Categorias
Corneta do Cunio

A Corneta do Cunio – Sejamos protocolares

Por Alberto Cunio

Chusma
alviverde, seguindo a palavra por extensão do sentido, sejamos neste momento
protocolares. Não é momento para reflexões mais profundas, pois estamos com uma
bacia de gasolina atravessando o incêndio e o menor procedimento não cuidadoso,
a vaca atolada se afoga de vez no brejo.

Vamos
esquecer por um momento se a equipe deve trocar de treinador, se a Arena
Palestra Itália vai ser desenroscada dos ardis leonores da Prefeitura
Kassabenta, se o Fabinho Capixaba joga mais ou menos que o Wendell (desprezado),
o Sandro Silva (quebrado), o Marquinhos (Ala? Socorro!), o Polenta, o Mexerica
ou o Orelha do Zaratustra Futebol Clube, ou se o Belluzzo (coitado) se meteu na
maior roubada da vida dele. À realidade.

O
Campeonato Paulista serviu de lição para mostrar muitas coisas, não só para nós
palmeirenses, mas para outras pessoas que menosprezaram torneios e atletas
envolvidos na competição. O “Paulistinha” revelou-se mais difícil do que se
imaginava. O “Gorducho”, que já estava acabado (ex-jogador, como diria o leite
leco), sempre tem poucas oportunidades na partida, mas invariavelmente mete uma
para dentro (lógico, o cara é craque e só não vê quem não quer). E assim, nós e
a turma do outro lado do muro, que jogávamos por dois resultados iguais,
sentamos na geléia. Fomos literalmente varridos na bola pelos caiçaras e pelos
sem-número da Marginal Tietê. Viremos a página, nosso bi foi para o vinagre.

Mas
ainda estamos na Libertadores, mesmo que tenhamos feito todo esforço do mundo
para sermos eliminados. Ganhamos “daquele jeito” da LDU, com o time parecendo
um bando de búfalos famintos correndo dentro de um cercado, e esperamos
ansiosamente pelo resultado de Barueri NE x Senta no Colo, sem realmente saber
QUAL resultado esperar. No final, acredito que a única vantagem foi a de poder
AINDA depender de nós mesmos.

Vamos
então, seguindo meu conselho do primeiro parágrafo, ser protocolares (e
sonhadores): estudamos bem o adversário por uma semana, viajamos com tudo
programado, farinha e feijão trazidos do Brasil, hotel de primeira longe da
bagunça, fretamento com batedores, Estádio Nacional de Santiago, 4×0 para nós.
Oitavas-de-final garantidas. E agora? Caro leitor e comentarista do 3VV, isto
me dá gastura só de pensar. Mesmo sabendo que temos que andar um passo por vez,
quando entramos nas fases mata-mata da Libertadores e vendo Grêmio, Cruzeiro,
Boca, “os do muro”, todos pela frente, fico me questionando se não estamos
apenas prorrogando o sofrimento. Será que esta vitória contra a LDU (e
possivelmente contra os mapuches chilenos) não é a famosa “melhora da morte”?
Todo paciente terminal dá “aquela melhorada”, enche a família de esperanças
quando ela já não existia mais e… Bate as botas no dia seguinte. Estou
sentindo que vai abrir uma vaga na UTI. Será que é alta do paciente ou é IML?

A
coluna deixa hoje sua CORNETADA na orelha de todos que não acreditaram que o
“Gorducho” decidiria a parada quando fosse chamado a fazê-lo. Em especial do
leiteiro do outro lado do muro, que fez o favor de atiçar o leopardo com carne
crua. Mas que dava vontade de seguir o conselho do Barbagallo e tascar a
Corneta na cabeça de um XIDADÃO aí… ah isso dava!

43 respostas em “A Corneta do Cunio – Sejamos protocolares”

Eu acho que o pessoal leva as coisas muito a sério.

Pouquíssimas pessoas, de fato, querem o Luxemburgo fora AGORA. Eu, por exemplo, não acho que isso deva ser feito agora.

O espaço aqui é das cornetadas, como o nome já diz, então a gente aproveita pra buzinar na orelha desse pessoal que merece.

FOM pra quem leva as coisas ao pé da letra! hahaha

Grande Cunio,
se formos cornetar todos que merecem, vai faltar corneta… Ontem li que il nostro magnifico Palestra contratou o Mozart, que estava no Spartak, para o brasileirão. Lembro-me de vc ter dito que o Palmeiras é o time do inimaginável: será que estão pensando em montar orquestra sinfônica? Nossas esperanças – é duro admitir – estão todas com o Santos, de fato…
Abração!

Galera, endosso as palavras do Criscio e acrescento que até pagaria a conta de uma pizzada com Ricardi, Barbagallo, Oltemare, Dalla Valle, Novelini, Mucida e todos os demais, desde que tivesse COPOS E TALHERES DE PLÁSTICO!

Parabéns, galera. A discussão saudável é assim e eu gostaria de dar meu pitaco também.

Concordo que o Luxa deve ficar até o final do ano e colocar a casa em ordem para o Brasileirão, independentemente do resultado da Libertadores. Penso no caso desta competição que surpresas sempre acontecem: temos um elenco que PODE, entendam bem, PODE surpreender num momento decisivo pelo simples fato de contar com valores individuais que PODEM (não sei se vão) decidir uma partida a nosso favor, casos de K-9, DS e Marcos. Temos um ponto favorável a nós: se não temos conjunto, pelo menos os adversários estão longe de apresentar futebol convincente. Tiraria desta análise o Cruzeiro, que apesar de dar umas derrapadas, parace estar com um futebol mais viçoso.

Torço E MUITO pelo Palmeiras, para que ele queime minha língua e que Danilo, Maurício Ramos e Jéci melhorem um pouquinho até o final do ano para anular o Drogba, ou Messi, ou Lampard, ou Cristiano Ronaldo. CARACA!!!!!!!

Abraços a todos e bom final de semana. Afinal, SANTOS É BRASIL!

Os comentários estão desativados.