A Cornetada do Cunio: Semana Perdida

Introdução de Vicente Criscio
 
Ok, apresento uma nova coluna para vocês. Mas primeiro vamos aos antecedentes.
 
O 3VV preza bastante sua linha digamos “racional”, equilibrada, na busca de não agir de forma passional. Parece uma contradição quando falamos de futebol e principalmente de palestrinos, mas temos conseguido fazer isso de forma razoável. As colunas que analisam arbitragem, números, aspectos legais, estão aí para provar isso.
 
Mas estava faltando uma tribuna: aquela onde não há necessidade de ser politicamente correto.
 
Então depois de algum tempo analisando-se os comentaristas e os diferentes estilos daqueles que são, digamos, um pouco mais veementes em suas críticas, convidamos Alberto Cunio para ser o nosso novo colunista.
 
Alberto Cunio é filho de pai jornalista e palestrino desde o nascimento. E a idéia aqui é que o Alberto seja mais uma “voz” do torcedor comum – não uniformizado, é verdade – mas ao mesmo tempo que tenta ser racional, deixa sua paixão o levar para os comentários mais polêmicos, as opiniões mais ácidas. Mesmo que sujeitas aos comentários não menos polêmicos de alguns de nossos leitores mais ativos.
 
Ou seja, é um desafio que o Alberto topou.

Então gostaria de apresentar mais um conteúdo neste ponto de encontro de palestrinos: a Cornetada do Cunio. Ah, e toda sexta-feira, como conclusão do POST, Cunio vai mandar a CORNETADA DA SEMANA. E nesta primeira adivinhe prá quem foi…

Saudações Alviverdes!
Em 2009 vamos juntos; ainda
vem muito mais por aí…

A CORNETADA DO CUNIO
A semana perdida
Por Alberto Cunio

Amigos Palestrinos, fazer a estréia de uma coluna no 3VV depois da traulitada que levamos do Colo-Colo terça-feira, não é nada fácil. Mas convenhamos, fizemos por merecer o galo na cabeça.

Além de não termos jogado absolutamente nada, não podemos tirar o mérito dos indígenas chilenos, inspirados pelo cacique Colo-Colo, que passaram por cima de qualquer tática daquele que se julga o melhor técnico do Brasil. Ora, PROFEXÔ! Calce as sandálias da humildade e assuma que Libertadores da América não é a sua praia! Assuma que sequer assistiu a um jogo do Colo-Colo e que não orientou ninguém a marcar nem o Lucas Barrios, que estava na nossa mira de contratações e fez o que quis em pleno gramado do Palestra! Enquanto vimos um time acostumado com a competição jogar fácil até quando esteve com 10 jogadores, vimos um Palmeiras inexperiente, sofrendo com os experientes (vide Edmilson, de novo…), passando maus bocados para se segurar e não levar mais gols.

Galera verde, não vamos nos iludir. Alguns elementos de nosso elenco sequer merecem a honra de vestir a camisa esmeraldina. Vou deixar que vocês mesmos aumentem a adrenalina citando nomes, mas não adianta a torcida erguer um altar em nome do Pierre, já que ele sozinho não trará absolutamente nada para nós. Em 1999 levantamos nossa única Libertadores com um elenco experiente e mesmo assim a conquista foi suando sangue.

Agora nos resta esperar um milagre na competição sul-americana e devolver a paulada que levamos dos chilenos nos fregueses domésticos de domingo pelo Paulistão (nada de Paulistinha!). E olha que a parada será duríssima, pois o moral elevado estará todo do lado de lá. Até mesmo porque a nossa tristeza é a única alegria deles.

Então dada a semana perdida, a CORNETADA NA ORELHA só poderia ir para ele mesmo… Não é, PROFEXÔ?

Alberto Cunio