Categorias
Italiano

LEGA CALCIO: 19^ Giornata: rodada e o negócio do século

Por Carmine Paciello*

§ Foi uma dura e incansável batalha, sem exclusão de golpes: quintais de massa, peixe e carne e de doces sob forma de struffoli, zeppole e panettoni foram engolidos com a ajuda de bom vinho como o clássico Chianti, o superlativo Aglianico da minha região e o delicado Vermentino. O conflito me deixou heranças (uns 4 kg. a mais) que me agradam pouco mas a missão foi cumprida, como deveria ser. Triunfei!

§ Queridos amigos, brincadeiras à parte e com a certeza que o Palmeiras “work em progress” nos dará muitas alegrias. Será que a dupla K2 vai efetivamente concretizar-se? Bom seria também o Edmilson que viria como “libero” em uma defesa a 3; ótima escolha seria aquela do jovem Luiz Adriano, e excepcional seria Fred. Só lamento que o Verdão não tem um lateral direito de nível. Então por que não o argentino Ferrari do River Plate ou mesmo Cicinho que está em baixa na Roma? Volto com o comentário da rodada n° 19 com a qual terminou a 1^ fase, o círculo de ida do campeonato com o título, puramente simbólico, de campeão de inverno conquistado pela Inter.

§ Confirmado! A parada de Natal faz mal à continuidade do campeonato. Uma vez era o Napoli de Maradona & Cia. os quais tinham a síndrome do pós-Natal e na volta aos gramados eram sistematicamente derrotados. Agora é a vez da Inter: depois do fatigoso empate contra o Cagliari na Liga Calcio e a sofrida vitória contra o Genoa na Copa Itália (e hoje se joga a quarto de final contra a Roma) a Inter sofreu uma derrota humilhante frente a uma Atalanta que arquivou o processo em apenas 45 minutes de jogo. O time de Bergamo jogou com uma concentração incomum: foi veloz nas execução das jogadas e duro em combater o adversário. Além disso foi eficaz em fazer pressing sobre o meio-campo da Inter não deixando eles raciocinar. Foram fundamentais nessa tarefa Valdes e Ferreira Pinto que não concederam espaço a Maicon e Maxwell. O time foi apático e desorganizado, cometeram erros toscos como aquele de Maxwell que deu de presente a bola ao Floccari em ocasião do primeiro gol que comprometeu o jogo. Então o time parece ter uma deficiência atlética notável apesar de Mourinho sustentar que o problema não é físico mas sim mental, de concentração, de estímulos. Muito cedo saberemos se esse momento delicado é só um parentêse infeliz ou se será o início do fim.

§ Olho nele: Floccari. O calabrês Sergio Floccari (12/11/1981) é um centroavante “normolineo” (178 x 74) bastante técnico, rápido em finalizar, de boa impulsão e atitude de jogar em função do time. Um prospecto interessante sob observação do técnico Lippi pela Azzurra. Será com certeza o homem d’ouro do próximo mercado da Atalanta e já se fala se um forte interesse da Roma.

§ Sob os olhos do ator Daniel Craig, o 007 atualmente em carga, a Juve, empatando (1 x 1) com a Lazio perdeu a oportunidade de ir a -1 da Inter. Mas Ranieri deve estar contente pois na essência o seu time (sempre em emergência pelas ausências, desta vez sem Buffon, Camoranesi e Trezeguet) está vivo, com alto astral e com uma determinação enorme: parece um tubarão que “sente” o cheiro de sangue e se prepara a lançar-se sobre a presa. Certo, o objetivo é o “scudetto” mas estou convicto que o caminho da Juventus na Champions League não vai se parar frente ao Chelsea. Aliás pelo contrario, que Felipão se cuide pois acho que será eliminado. Alem disso é preciso destacar que a Juve jogava contra um adversário temível, uma Lazio que nos primeiros 30 minutos de jogo não permitiu aos bianco-neri de deixar o seu setor, um time que foi sempre perigoso com os lances verticais de Ledesma e Meghni, a habilidade de Pandev e Zarate em saltar o homem e a rapidez e o oportunismo de Rocchi.

§ Mas essa rodada será lembrada como o dia da “auase” despedida de Kaká. O jogo mesmo, que marcava o exordio caseiro de Beckham, passou em 2° ordem sendo forte o palpite que se assistiria ao último jogo de “Ricky” no Milan. Torcedores enfurecidos contra a Diretoria pois o suspeito era, depois da afirmação de “tio Fester” Galliani sobre a importância para um clube de ter uma boa saúde financeira, que o Milan queria vender o ídolo para sanear o deficit societário de 65 milhões de Euros. E, na verdade Berlusconi era persuadido em ceder o jogador.

§ 48 h. antes parecia tudo definido, tudo tristemente escrito, a chegada anunciada do eng. Bosco, pai e procurador do atleta era avaliada como a certeza ulterior do passe de adeus de Kaká: agora só faltava o selo da oficialização ou seja o consenso do jogador com a trasferência. Mas como Kaká decidiu ficar, a raiva e o desespero da multidão rosso-nera (com manifestações de protestos anunciadas) deram espaço a um Carnaval de alegria assim pouco frequente na sóbria cidade de Milano mas certamente justificável logo que um comunicado oficial do clube ratificou a permanência do craque no time.

§ Com todo o respeito a Kaká, que erro irremediável!

§ Em esses tempos de crise econômica e de duvidoso futuro, dizer NÃO a 108 ml. de € ou seja a 180 km. de notas de 50 € postas uma junto da outra chega a ser irreverente, irrenunciável e irritante. Dizer não a 108 ml. limpos, necessários ao Milan pois os ingleses estão dispostos a pagar de bolso próprio o prêmio de valorização aos bambis mais 15 ml. x ano x 5 = 75 ml de € de remuneração ao jogador significa simplesmente ver o negócio do século ir às putas!

§ Um negócio no qual todos poderiam sair satisfeitos: os ingleses com Kaká a fazer dupla com Robinho (e com Elano, Zabaleta, Hart, Jò, Thomas) e a fantasiar o City na elite dos clubes mundiais; o Milan com as dívidas colocadas a zero e ainda com dinheiro de sobra para fazer compras (Benzema, Adebajor, Torres) e o mesmo Kaká incentivado a entrar como protagonista na história do Manchester City assim como o foi no Milan.

§ Por outro lado acho que a escolha de coração de Kaká salvou principalmente o Milan da uma catástrofe enorme pois sem ele o time seria irremediavelmente enfraquecido e até incapaz de conseguir uma vaga na próxima Champions League.

Seja como for a nota positiva em tudo isso é que os bambis não ganham nada. Ótimo!

§ E vocês, amigos, quais considerações sobre esse assunto?

*Carmine Paciello escreve sempre às 4as feiras
no 3VV falando sobre o Campeonato Italiano e
o futebol europeu

2 respostas em “LEGA CALCIO: 19^ Giornata: rodada e o negócio do século”

Juve bobeou! Podia ter encostado muuuito na Inter!
E sobre o Kaká.. ótimo pro Milan, péssimo pros Bambis! hahaha!

Elas estavam todas contentes com o $$$ que iriam receber….. hahaha…… voltaram a realidade. No final ficaram tristes.

Os comentários estão desativados.