Categorias
Direto da Fonte

Palmeiras já teve 20 jogadores pernambucanos na história

A passagem de atletas pernambucanos pelo Palmeiras é marcada por uma
história de glórias e conquistas. Ao todos, foram 20 os que já
vestiram a camisa do clube. Entre os que mais se destacaram, estão
Vavá, Gildo, Rinaldo, Minuca, Zequinha e, o mais recente, o meia
Rivaldo.

“A história dos atletas pernambucanos que passaram por aqui se
mistura com a do próprio clube. O Vavá, por exemplo, foi à Copa do
Mundo de 1962 através do Palmeiras, assim como o Zequinha”, lembra o
presidente palmeirense, Luiz Gonzaga Belluzzo.

Entrevistado pela assessoria de imprensa, o médio Zequinha destacou
que o Palmeiras sempre respeitou e tratou seus atletas com a maior
dignidade.

“Não tinha distinção nenhuma. O Palmeiras sempre foi caracterizado
por ser um clube italiano, mas seus dirigentes e torcedores jamais
incorporaram o bairrismo ou coisa do tipo, muito pelo contrário. O
Palmeiras sempre foi muito brasileiro e, porque não, nordestino?!.
Afinal, foram muitos craques que passaram pelo clube nascidos em
Pernambuco”, lembra o ex-jogador, hoje com 74 anos. Zequinha atuou no
Verdão entre os anos de 1958 e 1968 e atualmente vive em Recife com a
família. Ele conta como foi o período de adaptação em São Paulo.

“Eu jogava pelo Santa Cruz e a proposta do Palmeiras foi muito boa.
Eu tinha apenas 23 anos e sabia dos desafios de morar em São Paulo.
Mas, naquela época, o clube já era uma das potências do futebol
brasileiro e até mundial. Um dos poucos que batia de frente com o
Santos do Pelé. Foi uma honra e um privilégio muito grande ter jogado
por 10 anos no Palmeiras e ter feito parte da primeira Academia do
Filpo Nuñes.”

De acordo com o ex-jogador, o jogo desta quarta-feira entre Sport e
Palmeiras será marcado por muito equilíbrio.

“O Sport vive um grande momento. Não perde em casa faz tempo e tem
feito uma campanha impecável desde o ano passado. E o Palmeiras é um
time acostumado com grandes jogos, tem uma equipe de muita qualidade
e um excelente treinador. Acredito num jogo bonito e muito disputado.”

Confira a relação de atletas pernambucanos que já atuaram pelo Verdão:

Zequinha, médio, natural de Recife-PE, chegou ao Palmeiras com 23
anos trazido do Santa Cruz e atuou entre 1958 e 1968. Campeão do
Torneio Roberto Gomes Pedrosa (1967), Taça Brasil (1960 e 1967), Rio-
SP (1965) e Paulista (1959, 1963 e 1966).

Geraldo II, atacante, natural de Recife-PE, chegou ao Palmeiras com
24 anos trazido do Náutico e atuou entre 1961 e 1964. Conquistou o
Paulistão de 1963.

Géo, ponta, natural de Recife-PE, chegou ao Palmeiras com 22 anos e
atuou entre 1958 e 1960. Conquistou o Paulistão de 1959.

Gildo, ponta, natural de Ribeirão-PE, chegou ao Palmeiras com 21 anos
e atuou entre 1961 e 1968. Campeão do Torneio Roberto Gomes Pedrosa
(1967), Taça Brasil (1967), Rio-SP (1965) e Paulista (1963 e 1966).

Vavá, atacante, natural de Recife-PE, foi revelado pelo Sport e
chegou ao Palmeiras com 26 anos. Atuou entre 1961 e 1964 e conquistou
o Paulista em 1963.

Rinaldo, ponta, natural de Jurema-PE, chegou ao Palmeiras com 23 anos
trazido do Náutico e atuou entre 1964 e 1968. Campeão do Torneio
Roberto Gomes Pedrosa (1967), Taça Brasil (1967), Rio-SP (1965) e
Paulista (1966).

Minuca, zagueiro, natural de Recife-PE, chegou ao Palmeiras com 20
anos trazido do Santa Cruz e atuou entre 1965 e 1971. Campeão do
Torneio Roberto Gomes Pedrosa (1967 e 1969), Taça Brasil (1967) e
Paulista (1966).

Vasconcelos, meia, natural de Recife-PE, chegou ao Palmeiras com 24
anos trazido do Náutico e atuou entre 1976 e 1977. Campeão Paulista
em 1976.

Clóvis, zagueiro, natural de Recife-PE, chegou ao Palmeiras com 22
anos e atuou entre 1960 e 1961.

Rivaldo, meia, natural de Recife-PE, chegou ao Palmeiras com 21 anos
e atuou entre 1994 e 1996. Campeão Brasileiro (1994) e Paulista (1994
e 1996).

Amílton Rocha, ponta, natural de Recife-PE, chegou ao Palmeiras com
23 anos e atuou entre 1978 e 1979.

Paulinho, médio, natural de Recife-PE, chegou ao Palmeiras com 27
anos e atuou entre 1985 e 1986.

Albéris, lateral-esquerdo, natural de Recife-PE, chegou ao Palmeiras
com 27 anos e atuou em 1991.

Gilvan, goleiro, natural de Palmares-PE, chegou ao Palmeiras com 19
anos e atuou entre 2000 e 2002.

Flávio, volante, natural de Sirinhaem-PE, chegou ao Palmeiras com 24
anos e atuou entre 2000 e 2004.

Marquinhos, lateral-esquerdo, natural de Caruaru-PE, chegou ao
Palmeiras com 25 anos e atuou entre 2003 e 2004. Campeão Brasileiro
da Série B (2003).

Lúcio, lateral-esquerdo, natural de Recife-PE, chegou ao Palmeiras
com 23 anos e atuou entre 2003 e 2006 . Campeão Brasileiro da Série B
(2003).

Xavier, lateral-esquerdo, natural de Garanhus-PE, chegou ao Palmeiras
com 24 anos e atuou entre 2004 e 2005.

Cláudio, atacante, natural de Vermelhos-PE, chegou ao Palmeiras com
16 anos e atuou entre 2004 e 2005.

Rosembrick, meia, natural de São Lourenço-PE, chegou ao Palmeiras com
27 anos e atuou em 2006.

Fábio Finelli – Assessoria de Imprensa S.E.PALMEIRAS
*Colaboraram Jota Roberto e Luciano Pasqualini, da diretoria de
História do Palmeiras, e o historiador Fernando Galuppo.


*Na foto: Zequinha [em pé, o segundo da direita para a esquerda], e
outros dois pernambucanos; Gildo [agachado, o primeiro da esquerda],
e Vavá [agachado, o segunda da esquerda para a direita], no time
campeão Paulista de 1963. *Foto cedida pela Academia de História
Palestra-Palmeiras.

3 respostas em “Palmeiras já teve 20 jogadores pernambucanos na história”

Olha acredito que hoje vamos ganhar dos caras lá. O time do Sport não é tudo isto eu acredito na vitoria, força verdão vc é o campeão.

Agora fiquei curioso para saber quantos sergipanos já vestiram a camisa do palmeiras… sei que hoje temos dois no elenco… o Sarconni e o Willian.

Alguns GRANDES pernambucanos…outros nem tanto.

Mas os GRANDES deram muita glória e alegria ao Palmeiras.

Os comentários estão desativados.