Categorias
Italiano

Lega Calcio: 33^ Giornata

Por Carmine Paciello

*  O “panteron”  Zalayeta  oferece a Donadoni a sua primeira vitória
como técnico do Napoli  e,  infligindo a Inter a 3^ derrota neste campeonato,
transforma  a 33^ rodada  em  um
turno favorável  ao Milan que supera a
Juventus e se coloca a 7 pontos do líder faltando 5 jogos.    

Com a
4^ vitória consecutiva e 19 pontos conquistados nas últimas 7 rodadas o Milan
assume a vice liderança se distanciando da Juve por 2 pontos. Apesar de
ser beneficiado pelo juiz que concedeu 2 pênaltis com extrema indulgência, o Milan exibiu um jogo de ataque e uma
determinação impressionante tendo Kaká (que converteu os 2 pênaltis) em estado
de graça. Assim os rossoneri se aproximam da Inter na esperança de um milagre.

* A
Reggina, lanterna do campeonato, parou uma Juve modesta conseguindo um empate (2 x 2) que, ao fim, não sirve a
nenhum dos dois, pois o time calabrez  fica no
fundo da classificação com 24 pontos  enquanto
a Juventus, com a perda de uma posição deve prestar atençao numa Fiorentina
que, apesar de estar 6 pontos atrás, avança perigosamente.  A posiçao de
Ranieri não é muito firme pois a maioria dos torcedores  quer  ver a sua cabeça rolar. Acho isso uma
iniquidade pois vale lembrar que o técnico foi bastante penalizado por não ter à disposição por um longo período jogadores como
Buffon, Camoranesi, Trezeguet, Sissoko e Zanetti. Mas Ranieri também é criticado
por parecer um técnico defensivista. Nao sei, é verdade que esperava ver
um maior emprego da “formiga atômica” Giovinco que evidentemente limitou-se. E também porque Ranieri não mexeu no equilíbrio tático do
time que previa a presença de Amauri e Del Piero no
ataque com o suporte de Nedved e Camoranesi nas alas. E isso próprio nao me
parece um time pouco offensivo.  

*  A
Viola de fato, com um Jovetic ao top, “bamboleia”  (4 x 1, 2 gols de Gilardino) com uma Roma em
completa debandada. O time de Prandelli,  sempre eficaz, agressivo e rápido nos
ataques, ao 6° minuto já estava em vantagem com uma bomba do peruano Vargas. Tímida a
reaçao da Roma (destaque somente para Brighi) que com a expulsão de Pizzarro (a 12^
no torneo) confirma ser um time
nervoso, indisciplinado, o que na prática deixou o goleiro Frey numa tarde de profundo repouso. Em Roma o clima é péssimo com a torcida que acreditava no título e que
agora descobre um time que toma 4 gols da Lazio, 4 da Juventus, 4 da Inter e 4
da Fiorentina (uma macedonia de 52 gols ao passivo, coisa de time de 3^ nivel) e que não sabe se a atual sociedade permanecerá (e
com quais recursos financiarios) ou irá embora. Caos total!

*  Onde iniciam os méritos de um time e onde se
manifestam os limites do outro? O Napoli é um time mediano, teve um inicio
empolgante devido a uma preparação física antecipada em vista do torneio da Uefa
mas na longa distância andou apanhando, evidenciando-se limitações técnicas. No
jogo contra a Inter, diante a mais de 60.000 torcedores, foi muito determinado
e Donadoni foi brilhante ao escalar o seu time com 3 zagueiros colados aos atacantes “neroazzurri e, sobretudo, com 5 meiocampistas  com
características físicas de resistência. Assim conseguiram ter o
controle do campo impedindo o jogo de uma Inter indolente e colocada de modo horroroso em campo.

Mourinho errou feio pois esse atual Vieira só
merece um pelotão de execução e Figo não
tem mais o fôlego para atuar um jogo inteiro. A surpresa foi ver o uruguaiano
Amodio, que o precedente técnico havia praticamente esquecido no fundo do poço,
jogar (e bem) na função de play baixo, desarmando e coordenando os camaradas
Mannini e Montervino que operavam como alas, e os centrais  Blasi e Hamsick.

*  A Inter estava cansada depois da semifinal da
Copa Italia contro a Sampdoria desputada 3 dias antes? Estava talvez sem a
devida concentração, já relaxada e
pensando de já estar com o “scudetto” no peito? Pensar isso seria um erro imenso:
o jogo de sábado sem Balotelli e Stankovic suspensos contro uma dura Lazio será
decisivo.

Em breve:

*   A Fiorentina está interessada no ex bambi Breno enquanto outro ex bambi, o Lugano foi encostado na
Juventus que quer também Silva do
Valencia. Trezeguet deve sair, direção Manchester City?

*   Outro time inglês, o
Arsenal está próximo do interessante meiocampista Inler da Udinese que deve trocar o
técnico (volta Del Neri, em saída da Atalanta).

*   A Lazio escolheu o argentino
Bizzarri como novo goleiro no lugar  do
deludente Carrizo, com o Catania que em substituição busca outro argentino, o
goleiro do Basilea, Franco Costanzo. E do Huracan contata o “novo Messi” Matias
De Federico.   

Abç, Carmine.

[ nota da redação: A tabela e os jogos da próxima rodada serão publicados aqui mais à noite.]

2 respostas em “Lega Calcio: 33^ Giornata”

Juventus vacilou contra o Reggina.
Creio que a Ranieri foi prejudicado por ter muitos jogadores machudos, mas também concordo que ele não é o técnico que O Juventus precisa.

Abraços!

Os comentários estão desativados.