O exemplo do Cruzeiro em 1997

Por Luciano Pasqualini

Não se trata de esconder a realidade. As duas derrotas foram doídas, e o aprendizado é duro, mas é importante ver fatos concretos de passado recente para não deixar de lutar até o fim.

Campanha do Cruzeiro na Libertadores 1997

19/02/97 – Cruzeiro 1 x 2 Grêmio [derrota na estréia, no Mineirão]
25/02/97 – Alianza 1 x 0 Cruzeiro [derrota na segunda rodada]
28/02/97 – S.Cristal 1×0 Cruzeiro [derota na terceira rodada]

Praticamente toda a mídia, e boa parte da torcida deram o Cruzeiro como eliminado, mas o grupo seguiu seu trabalho, apoiado pela Diretoria, mesmo diante da pressão geral, e fez o que podia. Entrar em campo e lutar até o fim. Continuando a campanha:

12/03/97 – Grêmio 0x1 Cruzeiro
18/03/97 – Cruzeiro 2×0 Alianza

Na rodada final da fase de grupos o Cruzeiro entrou em campo precisando vencer o Sporting Cristal. Jogo duríssimo, Mineirão lotado. Resultado:

11/04/97 – Cruzeiro 2×1 Sporting Cristal

Oitavas-de-final
El Nacional 1×0 Cruzeiro
Cruzeiro 2×1 El Nacional [5×3 nos Penais]

Quartas-de-final
Cruzeiro 2×0 Grêmio
Grêmio 2×1 Cruzeiro [2×3 nos Penais]

Semi-Final
Cruzeiro 1×0 Colo Colo
Colo Colo 3×2 Cruzeiro [1×4 Penais]

Final
Sporting Cristal 0x0 Cruzeiro
Cruzeiro 1×0 Sporting Cristal

Resultado: Cruzeiro Campeão da Libertadores 1997

Neste momento, “só” precisamos vencer o Sport em Recife. Um jogo por vez, uma vitória por vez, acreditar e lutar até o fim.

Luciano Pasqualini

Posts antigos, Por Onde Anda, e Links Patrocinados