Categorias
Direto da Fonte

Palmeiras mantém estrutura na Academia

Da Assessoria de Imprensa; Crédito para a imagem: Fabio Menotti
 
A saída do fisioterapeuta Nilton Petroni, o Filé, para o Santos, que
com ele levou alguns equipamentos de seu pertence, não vai fazer com
que a estrutura da Academia de Futebol perca em qualidade.

O clube já entrou em acordo com uma empresa multinacional, que vai
fornecer todos os equipamentos necessários voltados para a área de
fisioterapia e sistemas de avaliação de performance para atletas.

“Os equipamentos foram todos repostos”, afirmou o fisiologista do
clube, Cláudio Pavanelli, que vai além: “Já estamos em processo final
de análise para modernizarmos outros equipamentos que já existiam na
Academia de Futebol.”

Na última temporada, o departamento médico e de fisioterapia já havia
adquirido o Biodex, um dos equipamentos mais modernos do mundo. O
modelo de aparelho serve para identificar instantâneamente
desequilíbrios musculares e a força desenvolvida pelos grupos
musculares. O Biodex também avalia o desenvolvimento da resistência
através da fadiga, evitando assim problemas de contusão.

Filé – em contato com a assessoria de imprensa do Palmeiras, Filé
deixou claro que só deixou o clube por motivos particulares.

“O Palmeiras é um lugar fantástico para trabalhar. Era amigo de
todos, não tinha motivos para sair. Mas em razão de alguns
acontecimentos pessoais, precisei voltar para Santos. Foi uma questão
familiar. Tive uma conversa bastante franca com a diretoria e tenho
certeza que deixei as portas abertas. Só tenho o que agradecer”,
afirmou.

No departamento de fisioterapia, o Verdão continuará com o trabalho
do experiente José Rosan Júnior, profissional do clube desde 1992.
Mário Galdi Peixoto, então auxiliar de Filé, trabalhará ao lado de
Rosan, enquanto João Carlos Souza passa a ser o seu assistente.