Categorias
Futebol com Números

O patrocínio das camisas de fut3b0l

Por Luís Fernando Tredinnick Divulgação autorizada mediante
explícita citação do autor e do blog Terceira Via Verdão

No post da semana passada eu havia comentado que as receitas do fut3b0l europeu eram ESTRUTURALMENTE MAIORES do que as do fut3b0l brasileiro. Consegui em um site europeu o valor pago pelo patrocínio das camisas dos principais times!

OS NÚMEROS

Observem na tabela abaixo o valor pago para cada um. Para comparação, coloquei o valor do nosso patrocínio, considerando R$ 15 milhões a uma taxa de conversão para o Euro de R$ 3,2 (imagino que seja a taxa média para os próximos anos).


Impressionante, não?

Não consegui verificar se alguns valores realmente se aplicam. O contrato do Real Madrid, por exemplo, me pareceu muito baixo para os padrões europeus, assim como o do Ajax me pareceu muito alto.

O que realmente impacta é imaginar que só o patrocínio das camisas deve geral para o Arsenal mais de 65% da receita TOTAL do Palmeiras. Não dá para competir, não?

AS CURIOSIDADES

Todos os contratos desses times têm duração MÍNIMA de 3 anos! Essa é a parte que realmente podemos considerar moderna: os patrocinadores buscam parcerias de médio/longo prazo para a divulgação de sua marca. Só para vocês terem uma idéia, o contrato do Bayern de Munique tem duração de 7 anos! E ele acaba agora em 2009. O Ajax também tem uma parceria de 7 anos, mas esta só acaba em 2015 (como a parceria foi fechada em 2007, talvez isso explique o valor do contrato).

Acho que esse é o grande destaque do Palmeiras no mundo do fut3b0l, a busca de parcerias duradouras. Também acho que, aos poucos, estamos conseguindo mostrar para os patrocinadores que uma parceria duradoura tem um valor mais alto que as parcerias de curto prazo, ou melhor dizendo, parcerias de ocasião.

Outra curiosidade é que nenhum dos grandes clubes é p4tr0c1n4d0 pela mesma empresa. Alguém aí tem alguma teoria sobre os motivos?

E A 54M4UN6?

Os mais atentos se lembram que o Chelsea é p4tr0c1n4d0 pela 54m5un6, mas os valores pagos ao clube inglês é simplesmente três vezes maior do que o nosso. Alguém aí acha que podemos esperar valores muito diferentes?

ENTÃO?

Então, como nós sempre dizemos por aqui, temos que ser criativos para gerar novas fontes de receita, porque não há como competir no que diz respeito ao patrocínio nas camisas.

Saudações AlviVerdes

*Luís Fernando Tredinnick escreve todas as sextas-feiras no 3VV, explicando a quem conhece e também a quem não conhece, os números no futebol

7 respostas em “O patrocínio das camisas de fut3b0l”

Eu sou daqueles que acreditam que o patrocinador tem de criar um vínculo com o time e, consequentemente, com a sua torcida. É bom para os dois lados. Desde que as duas partes ativem este vinculo. Por isso, acho que o contrato deve ser duradouro e sempre renovado.

E o patrocínio da camisa (peito) é o melhor contrato deste tipo. Pois, expõe frequentemente o patrocinador, gerando um bom ROI.
Quanto ao valor do contrato, é impossível comparar com os valores brasileiros com os europeus. Lá, eles têm suas ligas transmitidas para diversos países, ou seja, maior exposição da marca do patrocinador. E alguns dos grandes estão sempre ganhando títulos. Exceto o Tottenham (mas é um clube tradicional da terra da Tia Beth).

Aqui, acredito que o negócio em si está caminhando. Os valores estavam em ascensão, só deu um breque por causa dessa crise. E com certeza irão subir depois da economia se estabilizar. Claro, que com uma ajuda dos clubes; ganhando títulos, ativando estes patrocínios, etc.

Abraços

O que leva as empresas patrocinadoras a pagar esses valores é a exposição da marca que terão em troca. O campeonato inglês, senão me engano, é o campeonato que passa em mais países do mundo, o que se explica a diferença de valores. Agora é brincadeira que um clube pé-de-chinelo como o Chelsea, que tem história semelhante ao Paulista de Jundiaí ser tão endeusado. Só porque ultimamente um bandido resolveu lavar dinheiro lá. Agora o CEO do Tottenham deve ser dos mais competentes, um time que não ganha nada em termos de títulos, não participa da UCL receber toda essa grana. O cara é mágico. Enquanto Milan , real, Liverpool e Juve ganham menos…

Amigos, a questão de patrocinio das camisas no Brasil está defasada porque o negocio futebol permite ao patrocinador uma barganha muito grande. Todo time precisa fechar o contrato do ano seguinte logo, para nao perder muito. E fecha por pouco dinheiro e pouco tempo. Se perder o negocio com o time X, pode patrocinar o rival Y daqui a 6 meses.

Além disso, nenhum time vai conseguir um patrocinio muito superior aos rivais diretos. Jamais os bambis teriam um patrocinio de 30 milhões como diziam, simplesmente porque com 30 milhões e mais um trocado era possivel à Philips patrocinar Palmeiras e Corinthians, o que seria mais negocio. Obvio que, no caso dos bambis, era mais blefe de truco do que qualquer outra coisa. Mas a regra é valida no mundo real, na minha opinião.

Quanto à pergunta sobre patrocinar um unico time, acho que isso mostra que patrocinar 1 time nao afugenta consumidores que torcem para outras agremiações.

Como estrategia para os clubes, entendo que é melhor ao clube ter um patrocinador que (1) venda a consumidores (2) tenha produto aspiracional ou massificado e (3) tenha publicidade em midia aberta.

Com esses 3 fatores o clube se expoe às ações de marketing pontuais da empresa e pode mensurar melhor o seu peso em vendas para futuras negociações (ou alguem aqui trocou pneus para ajudar a Pirelli? Nao, né? Logo, efeito em vendas foi imperceptivel).
Abraços a todos. Marcos

realmente HJ nao temos como competir com os europeus… patrocinios de camisa muito melhores… cotas de TV nem se compara… licenciamento… aff oq e isso no Brasil…

so isso ja mata..

“O que realmente impacta é imaginar que só o patrocínio das camisas deve geral para o Arsenal mais de 65% da receita TOTAL do Palmeiras. Não dá para competir, não? ”

e pra samsung pagar algo perto do q paga ao Chelsea nosso futebol precisa melhorar muito(pricipalmente em organizacao)

mas como pensar nisso se a FPF e a CBF sao uma zona…

olá, muito legal essa coluna sobre os patrocínios, mas ao contrário do você citou, Real Madrid e Milan possuem o mesmo patrocinador…
Será que em 2012 conseguiremos aumentar nosso patrocínio em pelo menos 50%??
abraço

Os comentários estão desativados.