Categorias
Direto da Fonte

Pierre nota 100

O jogo deste sábado (21), contra a Portuguesa, no Canindé, será de aalegria para Pierre: o volante vai completar o jogo de número 100 com a camisa do Palmeiras. No clube desde o início de 2007, o jogador superou as dificuldades iniciais e hoje já pode ser considerado um dos ídolos da equipe.

“Não sei se sou ídolo. Mas sou grato dia a dia pelo carinho que eu recebo dos torcedores e pelas coisas que eu conquistei nesses dois anos de Palmeiras. Aqui é minha casa. Tenho prazer quando venho treinar na Academia ou quando entro para jogar no Palestra Itália”, disse, emocionado.

Pierre, 27 anos, relembra que passou por dificuldades no Verdão. “No início de 2007, quando cheguei, estava em fase de adaptação e sofria o preconceito de não ter atuado num clube grande. Também falavam que eu era da ‘patota’ do Caio Júnior [ex-treinador], pois foi ele quem me trouxe do Paraná. Tudo aquilo machucou bastante, mas eu sempre fui forte para superar os obstáculos.”

Ainda em 2007, já adaptado, Pierre viu a venda das camisas número 5 deslancharem na loja oficial do clube. Era a terceira mais vendida, atrás apenas de Edmundo e Valdivia. A redenção maior, no entanto,
veio no ano seguinte, com o título do Paulistão.

“Naquela decisão contra a Ponte Preta, quando se aproximou o final do jogo, eu parecia estar vivendo um sonho. Não conseguia acreditar no que estava acontecendo, pois eu respirava a cada momento um título pelo Palmeiras. Hoje, posso dizer que estou na história.”

No mesmo ano, antes de ser campeão, Pierre relembra que rejeitou uma proposta do futebol turco em troca da estabilidade no Verdão.

“A proposta era muito boa, mas eu estava feliz no Palmeiras. Conversei com os dirigentes e, claro, com o Vanderlei Luxemburgo, que sugeriram que eu ficasse. Pensei bem e coloquei na cabeça que eu poderia ser feliz aqui. E a recompensa veio com o título do Campeonato Paulista.”

A felicidade de Pierre se misturou com tristeza em meados de 2008, quando o jogador perdeu um dos filhos recém-nascidos. A pequena Pietra, hoje com sete meses, resistiu e, assim como o pai, deu uma lição de como vencer na vida.

“Ela foi forte, assim como eu. A perda de um dos bebês foi bastante dolorosa. Ninguém pensa que isso vai acontecer um dia. Mas eu e minha esposa [Moema] sabíamos que a crença em Deus e a esperança
faria com que a Pietra resistisse. Nossa fé não foi em vão. Hoje, devo tudo a ela e à minha esposa.”

No seu terceiro ano de Palmeiras, Pierre projeta novos objetivos e o desejo de ir além. “O clube está com uma estrutura fantástica e um grupo de jogadores comprometidos. Estamos bem determinados e espero que essa união seja levada para dentro de campo. Podemos fazer de 2009 um ano muito positivo e certamente brigaremos por todos os títulos que vamos disputar.”

Dos 99 jogos de Pierre até então, 46 foram disputados em 2007, 46 em 2008 e 7 em 2009. Foram dois gols marcados, um contra o São Caetano, pelo Paulistão de 2008, e outro diante do Ipatinga, no Brasileiro do ano passado.

A diretoria do Palmeiras vai prestar uma homenagem ao jogador na partida do dia 28 de fevereiro, contra o Guarani, no estádio Palestra Itália.

4 respostas em “Pierre nota 100”

Primeiro Pierre, um baita volante.. não faz diferença apenas com seu futebol, mais tbm com sua raça e amor pelo Palmeiras. Mais do que merecida a homenagem a ele! Já o Bosco, não adianta pedir perdão, são as atitudes que mostram o que as pessoas são.. e essa atitude dele, já mostra tudo!

Erik, vi o link. O tal goleiro pode até pedir perdão. Mas a torcida palmeirense não vai perdoar. E ele leva 2 anos para falar no assunto? e só fala quando ele faz um jogo como titular? quer chamar a atenção…

Vicente, desculpe ter q falar de outro assunto justo num post tão legal como o do Pierre e sua importante marca no nosso Palmeiras. Mas essa daqui lembra aqueles negocios de cigano, já ouviu falar a cigana que por uma certa quantia ela te tras 2 pessoas que te odeiam e fazem ela pedir desculpas de joelho? pois bem.. não sei se é falência, chute no traseiro que ele vai levar ou mais uma jogada do pink e cerebro mas olha isso: http://blogdocosmerimoli.blog.uol.com.br/arch2009-02-15_2009-02-21.html#2009_02-20_00_26_47-135376829-0

Abraço Vicente.

Não existe nenhum jogador Brasileiro, na função de primeiro volante, que joga tanto qto o Pierre.
Esse ano vamos conquistar muito e com certeza o Pierre entra para a galeria de idolos eternos do Palestra.

Os comentários estão desativados.