Categorias
Direto da Fonte

Henrique se apresenta

Foto: Fabio Menotti

Em entrevista coletiva concedida na tarde desta sexta-feira (15), na
Academia de Futebol, o técnico Vanderlei Luxemburgo afirmou que
pretende ver um Palmeiras forte tanto na Copa Libertadores quanto no
Campeonato Brasileiro. Segundo ele, não existe espaço para
relaxamento, pois as duas disputas são difíceis e equilibradas.

“Vão existir prioridades de acordo com o andamento dos jogos, mas
não podemos desligar um só minuto das duas competições. No
Brasileiro, às vezes é perigoso poupar jogadores. Trata-se de um
campeonato difícil, e time grande que fica nas últimas colocações
tem dificuldades para se reerguer.”

Segundo o treinador, um dos segredos para o Palmeiras manter o
equilíbrio nas duas competições é a diversidade do elenco.

“Podemos variar e diversificar o nosso esquema tático antes e
durante os jogos. Temos jogadores que atuam em diversas funções, e
isso ajuda na montagem do time. No começo do ano não era assim, pois
muitos jogadores estavam em fase de adaptação e a equipe sendo
formada. Agora, evoluímos um pouco e isso já tem ajudado.”

Luxemburgo rebateu as perguntas de que teria atuado muito fechado na
partida contra o Sport, na Ilha do Retiro, que deu a classificação
ao Verdão às quartas-de-final da Copa Libertadores.

“Atualmente, não existe mais um único time que seja o melhor no
Brasil. O nível técnico está parecido, pois faltam atletas que
desequilibram. Eu mudei um pouco minha característica de jogar
bonito porque o futebol também mudou, e eu tenho que me adaptar. Mas
minha filosofia de trabalho segue a mesma, de que o futebol deve ser
jogado bonito. Hoje, infelizmente, isso mudou.”

O comandante palmeirense falou das dificuldades de enfrentar o
Internacional, adversário deste domingo. “É um dos grandes times do
futebol brasileiro. Sempre é muito difícil enfrentar o Inter. É uma
equipe que cresceu muito nos últimos anos. Virou exemplo e
referência, pois reestruturou-se por completo e voltou a ser uma
potência.”

Sobre as dificuldades de encarar o time gaúcho fora de casa,
Luxemburgo afirmou que isso não é mérito apenas do Inter.

“O futebol de hoje está nivelado, e todos os times tem feito valer o
fator campo. É difícil jogar com o Inter no Sul, assim como é
complicado enfrentar o Palmeiras no Palestra.”

3 respostas em “Henrique se apresenta”

Vicente, acho que houve algum problema… A matéria do Henrique não saiu! Abraços!

Os comentários estão desativados.