Categorias
Futebol com Números

Timemania

Por Luís Fernando Tredinnick Divulgação autorizada mediante explícita citação do autor e do blog Terceira Via Verdão

Dia primeiro de março a Timemania completou um ano. Infelizmente não há muito o que se comemorar, já que todos admitem explicitamente o seu fracasso.

A PREVISÃO INICIAL

A Caixa Econômica Federal havia previsto que a Timemania iria arrecadar cerca de R$ 510 milhões por ano! Arrecadou em seu primeiro ano pouco menos de R$ 125 milhões.

Como já havíamos discutido em posts anteriores, a Timemania representaria uma fonte de receitas para os clubes menos endividados, o que seria o caso do nosso Palmeiras.

O que havia sido acordado é que 22% do total arrecadado é que seria distribuído aos clubes. O Palmeiras obteve pouco mais de 2,8 milhões de apostas. Então, a arrecadação do Palmeiras foi de cerca de R$ 1,2 milhões.

Observem abaixo a tabela com minhas análises sobre o impacto da Timemania nas finanças dos clubes. Os valores da dívida estão um pouco diferentes daqueles do meu último post pois desta vez a fonte é uma reportagem do Pele.net (nesse caso, chama a atenção as dívidas do pessoal do Jr. Leonor, que agora aparecem bem maiores). Considerei que as dívidas têm uma taxa de juros anual de 12%.

 


Observem que dado o atual mix de apostas, se a arrecadação fosse de fato quatro vezes maior do que o previsto, apenas Palmeiras e Corinthians teriam receita com o Timemania.

POR QUÊ DEU ERRADO?

Sendo bastante simples: o produto é ruim. É caro (mais caro do que jogar na Megasena), os prêmios são baixos (menores do que os das outras loterias) e a probabilidade de ganhar é baixa (menor do que as das outras loterias).

Parece algo típico quando se trata de futebol, ou seja, a mentalidade de “vamos empurrar algo ruim para os torcedores, afinal, eles aceitam tudo de ruim por amor aos clubes”. Isso é tão patético!

O QUE VAI MUDAR

Algumas mudanças já foram anunciadas: existirão dois concursos semanais ao invés de um; irá aumentar o valor recebido pelo apostador que acertar o “time do coração” e o rateio entre os clubes irá mudar.

Atualmente cada clube recebe aquilo que seus torcedores apostaram. Em 2010 os 20 primeiros irão ratear 65% do total destinado aos clubes, do 21º ao 40º irão ratear 25% do total e o do 41º ao 80º irão ratear os 10% restantes.

QUAL A PEGADINHA?

Para “dar uma força” o Governo Federal garantiu a cada um dos clubes participantes que, no primeiro ano da Timemania, o pagamento mensal máximo da dívida seria de R$ 50 mil. Ou seja, se a Timemania não garantisse o pagamento da dívida que vencia no mês, o clube só teria que desembolsar R$ 50 mil.

Não consegui ler em nenhum lugar se essa dívida mensal que não foi coberta pela Timamania seria “perdoada” ou não. Ao que tudo indica, ela não foi perdoada, apenas deve o seu pagamento postergado (se alguém conseguiu outra informação, avise!).

Então, uma das propostas de mudanças é que esse “teto” de R$ 50 mil de pagamento mensal seria prorrogado até 2014! A mudança é via Medida Provisória, que ainda precisa ser assinada.

Como sempre, no Brasil, adotamos a técnica do “vamos empurrando com a barriga e depois nós damos um jeito”.

Se a dívida fosse efetivamente cobrada, mesmo que a Timemania arrecadasse o previsto, provavelmente Flamengo, Botafogo, Fluminense, Portuguesa e Atlético-MG iriam à falência. Grêmio, Vasco e Santos iriam enfrentar sérias dificuldades financeiras por muitos anos.

ENTÃO?

Então que dizer que ainda falta muito para o futebol se tornar profissional no Brasil. Dívidas que não são pagas são apenas um exemplo.

Independente das medidas que sejam tomadas, só espero que os times menos endividados sejam, de alguma forma, beneficiados, o que seria absolutamente justo.

E você, leitor? O que você acha? O Governo deveria executar as dívidas, ou devemos mesmo aumentar o prazo da Timemania e ir empurrando com a barriga?

Saudações AlviVerdes

*Luís Fernando Tredinnick escreve todas as sextas-feiras no 3VV, explicando a quem conhece e também a quem não conhece, os números no futebol

8 respostas em “Timemania”

Luis Fernando & Cia….

Seu resposta ao comentário acima foi perfeita.

Eu já comentei acima, e ASSINO o que o Alberto Cunio escreveu.

Primeiro era um problema pequeno, depois a BOLA DE NEVE foi crescendo devido a irresponsabilidade dos dirigentes, e hoje o governo simplesmente “passa a mão” na cabeça dos clubes como um pai faz com uma criança inocente.

“- Vai lá filho! Já aprendeu a lição agora não erre mais! Desta vez eu te perdoo!”

Luís, o Novelini tem razão. É uma sequência de poucas vergonhas na cara. Do governo, dos clubes e da CEF. Com o perdão da palavra, esta Timemania é um lixo. Nasceu errada e não adianta querer arrumar. Vão fazer operação plástica numa bruxa. Para mim os clubes tinham que quebrar mesmo e passar o chapéu pedindo esmola. Tem empresário pequeno por aí que se mata para decolar um negócio e não consegue porque o governos entope a cadeia de impostos e o cara não consegue sobreviver. Por que os clubes teriam vida fácil? Isso só alimenta uma horda de incompetentes continuarem a assumir a cartolagem e fazer barbaridades. Veja o exemplo dos clubes do RJ, que vergonha. Nem salários sequer eles pagam. É tudo um grande mar de lama.

Caro César,
Em vários dos meus artigos defendi que as dívidas não são entrinsicamente ruins.
O grande problema da Timamania é que essa dívida se refere a IMPOSTOS! Se um clube não paga seus impostos esse é um problema de TODA A SOCIEDADE!
Se o clube não paga um empréstimo bancário, o problema é apenas do banco. Que, por sinal, pode ficar com o patrimônio do clube.
O que torna essa dívida do Timemania ainda mais problemátia é que o Governo não tem interesse em de fato cobrar dos clubes, ou você imagina que alguém iria tomar a Gávea do Flamengo e vendê-la para quitar os quase R$ 200 milhões em impostos atrasados?
Como eu disse, não pagar um empréstimo bancário, é um problema do banco, que tem como resolver. Não pagar os impostos é um problema de toda a sociedade, que, infelizmente, não tem como responder.
Também irei discutir mais para frente as dívidas dos clubes europeus!
Saudações AlviVerdes

@ Luiz:

Essa relação “futebol profissional = sem dívidas” é falsa… os gigantes europeus também devem, e as dívidas deles são mais impagáveis que as nossas… o Liverpool, por exemplo, devia 480 MILHÕES DE LIBRAS ao final de 2006, e ainda corria o risco de perder Fernando Torres e Ryan Babel, pois pagou pelos seus “passes” (não existe mais passe, mas enfim…) com empréstimo de um banco…

Entendo q com as mudanças q o governo esta fazendo para esta loteria ser mais atrativa talvez um pouco de publicidade tambem ajude.
Porque é uma fonte de receita interessante para os clubes, isso é, mais uma fonte de receita e ainda, se considerarmos q os clubes não irão desembolsar nada pra pagar seus debitos (vencidos) pro governo.
Acho q o governo tem q tornar essa loteria atrativa, pois, temos milhões de apaixonados por seus times de futebol neste país e o resultado vira….

São muitos erros juntos…

Os clubes brasileiros são IRRESPONSÁVEIS… e o governo não tem corragem de bater de frente. Acontece isso com outros ramos de atividades? Acredito que não.

Na Itália a Fiorentina QUEBROU! Depois começou tudo novamente da 3ª divisão até chegar na primeira novamente… e neste ano até disputou a LIGA DOS CAMPEÕES DA UEFA.

Fernando,

Pelo q parece a TimeMania nasceu errado, pelo fato que vc colocou.. q mesmo com a arrecadação prevista apenas Palmeiras e os gambas teriam lucro…. ou seja alguem calculou bem errado isso..

acho q deveria parar de empurrar com a barriga… mas pelo fato de o proprio governo ter calculado de forma errada(mesmo com sucesso alguns teriam prejuizo) eles vao empurrar com a barriga pra fazer akela “media”

Os comentários estão desativados.