para ser diferente em relação à anterior.

“Eu reconheci que poderia ter ido melhor. Achei meu ano regular. Não
fui bem, nem mal. Alternei altos e baixos. Mas não tenho medo de
encarar novos desafios. Quero ter responsabilidade, pois me sinto
preparado para vôos maiores. Sonho com mais títulos e seleção
brasileira. Jogador que não tiver objetivo na vida, não chega a lugar
algum”, afirmou Diego Souza.

O jogador acredita que a pré-temporada que está sendo feita em
Atibaia pode fazer com que ele tenha um início de ano diferente.

“Em 2008, quando cheguei no Palmeiras, não participei da pré-
temporada com o restante do grupo. Fiquei muito tempo esperando um
desfecho nas negociações. Dessa vez, tenho treinado forte e me
preparando ao máximo para iniciar bem o Paulistão.”

Eleito o melhor meio-campista do último Campeonato Brasileiro, o
atual camisa 7 não acredita que o Verdão esteja abaixo em qualidade
se comparado com seus principais rivais.

“Todos os times se reforçaram bem, e o Palmeiras não foi diferente.
Os atletas que chegaram foram destaques em seus clubes, e os que
ficaram possuem qualidade e comprometimento. Acho que podemos iniciar
as duas competições do semestre, em especial a Libertadores, com
força.”

Já o atacante Lenny respondeu sobre as cobranças do técnico Vanderlei
Luxemburgo, que durante a semana pediu um futebol mais sério do
jogador.

“Eu encaro as palavras do Vanderlei com naturalidade, pois sei que
ele quer o melhor para mim. Estou amadurecendo e tenho consciência
que, dentro de campo, preciso evoluir bastante.”

Lenny entende que teve poucas oportunidades para mostrar o seu
verdadeiro futebol -foram 33 jogos com a camisa palmeirense, mas
apenas 3 como titular. “Fica difícil fazer uma avaliação sendo que eu
não tive uma seqüência. Quando isso acontecer, aí sim poderei dizer
alguma coisa.”

Segundo ele, a temporada de 2008 serviu para ele recuperar a forma
física e ganhar massa muscular. Agora, reconhece que precisa mostrar
o mesmo futebol dos tempos em que brilhou no Fluminense.

“Não esqueci de jogar futebol. Apesar da pouca idade, amadureci no
período em que fui para a Europa e sei que posso render muito mais.”