Categorias
Quizz e Bolão

Fim da promoção Os 10 mais do Palmeiras: vamos aos ganhadores

Momento da verdade: quais os três mais votados que não ficaram entre os 10 mais do Palmeiras?
 
Giba, desculpe, acertou mas não levou: 11o, 12o, 13o não valem.
 
Xará (Vicente Batista), quase: Darinta? Ponto negativo prá você porque eu nem lembrava mais dessa figura na nossa defesa.
 
Mas impagável foi o palpite do Allan Basso: Toninho Cecílio? Essa eu rolei de rir quando li…

Mas vale um comentário: o zagueiro Tonhão recebeu um voto na pesquisa do Mauro Beting. Vai saber…

E OS MAIS VOTADOS?

Vamos lá… os três mais votados, cada um com três votos, mas que não ficarem entre os 10 primeiros do livro Os 10 Mais, foram…

Edmundo (o mais palpitado nessa promoção);
Heitor (poucos palpites);
Valdir Joaquim de Moraes (pouquíssimos palpites).

Assim, apenas dois palestrinos e leitores do 3VV chegaram perto:

Anderson Marra (comentário 40), que palpitou Valdir Joaquim de Moraes, Edmundo e Junqueira;
Marco Antonio Nishimura (comentário 48) que palpitou
Valdir Joaquim de Moraes, Edmundo e César Maluco.

Dois outros palestrinos também acertaram dois jogadores (o Vinícius Zucca, comentário 83 e o Cícero de Moura Cordeiro, comentário 88). Mas não levaram porque o Anderson e o Marco publicaram seus palpites antes.

O Anderson e o Marco Antonio ganharam um livro do Mauro Beting cada um. Precisam retirar no dia 16, na próxima segunda-feira, a partir das 19 horas, na Livraria Saraiva do Shopping Eldorado.

Eu estarei lá e podemos juntos pegar uma dedicatória do Mauro.

Parabéns aos vencedores. E obrigado a todos os participantes.

Saudações Alviverdes!

9 respostas em “Fim da promoção Os 10 mais do Palmeiras: vamos aos ganhadores”

O fato é que esse time é tão grande e representa tanto para o futebol brasileiro e até mundial, que se houvesse uma eleição entre os 100 mais, nós teríamos alguma injustiça! O time que teoricamente tem a quarta maior torcida do país do futebol não é tão respeitado por terceiros como deveria! Mas eu vejo isso de outra forma, ao tentar diminuir a importância dessas cores o que eles tentam é diminuir a força de um gigante, mas sempre haverá a torcida mais chata (e mais apaixonada) do país para empurrar quem quer que vista esta camisa! É diferente ser palmeirense! Pode ser loucura, mas é qdo o time perde e leva seus maiores tombos eu visto a camisa e saio às ruas! O palmeirense não é torcedor de ocasião e nem torce pro time da moda! E esses jogadores personificam esse sentimento! Abs!

Acertei só o Heitor…

Mesmo se tivesse acertado 2, palpitei MUITO depois dos ganhadores. Parabéns aos dois!

Parabéns ao Nishimura e ao Anderson. Mas uma coisa eu fico pensando cá comigo (apesar de que minha memória e protelação me fizeram esquecer de computar meu voto): o Heitor era BARBADA. Outro dia perguntei para vários palmeirenses quem era o maior artilheiro de nossa história e simplesmente NINGUÉM sabia sequer quem era o Heitor. Galera, vamos acordar… Quanto ao Tonhão, quero deixar meu abraço sincero ao “meu caro Watson”. Esse podia ser um pé-de-ferro, mas aquela de limpar as chuteiras com a camisa da Lusa em pleno Canindé e arrumar aquela confusão, ah… Essa foi impagável! O cara além de raçudo era macho pacas! (também, quem mandou tirarem onda com a cara dele…)

Watson concordo com você. Ídolos não necessariamente precisam ser craques. Necessariamente têm que ter carisma.

O Tonhão teve um voto. Alguém entre os “notáveis” que votaram pensa como você.

Abraços,

Vicente, eu votei no Tonhão e justifico: O título do livro fala dos 10 “mais” não os 10 “melhores”! Um craque de bola nem sempre vai realizar feitos que um jogador raçudo pode ter com o torcedor! Veja no time atual, é inegável a habilidade do Diego Souza, mas ele está longe de ser a unanimidade junto a nós torcedores como o Pierre. Não é cornetagem é viu só uma análise! Quero ser campeão com gol em desarme de um para uma fila de dribles do outro. Num time de transição de ruim para estelar no começo dos anos 90, o Tonhão representava para mim e muitos garotos como eu que tinham por volta de 10 anos dedicação à nossa camisa. Nem só de craques é feito um time. Seria ótimo ter 11 craques em campo e outros 5 ou 6 no banco. Mas o Real Madrid Galáctico de 3 ou 4 anos atrás provou que nem só estrelas se faz um bom time. Jogadores raçudos e esforçados sempre tem um espaço no coração do torcedor entre os “mais”, já entre os “melhores” acho que seria outro livro e outra pesquisa! Abs!

Aeeeeeeeeee! o/
Nem acredito, tô muito feliz!

Bom, vamos pegar uma dedicatoria juntos do Mauro então!

Abraço à todos!

Êeeeeeba! Ganhei o livro! Vicente, coloquei uma mensagem lá no “contato”! Por favor, leia e me dê um parecer! Abraços a todos, marco antonio nishimura!

Os comentários estão desativados.