Categorias
Futebol com Números

Os mais altos salários dos jogadores de futebol

Por Luís Fernando Tredinnick
Divulgação autorizada mediante explícita
citação do autor e do blog Terceira Via Verdão

 
Amigos, acho que vou iniciar uma série intitulada “não dá para competir”! Cada vez que eu olho os números Europeus eu vejo que mesmo quando formos extremamente profissionais não haverá como competir com os Europeus.

OS MAIORES SALÁRIOS

Observem na tabela abaixo os maiores salários do futebol europeu. Essa lista veio de uma compilação de informações de revistas e sites feita por um site europeu, portanto, algumas informações podem estar um pouco desatualizadas, ou os valores aproximados.

 
Notem que os jogadores que menos recebem nessa lista, têm salários de quase R$ 13,5 milhões. Se considerarmos que o Palmeiras tem receitas de cerca de R$ 120 milhões, um único jogador recebe quase 9% de tudo o que o Palmeiras fatura.

Observem também alguns jogadores. Alguém aí acha que o Puyol vale 5 milhões e euros de salários por ano?

E OS CLUBES?

Aí a comparação fica mais legal. Observem na tabela abaixo quantos jogadores de cada clube aparecem nessa lista e qual é o total de salários pagos para seus principais jogadores.

Se considerarmos que o Palmeiras fosse seguir a recomendação do Barcelona e gastar no máximo 70% do seu faturamento em salários e encargos dos atletas (de todos os esportes), o Palmeiras poderia gastar cerca de 28 milhões de Euros. Ou seja, quase tudo o que o Liverpool gasta com apenas quatro jogadores…

Se o Palmeiras faturasse o dobro, as coisas ainda assim não melhorariam muito. O Palmeiras teria condições de gastar cerca de 56 milhões de Euros em salários e encargos para todos os atletas. Imaginem se tivéssemos os três jogadores da Internazionale? Apenas três jogadores seriam responsáveis por 27% de toda a folha de pagamento de todos os atletas do clubes! Ah, se formos considerar que incidem impostos sobre os salários, os 3 atletas representariam mais de 50% de toda a folha de pagamento.

ENTÃO?

Bom, a não ser que ocorra uma radical mudança no que os clubes recebem de direitos de TV e no quanto eles recebem de bilheteria, a verdade é que não temos condições de competir com os europeus.

O que nós podemos fazer é justamente aumentar as receitas para não depender tanto da venda de jogadores, assim, ao menos, poderemos vender os jogadores por preços astronômicos!

Saudações AlviVerdes

*Luís Fernando Tredinnick escreve todas as sextas-feiras no 3VV, 
explicando a quem conhece e também a quem não conhece os números no futebol.

20 respostas em “Os mais altos salários dos jogadores de futebol”

carácoles, analisando os dados dos clubes por vc nos apresentado, a maior média é do Olympique Lyon! e além do campeonato nacional não ganham nada na Europa! o 2º maior na média é o Juventus…. sei lá…. o 3º é o Arsenal, o 4º o Liverpool e o 5º é o Bayern….

verdaços.

é de estranhar o Terry, do Chelsea, zagueiro… com um futebol infinitamente inferior o do Jéci ganhar tudo isso!

lamentável! hehe…

verdaços.

Luiz Fernando, o que os jogadores ganham é bem mais porque esses valores apresentados aqui corresponde a salarios q o clube paga.
Talvez seja interessante até mais pra frente mostrar o que os principais jogadores talvez (10 ou 20) primeiros ganham incluindo os patrocínios e publicidade, são valores astronômicos com certeza.
Abraços.!

E mesmo sabendo de tudo isso tem gente como eu que gasta boa parte do salário em nome dessa paixão!!!!
Palmeiras Sempre!!!!

Isso da criação de outra liga com 16 times é super viavel. Maaaas, eu acho que a mentalidade de quem tem esse poder ainda tem que mudar muito.

Abraços!

É complicado segurar esta molecada aqui quando recebem uma proposta vão embora mesmo pq nosso futebol não tem esta estrutura pra segurar a molecada.

Acho que este SCCP que vc escreveu também não tem condições de disputar a elite do futebol brasileiro rsrsrs.

Concordo com vc,a Dona Globo é que manda e ela não permitiria um campeonato competivo de 16 equipes,por isso defendo a criação de uma liga que seria independente da CBF e que negociaria os direitos de TV ,se a Globo não quiser participar, temos outras TVs que entrariam nesta concorrência, é assim na Europa, mas aqui estamos na mão da CBF que por mêdo se vende para a Globo e tudo continua como está.

Os clubes não conseguem se desvencilhar da CBF por falta de união, pois pensam apenas nos própios interesses e se esquecem que fora de campo, estes interesses são muito próximos e unidos seriam muito fortes.

Raul Ricardi….

Um campeonato com 16 clubes eu sou favorável a muito tempo. Ocorre que a Sra. Globo não é. Infelizmente para o futebol brasileiro e felizmente para a parcela de clubes MEDÍOCRES que disputam a Série A. Com 16 clubes sobraria os clubes de São Paulo, poucos clubes do Rio, apenas 1 em Minas, um ou outro clube do Nordeste… e assim vai.

No Brasileirão-08 cairam:

17º – Figueirense;
18º – Vasco;
19º – Portuguesa;
20º – Ipatinga.

Poderia cair também o 15º – Santos e 16º – Náutico.

Isso sem contar que subiram: SCCP, Avaí, Santo André e Barueri. Estes 3 últimos não merecem disputar a elite do futebol nacional.

Pois é Fernando, venho falando isto para meus amigos ha muito tempo, mas penso que a dona Globo não gosta deste formato ou não tiveram esta idéia ainda.

Daria para preparar um fim de ano com várias decisões e os clubes que chegassem nas finais da Libertadores estariam perto das datas do Mundial e fisicamente o planejamento não mudaria tanto, já que o auge seria nos meses de outubro até dezembro, mas fazer o que?? Só esperar…

Concordo com o Simonetti, o caminho é por aí e acho que os clubes grandes mais bem estruturados irão seguir esse caminho, a venda de craques sempre vai existir, pois isso é normal inclusive nos clubes Europeus.

Raul Ricardo..
e isso q sempre pensei..
Campeonatos sendo disputados o ano todo..

um Brasileirao com 20 times (turno e returno) em 6 meses e loucura…

na europa os clubes jogam:
1-Liga do seu pais,
2-copa do seu pais,
3-Champions League ou Copa da UEFA

ate a Copa do Brasil poderia ser extendida para o ano todo.

sera q e tao dificil copiar o q dá certo??

Caros colegas, não podemos nos comparar com os jogadores de futebol que vivem em uma realidade totalmente diferente, afinal ninguém paga ingresso para me ver trabalhar 10 horas por dia e outra,eles estão sempre em hotéis 5 estrelas, mas “concentrados”, sem poder aproveitar nada(na teoria) na melhor fase de suas vidas dos 17 aos 35,38 e nós podemos fazer o que quisermos sem nos preocuparmos se o “professor” esta de olho.

Futebol é paixão, a gente não quer saber se o nosso time tem dinheiro para pagar salários como estes, mas exigimos dos dirigentes os melhores jogadores.

Concordo que dá tranquilamente para se fazer um belíssimo pé de meia com um salário de R$ 50 mil ou R$ 100,mil, mas os jogadores querem na real, ficar milionários e isto só jogando no exterior.

A solução ao meu ver passa pela criação de uma liga entre os melhores clubes e um campeonato brasileiro com 16 equipes com o descenso de 2 e acesso de 2, com jogos só nos finais de semana e a Libertadores e Copa Sulamericana disputada durante o ano todo de fevereiro até outubro, sendo a fase de grupos no 1° semestre e os mata-matas no 2° semestre.

Com um calendário mais descente penso que os clubes poderiam se planejar melhor, para não perderem seus jogadores, já os acima da média, estes sempre vão sair, não tem jeito.

Ótimo post Luis fernando
Abraços !!

Amigos, a questão de segurar mais jogadores aqui, a meu ver, passa mais pela necessidade que os clubes tem de vender do que pela pressa do jogador ir embora. Quando os jogadores querem porque querem sair, tenho certeza que é medo da instabilidade local, e nem tanto pressa em sair, embora a Europa dê visibilidade, etc, etc.

O Brasil é um celeiro de craques e a verdade é que para termos um futebol competitivo com o europeu não precisamos ter receitas compativeis com os times top europeus. Bastaria nao ter a necessidade urgente de vender e a possibilidade de pagar salarios mais altos do que os atuais. Se fosse possivel dobrar os salarios dos bons jogadores aqui presentes, eles nao iriam para a Europa com 20-21 anos, mas sim quando tivessem 23-24. e assim sucessivamente. Teriamos um futebol bem mais maduro e de qualidade.

A verdade é que os jogadores ficariam no Brasil ganhando 1/3 do que ganham na Europa.

Claro que isso que falo em relação ao aumento dos salarios tem que ser feito com criterio. Não basta aumentar salario para ter um craque. O Souza (Gambá) ganha 150 mil e é ruim demais! Mas o aumento da massa salarial de jogadores permitiria que um Henrique jogasse no Brasil até os 25 anos, que Pato ficasse no Inter por uns 3 anos, etc, etc.

Os genios continuariam migrando para os gigantes europeus. Mas a sangria desatada em direção a paises eslavos, turquia, grecia e clubes pequenos da Espanha cairia e muito.

Abraços a todos

Luis Fernando e Cia….

Eu desejo sempre que o Palmeiras se fortaleça. Mas tem umas coisas que não saem da minha cabeça:

1- NÃO DÁ PARA COMPETIR COM O MERCADO EUROPEU NESTE QUESITO.

2- O jogador é livre para escolher seu futuro, mas essa conversa de que precisa ir para a Europa para fazer “O PÉ DE MEIA” é rídicula. Quem é que não consegue administrar a vida com um salário mensal na faixa de R$ 50.000,00, R$ 100.000,00….???? Uma pessoa luta a vida inteira, estuda no exteiror para trabalhar em uma empresa e NUNCA ganhará isso!

3- Nos últimos dias foi “ventilada” a notícia de criação de um TETO SALARIAL. Para mim isso é conversa mole. Em outros esportes praticados nos EUA isso foi implantado. NFL (Futebol Americano), NBA, MJB (baseball) todos possuem o teto salarial. Mas é fácil controlar um esporte teoricamente restrito. O futebol é universal. Não acredito nesta tese.

Portanto, acredito que a situação não é favorável. Ficaremos sempre refém da vontade do mercado Europeu. Isso sem levarmos em conta a “onda” de bilionários que estão investindo no futebol inglês. Com esses bilionários malucos atuando, aí a coisa fica pior ainda.

Putz! Impressionante! Não vejo, nem a longo prazo, alguma chance do futebol brasileiro competir com o europeu.

Talarico,
Em breve vou postar sobre as receitas de TV dos clubes europeus… só para comparação, os direitos do campeonato brasileiro de 2009 são de R$ 410 milhões…. os do campeonato inglês são de R$ 3 bilhões! Como eu brinco, não dá para competir.

Saudações AlviVerdes

Luis Fernando,

se dobrarmos a nossa receita, teriamos mais do q o chelsea gasta com 8 jogadores…

ja seria uma mudança bem interessante…

nao acho assim tao impossivel… as receitas com patrocinios e TV aumentaram bastante… e ainda tem muito pra aumentar…(aumentaria mais se saisse do monopolio global)

e nossas receitas com licenciamentos sao ridiculas… so ai ja aumenta muito a arrecadação total…

abracos

É um ABSURDO o salário desses jogadores…

O que eles fazem a mais do que nós que trabalhamos mais de 40 horas por semana?

Isso sem contar o tempo que passamos no transito e muitos problemas encontrados no ambiente de trabalho e por ai vai…

Vivem viajando, ficando em hotel de luxo, comendo do bom e do melhor, ganhando os melhores carros da atualidade….e AINDA RECLAMAM…!!!

Esses jogadores NÃO sabem o que é trabalhar de verdade !!!

Mas nós gostamos de futebol né? Fazer o que?
Então ficamos ai torcendo por 11 caras correndo atrás da bola e a gente se matando pra comprar ingresso pra ve-los jogar…

Valeu

Saudações alviverdes

Domingão estou no Palestra !!!

Os comentários estão desativados.