Categorias
Notícias

O dia em que o São Paulo foi rebaixado

A Revista Época chuta o balde e a vaca. A dica veio do colunista do 3VV, Emerson Prebianchi.

Com o título O DIA EM QUE O SÃO PAULO FOI REBAIXADO o jornalista André Fontenelle resgata a história da queda do São Paulo FC para a segunda divisão do Campeonato Paulista de 1990. E ainda por cima aponta um certo corporativismo da Federação Paulista de Futebol, que disse em seu site que o São Paulo tinha caído para depois desdizer o que disse.

Vale a pena ler. O link é http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI24813-15260,00-O+DIA+EM+QUE+O+SAO+PAULO+FOI+REBAIXADO.html.

Saudações Alviverdes!

8 respostas em “O dia em que o São Paulo foi rebaixado”

O mais engraçado é ver como elas ficam todas melindradas quando alguém fala mal delas…

Como um grande amigo corintiano (rival de respeito) disse um dia: a tradição do spfw é equivalente à do São Caetano.

Hahahaha! Entrem no link e vejam os comentários! “A globo é uma palhaça”. HAHAHAHAHA!!! Não é à toa que eles são uma piada! Se esforçam tanto!! E esse, de outro spfwino: “o fato de não querermos lembrar de todo o passado, é nosso direto”. Hahahahahaha! Pelamor!
Espero que o sujeito que escreveu essa matéria continue escrevendo sobre o futebol paulista, à despeito de ser um vascaíno que trabalha na Globo. Quantos jornalistas hoje em dia fogem da moda cor de rosa e escrevem contra elas?!

Diante desta redenção histórica, que insiste em ser excluída pela comunidade bambi dos anais, apenas gostaria de lembrar uma coisa importantíssima sobre o Campeonato de 1991: o Palmeiras foi eliminado pelos Bambis PELO SALDO DE GOLS, no qual a comparação foi entre os gols das meninas no Grupo AMARELO (coincidência ou não a cor, mas era a SEGUNDA DIVISÃO) e os gols do Palmeira no Grupo VERDE (coincidência ou não a cor, mas era a PRIMEIRA DIVISÃO). Ou seja, a PICARETAGEM chegou até nesse requinte de malandragem. Aí as meninas foram para a final e os gambás, COMO SEMPRE, arregaram.

Pessoal reparem no detalhe da matéria:
“no Morumbi com cerca de 200 torcedores” .
E ainda dizem que passaram o Palmeiras em torcida.
O SPFW não é time de massa.É time que tem torcida de ocasião.
Se tá bem eles aparecem,se não tá bem somem.
Eu não me lembro de ver o Palestra em 2002 com menos de 15 mil pessoas na época do rebaixamento.Aliás,acho que foi a época que a torcida mais apoiou o verdão.

Abraços.
PS.PALMEIRAS URGENTE BELUZZO PRESIDENTE.

Sensacional, Vicente!

Este era um tema que eu gostaria de fazer uma reportagem especial, mas agora nem precisa mais. Os fatos foram esclarecidos.

Chupa bambizada! hehehe!

Abração Vicente e AVANTE PALESTRA!

Vale lembrar que o regulamento dos campeonatos de 90 e 91 fora estipulado com antecedência, o que foi saudado como um grande avanço, à época. A mudança foi no meio da história, quando o São Paulo já estava rebaixado. Então o presidente das bibas disse, prá quem quisesse ouvir, que “elas” não ficariam sem disputar o título de 91 de jeito nenhum. E veio a virada de mesa. Diga-se de passagem, com a omissão criminosa de Palmeiras, Corinthians, Santos e demais clubes da Primeira Divisão.

Enfim uma matéria excelente de um jornalista que deu a cara pra bater. Parabéns ao André Fontenelle.
E os bambis continuam a ignorar o passado.. É, quem não tem um passado glorioso, desdenha.

Os comentários estão desativados.