Categorias
Direto da Fonte

Elenco pensa na Libertadores sem esquecer do Brasileiro

Os jogadores palmeirenses não esconderam que a prioridade do Verdão
neste momento é a Copa Libertadores. Apesar disso, todos deixaram
claro que o time não pode desligar do Campeonato Brasileiro,
principalmente no início da competição.

“Não tem como esconder que o pensamento está na Libertadores. Esse é
o grande objetivo nosso. Todos os clubes disputam o Brasileiro para
ganhar, mas também para conseguir uma vaga na Libertadores. Nós
lutamos muito para chegar até aqui e não tem como não pensar nessa
competição”, afirmou o zagueiro Marcão, em entrevista coletiva
concedida nesta sexta-feira.

O camisa 13, no entanto, afirmou que a equipe não pode desligar do
Campeonato Brasileiro.

“Vamos ter que saber dosar as duas competições. Os pontos que
conquistarmos ou perdermos neste início serão os mesmos do final.
Quando eu estava disputando a Libertadores com o Atlético-PR [2005],
abrimos mão do Brasileiro e depois foi uma dificuldade para correr
atrás. Vamos ter que saber dosar os dois campeonatos.”

O atacante Keirrison também atendeu a imprensa na Academia de
Futebol e citou para a importância das duas competições.

“A Libertadores vem em primeiro lugar por tudo o que ela representa.
Mas nós vamos ter que dar importância para as duas disputas. Manter
uma boa média e saber equilibrar. Não podemos perder pontos no
Brasileiro, pois é uma competição muito difícil e disputada.
Qualquer vacilo pode ser fatal.”

De acordo com o camisa 9, a competição tem de tudo para ser uma das
mais equilibradas. “Os times se reforçaram e também não perderam
jogadores. Esse início vai ser eletrizante. Por isso que nossa meta
é começar vencendo.”

Marcão concordou e foi além. “É certamente a competição mais difícil
do mundo. Nos outros países, apenas dois ou três times começam como
favoritos. No Brasil, são uns 10 que possuem condições de conquistar
o título. É um campeonato muito valorizado, e por isso esse começo
vai ser importante para todos os times.”


Crédito: Assessoria de Imprensa