Categorias
Notícias

Necessidade de controle ou reconhecimento de incompetência?

Por Emerson Prebianchi 

Um dos pontos de mudança proposto
na alteração do Estatuto do Torcedor que tem o projeto de lei em estudo prevê o
cadastramento dos torcedores em bancos de dados com a emissão de um documento
com foto, número do RG, CPF e impressão digital.

Daí surge uma questão a ser
analisada com muito cuidado, pois o cadastramento proposto pode ser visto como
um elemento eficaz de controle da violência como alegam os seus idealizadores,
mas também pode ser visto como o reconhecimento da falência do sistema de
segurança pública.

É fato que o cadastramento
proposto vai inibir a presença nos estádios de bandidos procurados pela
justiça, pois estes não conseguirão se cadastrar e por conseqüência terão
dificuldades em ir ao estádio de futebol. Também é de se ressaltar a facilitação
do controle feito pelo sistema de câmeras de segurança no que tange ao
reconhecimento do torcedor antecipadamente cadastrado, já que ao ingressar no
estádio pelas catracas especiais será mais fácil localizá-los no setor de
entrada.

Mas também é fato que todo
cidadão já tem seus dados cadastrados no sistema de segurança pública no
momento em que se cadastra no Registro Geral da Secretaria de Segurança Pública
para tirar seu documento de identidade, também chamado de RG, assim como no
Cadastro de Pessoa Física do Ministério da Fazenda, o CPF e também a Carteira
Nacional de Habilitação, a CNH.

A questão é: já não existem
registros suficientes para controlar o ingresso de criminosos nos estádios?!?!

Para que seja feito esse tipo de
controle bastaria que as autoridades policiais que atuam nos estádios de
futebol promovessem um triagem dos torcedores, encaminhando os torcedores
detidos em atitudes suspeitas para averiguação em unidades móveis onde se
verificaria a vida pregressa do torcedor e suas possíveis pendências judiciais.

Também é menos custoso e com o
mesmo efeito, a determinação da necessidade de apresentação do documento de
identidade no momento da compra da entrada.

Já existe a responsabilização dos
clubes por tudo o que ocorre no interior da arena de espetáculo, qual seja, do
Estádio de Futebol e por isso o desenvolvimento do sistema interno de  câmeras de segurança já se faz necessário
independentemente da imposição do registro proposto.

A conseqüência destes elementos é
que nos remete ao questionamento da real necessidade desse registro pois o que
se vê atualmente me parece mais o reconhecimento da ineficiência da autoridade
pública em relação à violência do que a busca de novos elementos de segurança,
já que os existentes e à disposição pouco são utilizados.

E você leitor e colaborador do
3VV o que acha dessa proposta de imposição de um cadastramento prévio para
entrar nos estádios de futebol?

Saudações Alviverdes!

Emerson Prebianchi escreve todas as
segundas-feiras sobre os temas legais ligados ao futebol

17 respostas em “Necessidade de controle ou reconhecimento de incompetência?”

Emerson, a Câmara dos Deputados não aprovou a carteira para o torcedor. Notícia do globoesporte:

“Texto, porém, é aprovado com pena de reclusão de um a dois anos para quem cometer atos de violência em estádios

A ideia do ministro dos Esportes, Orlando Silva Júnior, de obrigar todas as pessoas que frequentem estádios de futebol a apresentar uma carteira de torcedor não passou pela Câmara dos Deputados na quarta-feira. Os deputados aprovaram o texto que criminaliza atos de violência nos estádios, mas rejeitou a proposta do Executivo de implantar o cadastramento de torcedores.

O texto que segue para o Senado inclui, porém, o cadastramento de torcidas organizadas com exigência de ficha completa de todos os seus membros. Segundo o projeto, informa o jornal “O Globo” desta quinta-feira, a pena para quem cometer atos de violência em estádios é de um a dois anos de prisão e multa. Já as torcidas organizadas que participarem desses atos serão proibidas de frequentarem eventos esportivos por três anos.

Outra pena prevista no projeto é contra os cambistas, muito comuns em volta de estádios de todo país, especialmente em grandes eventos. A pena de reclusão neste caso é também de um a dois anos mais multa.”

Hoje na entrada do setor visa utilizamos nosso próprio cartão de crédito como ingresso. Pq o governo não repensa e cria um documento de identidade com tarja magnética, senha e demais dispositivos de segurança? Seria revolucionário pois poderia ser aplicado em qualquer situação: Entrada em órgãos públicos, bancos, compras online, e também para eventos esportivos e shows. Ainda por cima eliminaria a figura do cambista, pois os ingressos seriam emitidos conforme número de identificação dessa pessoa.

Realmente acho que o poder público é ineficiente no que tange à INFORMAÇÃO. Ponto.

E não adianta ficarmos esperando que eles “batam no peito” e assumam isso. Não vai acontecer.

Sem entrar no mérito da questão, se um novo cadastramento ajuda ou não, o que me deixa boquiaberto é a falta de diálogo com a população. NINGUÉM sequer opinou nesta medida. Não houve qualquer tipo de consulta pública, ou mesmo aos clubes. Os caras realmente acham que sabem tudo.
A prepotencia é o que nos deixa fulo da vida.

Emerson,

primeiramente, ola, é a primeira vez que realmente deixo algum comentario no 3VV. Outro dia, no mes passado, estava ouvindo um debate, senao me engano na CBN ou na BANDNews FM, e falavam justamente sobre esse cadastramento ou melhor dizendo, do FICHAMENTO dos torcedores. Eis que um dos participantes do debate, morou por um longo tempo na Inglaterra.
E ele mesmo disse, que pensaram nessa hipotese, logo quando as coisas ficaram completamente fora de controle, com a violencia toda dos hooligans, e de cara, rechaçaram a ideia!
E por sinal, retiraram todas as grades, alambrados e cercas em volta do campo!

O que aconteceu?

Depois disso, a violencia nos estadios, e os problemas no seu entorno, diminuiram sensivelmente.

Ué, mas como?

Em primeiro lugar, tratando o torcedor, como consumidor de espetaculo! ou seja, oferecendo condições minimas para que o mesmo compre seu ingresso de forma segura, facil e tranquila, e tenha um estadio decente, com totais condições de infraestrutura, serviços e etc, que estamos discutindo justamente sobre a nossa futura Arena.
E em segundo lugar, é bem como vc disse, é a politica de tolerancia zero, e sem impunidade. Fez qualquer tipo de baderna, o torcedor é preso, ai sim, FICHADO, julgado, e se condenado, paga a pena imposta pelo juiz, desde serviços comunitarios a ter de comparecer ao uma delegacia mais proxima da residencia, todos os dias e horarios que o time dele for jogar, por um determinado periodo de tempo, ou ate mesmo, chegando ao banimento do criminoso de poder comparecer a um estadio de futebol!

Então, não é um simples “cadastramento” que irá resolver, enquanto nossos estadios, e nao excluo nenhum no Brasil inteiro, tiverem as condições que tem hoje, a forma de comercialização de ingresso, e o principal, a impunidade aos criminosos e vandalos!

Emerson,

primeiramente, ola, é a primeira vez que realmente deixo algum comentario no 3VV. Outro dia, no mes passado, estava ouvindo um debate, senao me engano na CBN ou na BANDNews FM, e falavam justamente sobre esse cadastramento ou melhor dizendo, do FICHAMENTO dos torcedores. Eis que um dos participantes do debate, morou por um longo tempo na Inglaterra.
E ele mesmo disse, que pensaram nessa hipotese, logo quando as coisas ficaram completamente fora de controle, com a violencia toda dos hooligans, e de cara, rechaçaram a ideia!
E por sinal, retiraram todas as grades, alambrados e cercas em volta do campo!

O que aconteceu?

Depois disso, a violencia nos estadios, e os problemas no seu entorno, diminuiram sensivelmente.

Ué, mas como?

Em primeiro lugar, tratando o torcedor, como consumidor de espetaculo! ou seja, oferecendo condições minimas para que o mesmo compre seu ingresso de forma segura, facil e tranquila, e tenha um estadio decente, com totais condições de infraestrutura, serviços e etc, que estamos discutindo justamente sobre a nossa futura Arena.
E em segundo lugar, é bem como vc disse, é a politica de tolerancia zero, e sem impunidade. Fez qualquer tipo de baderna, o torcedor é preso, ai sim, FICHADO, julgado, e se condenado, paga a pena imposta pelo juiz, desde serviços comunitarios a ter de comparecer ao uma delegacia mais proxima da residencia, todos os dias e horarios que o time dele for jogar, por um determinado periodo de tempo, ou ate mesmo, chegando ao banimento do criminoso de poder comparecer a um estadio de futebol!

Então, não é um simples “cadastramento” q

Emerson,

primeiramente, ola, é a primeira vez que realmente deixo algum comentario no 3VV. Outro dia, no mes passado, estava ouvindo um debate, senao me engano na CBN ou na BANDNews FM, e falavam justamente sobre esse cadastramento ou melhor dizendo, do FICHAMENTO dos torcedores. Eis que um dos participantes do debate, morou por um longo tempo na Inglaterra.
E ele mesmo disse, que pensaram nessa hipotese, logo quando as coisas ficaram completamente fora de controle, com a violencia toda dos hooligans, e de cara, rechaçaram a ideia!
E por sinal, retiraram todas as grades, alambrados e cercas em volta do campo!

O que aconteceu?

Depois disso, a violencia nos estadios, e os problemas no seu entorno, diminuiram sensivelmente.

Ué, mas como?

Em primeiro lugar, tratando o torcedor, como consumidor de espetaculo! ou seja, oferecendo condições minimas para que o mesmo compre seu ingresso de forma segura, facil e tranquila, e tenha um estadio decente, com totais condições de infraestrutura, serviços e etc, que estamos discutindo justamente sobre a nossa futura Arena.
E em segundo lugar, é bem como vc disse, é a politica de tolerancia zero, e sem impunidade. Fez qualquer tipo de baderna, o torcedor é preso, ai sim, FICHADO, julgado, e se condenado, paga a pena imposta pelo juiz, desde serviços comunitarios a ter de comparecer ao uma delegacia mais proxima da residencia, todos os dias e horarios que o time dele for jogar, por um determinado periodo de tempo, ou ate mesmo, chegando ao banimento do criminoso de poder comparecer a um estadio de futebol!

Então, não é um simples “cadastramento” q

Emerson, acho que vc tem razão em boa parte dos seus comentários.

Já não é de hoje que o Estado realiza atitudes que demonstram a sua incompetência no quesito segurança pública, falta capacidade, equipamentos, etc etc etc.

Criar uma carteira de torcedor a princípio parece ser uma idéia interessante, mas do que irá adiantar se nao tivermos um equipamento para filmar, prender e até mesmo proibir esses vandalos de entrar nos estádios de futebol?
A sociedade tá cansada de demagogia, nossa polícia, poder Judiciário precisam de equipamentos para diminuir a violência. Só a carteira de torcedor nao adianta, mais equipamentos precisam ser desenvolvidos e usados simultaneamente. E a conta disso tudo será pago por quem?

boas
é a lei do minimo esforço, ou não da para identificar os agressores pelas diversas fotografias e/ou imagens que aparecem nos jornais/tv, dizem de leis, etc etc, balela, é só aplica-la, ou pode agredir um policial na rua também como se faz no estadio? todos ja temos identificações, e o amigo que disse do R.G . ser antigo, existe uma lei que você teria que renova-lo depois de um certo tempo, pois na verdade o prejudicado pode ser vc mesmo.
abraços

A máquina pública é uma desgraça. É incrível a falta de controle e competência. Acredito que não há unificação e cruzamento dos dados, por isso há tantos cadastramentos, o que diminui a eficiência e eficácia.

Mas como vc bem colocou no texto, esse novo cadastramento inibiria a presença desses marginais nos estádios, porém há maneiras mais eficazes de fazer isso.

Acho no mínimo um circo. Cadastrar torcedor para entrar em estádio? Só podem estar de brincadeira. Os caras não conseguem nem evitar que celular entre em Penitenciária de Segurança Máxima!

Incompetência desse ministro que faz uma cagada atrás da outra!
Desde a época da UNE

Realmente é isso mesmo, reconhecimento de incompetência e tambem, transferência de responsabilidade para os clubes, haja visto, que querem fazer jogos só com uma torcida.
Por outro lado, o governo ja aprovou o novo RG para este ano de 2009 ta certo que esse cadastramento deve ser meio lento, mas é um novo documento que consta a vida da pessoa, todos os dados pessoais, cor de pele,altura, tambem, dados trabalhistas e ainda se possue informações criminais.
Portanto, por um lado estão juntando num unico doc. RG.CPF.Título etc e tudo mais da pessoa e vem este pessoal querendo criar mais um documento para controle.

Concordo totalmente com vc Emerson, é a pura imcompetência do Estado.

Só faltava essa ter que me cadastrar junto com estes vagabundos de torcida organizadas!!
Abraços!1

Emerson.. ate concordo com vc…

veja nao sou a favor desse cadastramento..

mas qnto ao RG eu por exemplo tirei meu RG com 7 anos e nunca mais mudei a foto… e HJ tenho 24 anos..

ninguem me reconhece mais pela foto do RG..

uma atitude simples q poderia ajudar a combater a violencia… ( que eu acho q nao aconteceria o quase massacre no morumbi – 1 fase do paulista)

PQ nao liberam a torcida visitante antes???

a grande maioria q vai pra classico e torcida organizada… eles mesmo nos jogos em sao paulo vao de onibus… ou em bando…

a torcida visitante vai embora rapido.. e nao fica circulando no entorno do estadio..

abracos..

Acho que é TRANSFERENCIA DE RESPONSABILIDADE… que passa do poder público para os clubes. mas uma vez: ridiculo

Outra coisa ridícula é o que o palmeiras e sua nova contrada para controle de ingressos, prejudicam quem antecipou e comprou inressos no pacotão… pô TROCAR INGRESSO num horario totalmente de absurdo e pior SOMENTE NO PALESTRA ITÁLIA … EU TRABALHO PÔ !!!

Os comentários estão desativados.