Os mais altos salários dos jogadores de futebol

Por Luís Fernando Tredinnick
Divulgação autorizada mediante explícita
citação do autor e do blog Terceira Via Verdão

 
Amigos, acho que vou iniciar uma série intitulada “não dá para competir”! Cada vez que eu olho os números Europeus eu vejo que mesmo quando formos extremamente profissionais não haverá como competir com os Europeus.

OS MAIORES SALÁRIOS

Observem na tabela abaixo os maiores salários do futebol europeu. Essa lista veio de uma compilação de informações de revistas e sites feita por um site europeu, portanto, algumas informações podem estar um pouco desatualizadas, ou os valores aproximados.

 
Notem que os jogadores que menos recebem nessa lista, têm salários de quase R$ 13,5 milhões. Se considerarmos que o Palmeiras tem receitas de cerca de R$ 120 milhões, um único jogador recebe quase 9% de tudo o que o Palmeiras fatura.

Observem também alguns jogadores. Alguém aí acha que o Puyol vale 5 milhões e euros de salários por ano?

E OS CLUBES?

Aí a comparação fica mais legal. Observem na tabela abaixo quantos jogadores de cada clube aparecem nessa lista e qual é o total de salários pagos para seus principais jogadores.

Se considerarmos que o Palmeiras fosse seguir a recomendação do Barcelona e gastar no máximo 70% do seu faturamento em salários e encargos dos atletas (de todos os esportes), o Palmeiras poderia gastar cerca de 28 milhões de Euros. Ou seja, quase tudo o que o Liverpool gasta com apenas quatro jogadores…

Se o Palmeiras faturasse o dobro, as coisas ainda assim não melhorariam muito. O Palmeiras teria condições de gastar cerca de 56 milhões de Euros em salários e encargos para todos os atletas. Imaginem se tivéssemos os três jogadores da Internazionale? Apenas três jogadores seriam responsáveis por 27% de toda a folha de pagamento de todos os atletas do clubes! Ah, se formos considerar que incidem impostos sobre os salários, os 3 atletas representariam mais de 50% de toda a folha de pagamento.

ENTÃO?

Bom, a não ser que ocorra uma radical mudança no que os clubes recebem de direitos de TV e no quanto eles recebem de bilheteria, a verdade é que não temos condições de competir com os europeus.

O que nós podemos fazer é justamente aumentar as receitas para não depender tanto da venda de jogadores, assim, ao menos, poderemos vender os jogadores por preços astronômicos!

Saudações AlviVerdes

*Luís Fernando Tredinnick escreve todas as sextas-feiras no 3VV, 
explicando a quem conhece e também a quem não conhece os números no futebol.

Posts antigos, Por Onde Anda, e Links Patrocinados