Categorias
Meninos Eu Vi

Boa ideia!

Por Jota Christianini*

O debate entre os irmãos Piccolo seguia aceso, afinal de contas tinham chegado no ponto certo da nova caninha. O engenho em Pirassununga, funcionava bem, mas e o nome da pinga?
 

— Palmeiras gritou o mais novo, Caninha Palmeiras! Afinal somos todos palestrinos.
 

O mais velho retrucou.
 

— Sim, mas tem os corintianos da região, os palmeirenses são maioria, mas temos que respeitar os amigos.
 

— Falaremos que é por causa da cidade onde moramos.
 

— Éco! É o nome da nossa cidade, Santa Cruz das Palmeiras, e do nosso time, e pára de falar que somos palestrinos, para não dar colher de chá aos schifosos que forçaram a mudança de nome; agora somos tutti quanti parmerista e presta atenção que o jogo, lá no Rio, vai começar.
 

O rádio “tentava” sintonizar a onda curta da Rádio Nacional do Rio de Janeiro, já que a Panamericana não alcançava a cidade.
 

A voz do Oduvaldo Cozzi ia e vinha, metade pelo problema técnico e outra metade pela emoção do velho Cozzi que via nas camisas verdes a redenção do futebol brasileiro ultrajado no ano anterior, perdendo a copa do mundo para os uruguaios em pleno Maracanã.
 

Os irmãos Piccolo e também o Cozzi sabiam que aqui é Palmeiras e que agora a conversa era outra.
 

Silêncio na casa, até os vizinhos vinham escutar a transmissão e torcer juntos.
 

Perto do fim o som da rádio explode em toda Santa Cruz das Palmeiras.
 

— Goooollllll de Liminha, Gooollllllll do Palmeiras!
 

Alegria geral, mais uns minutos e o Cozzi, derrubando lágrimas, proclama.
 

— O futebol brasileiro é campeão do mundo, o Palmeiras é campeão do mundo.
 

Festa na casa dos Piccolos, festa a noite toda, o irmão mais novo é categorico:
 

— Mano! a nossa pinga vai ser PALMEIRAS 51, homenageamos tudo ao mesmo tempo; nossa cidade, nosso time e o título mundial.
 

Todos concordam não ha mais o que discutir e só mandar fazer o rotulo e começar vender.
 

Madrugada chegando, o irmão mais novo, muitas calabrezas acompanhadas com pinga com limão depois, comemora no meio da rua. O mais velho sentado na varanda pensa:
 

— Gostei do nome, PALMEIRAS 51, essa pinga vai vender muito, será exportada, vai ser a primeira do Brasil terceira bebida destilada mais vendida no mundo, vai ficar famosa, o engenho vai crescer, um dia aparecerá uns estrangeiros, talvez a Indústrias Muller de Bebidas. Compram tudo, provavelemnte mudarão o nome, quem sabe passem a chamar a caninha de Pirassununga, onde está nosso engenho, mas uma coisa eu reconheço, batizando a caninha com esse nome, meu irmão teve um BOA IDÉIA.
 

*Jota Christianini escreve todas as terças-feiras no 3VV,
sempre um causo que ele conta como o causo foi.

Crédito para a imagem: acervo Luciano Pasqualini

6 respostas em “Boa ideia!”

Boa jota , sou daqui de Pirassununga , e sou leitor desse site desde que era blog , e foi legal essa matéria.
Valeu . 1ºcampeao do MUNDO .

hehehe eu nunca sei se isso sao causos ou historia verdadeiras, mas fico com a segunda opcao! E olha que nunca bebi uma pinga…

Depois dessa, apreciarei mais a “caninha 51” hehehehe

Vivas ao nosso mundial!

Maravilhoso, Jota!!! Que causo sensacional! Parabéns! Palmeiras 51, uma boa idéia! 😉

Os comentários estão desativados.