Categorias
Arenas

Série Arenas Esportivas – Hospitalidade

Da Série Arenas Esportivas 
Recomendações e Exigências Técnicas FIFA
  
Por Claudio Baptista Jr.*  

Pessoal,

Agora entramos na 7ª parte do documento da FIFA que fala sobre Hospitalidade.

Aqui nós veremos a descrição mais detalhada sobre a qualidade dos serviços e conforto necessários nas diversas áreas a serem oferecidas aos público, aos patrocinadores e parceiros.

A FIFA já inicia dizendo que os serviços de hospitalidade de qualidade para convidados, parceiros comerciais tornaram-se aspectos essenciais na gestão de um evento e um recurso de receita importante para estádios de futebol.

Diferentes níveis de serviço podem ser oferecidos a diferentes nichos de torcedores, tornando a Arena um espaço que possa atender aos diferentes anseios, necessidades e condições, tornando-a um atrativo completo.

Mesmo com a ausência no Brasil de uma Arena de qualidade internacional por completo, estamos presenciando o surgimento de novos espaços dentro dos estádios a fim de aumentar o nível de conforto e serviço ao público. Esse é um caminho irreversível visando de aumentar a freqüência no futebol.

Nossa Arena Palestra Itália é divulgada como um estádio que respeitará o caderno de encargos da FIFA possuindo condições de atender o público de acordo com o que está exposto em todo o documento e obviamente de acordo com esta 7ª parte do documento.

Mantenho o que fazemos em cada publicação, segue em negrito o posicionamento dos temas desta publicação perante o conteúdo total:

1 – Decisões preliminares.
2 – Segurança.
3 – Orientação e estacionamentos.
4 – Áreas de jogo.
5 – Autoridades e jogadores.
6 – Espectadores.
7 – Hospitalidade.

7.1 – Instalações de hospitalidade para as empresas
7.2 – Exigências em matéria de hospitalidade: princípios diretores

7.3 – Condições necessárias para o programa da FIFA
7.4 – Espaços VVIP e VIP
7.5 – Direitos de hospitalidade comercial
7.6 – Condições especiais.

8 – Mídias.
9 – Iluminação e alimentação elétrica.
10 – Telecomunicações e espaços complementares.

7.1 – Instalações de hospitalidade para as empresas.

Para atendimento aos VVIP e VIP, a prática internacional consiste em combinar banquetes dentro dos camarotes podendo acolher várias centenas de pessoas e serviços nos camarotes de 10 a 20 pessoas.

Dentro destes espaços, as pessoas poderão comer e beber antes da partida e em seguida seguir as ações da mesma a partir dos espaços privativos eu se preferirem em lugares exclusivos dentro de espaços adjacentes. Estes tipos de instalações interessam geralmente a empresas que desejam oferecer esta qualidade de serviços a seus clientes, sendo propostos com base em aluguel, concessões ou de licenças anuais, de maiores períodos ou alugados para partidas individuais.

A maior parte das instalações de hospitalidade VIP ou melhores localizados são reservados para patrocinadores do estádio ou do clube.

Vários estádios propõem uma escolha de instalações VIP ou exclusivas de diferentes categorias. Os melhores compreendem estacionamento privado, entrada exclusiva, refeições individuais cinco estrelas e uma vista excelente e privativa, equipada de bar, refrigerador, televisores e banheiros. A idéia básica é reservar tudo o que o estádio pode oferecer em termos de serviço e visibilidade aos convidados importantes a fim de lhes proporcionar algo marcante.

Nas outras categorias, as prestações menos sofisticadas são oferecidas a preços proporcionais e menos elevados. O acesso a um salão ou mesa reservada em um restaurante pode, por exemplo, substituir o espaço totalmente privativo. O número de instalações e seu grau de luxo são muito variáveis de um estádio ao outro e de um país ao outro. Antes de investir nestes tipos de instalações é conveniente estudar as condições econômicas locais e realizar um estudo de demanda para estes setores.

A pré-venda dos espaços de hospitalidade privativos e de cadeiras reservadas pode ser um recurso de receita importante para o estádio.

Os acordos contratuais junto aos utilizadores destes espaços exclusivos (camarotes, cadeiras,…) devem conter uma cláusula especial especificando que na realização de importantes eventos esportivos internacionais como a Copa do Mundo da FIFA, realizados por uma organização terceira, o organizador do evento terá a disposição esses espaços exclusivos, sem nenhuma obrigação junto aos utilizadores habituais.

Os espaços como salas de recepção, jantares, salas de reuniões para grupos mais restritos bem como restaurante acessível ao público podem também constituir fontes de receitas regulares, complementares à atividade principal do estádio que é a realização de partidas de futebol.

7.2 – Exigências em matéria de hospitalidade: princípios diretores

As instalações de hospitalidade para a recepção de convidados dos parceiros, dos patrocinadores e fornecedores da FIFA bem como a grande comunidade internacional do futebol é o coração dos critérios de planejamento do espaço FIFA. Todo estádio de futebol deve satisfazer a essas exigências e ainda mais necessárias quando da realização da Copa do Mundo da FIFA.

O espaço necessário dentro de um estádio durante em evento da envergadura de uma Copa do Mundo da FIFA é claramente mais importante em comparação ao espaço para um evento habitual. Esta é a razão pela qual a FIFA menciona o fato de que o essencial nos desenvolvimentos necessários para Copas do Mundo que ela organiza sejam realizados em instalações temporárias no interior do estádio ou nos espaços situados sob as tribunas e que não possam ser utilizados durante o evento de fato, pois não oferecem vista ao campo de jogo.

Para compreender o conjunto dos critérios de organização dos espaços relativos às instalações de hospitalidade, é prudente se colocar no contexto de uma Copa do Mundo da FIFA. Um estádio novo que contemple estas condições terá de fato o poder de receber toda partida ou competição importante do futebol internacional.

Na próxima semana continuamos com esta 7ª parte.

Abraço,
Claudio Baptista Jr.

—-

*Claudio Baptista escreve todas as 5as feiras; o post acima foi baseado
em documento da FIFA que fala sobre recomendações e exigências
técnicas para arenas esportivas e adaptado para a realidade do nosso
mercado; reprodução permitida mediante  explícita divulgação do autor
do post, do site da FIFA e do blog Terceira Via Verdão e seu link.

2 respostas em “Série Arenas Esportivas – Hospitalidade”

Salve Claudio!!!
Mais um texto explicando o que virá a ser a nossa futura arena!!
Só fico imaginando!!
Ótimo texto!!
Valew!!

Avanti Palestra!!!

minha ideia de hospitalidade: colocar a imprençinha ( sabemos quem, ne?) em cabines proxima as nossas torcidas organizadas, a ponto do cidadao/torcedor/cliente/consumidor poder encara los de frente.
providenciar paus de araras para as torcidas visitantes, notadamente, gambas e bixarada, de preferencia proximos as piscinas do clube.
e possivel levar essas ideias ao tomas taveira?
grato!

Os comentários estão desativados.